Dilma foi para a praia…

Fico imaginando qual delas:

Praia das Galinhas? ( Pernambuco)

– Carneiros?(Pernambuco)

– Tambaba? ( nudismo na Paraíba)

– Massaradupió? ( nudismo na Bahia)

– Praia da Pipa? ( Rio Grande do Norte)

enfim, vamos ver.

Veja nossas homenagens e esta nota do Claudio Humberto:

Dilma embarca para o Nordeste

A presidenta eleita, Dilma Rousseff, embarcou na tarde desta quarta (3) para uma praia isolada no Nordeste, segundo informou um de seus assessores. Ela deve ficar no local até sábado descansando. Dilma está acompanhada de dois assessores e dois agentes da Polícia Federal. Na segunda (8) ela vai viajar com o presidente Lula para a Ásia. Antes, porém, deve dar uma passada em Porto Alegre para ver a filha Paula e o neto, Gabriel.

3 comentários sobre “Dilma foi para a praia…

  1. Luiz Nusbaum 3 de novembro de 2010 / 18:10

    Praia do rio das OSTRAS, uma outra sugestão

    Curtir

  2. Eduardo Abujamra 3 de novembro de 2010 / 19:57

    Gosto muito das coisas que você(permita-me) nos envia. Admiro seus textos e sua coragem. Enfim, sou seu fã.
    Gostaria de enviar este texto pra você:

    Presidenta ou Presidente?

    “Tenho notado, assim como aqueles mais atentos também devem tê-lo feito, que a candidata Dilma Roussef e seus sequazes, pretendem que ela venha a ser a primeira presidenta do Brasil, tal como atesta toda a propaganda política veiculada pelo PT na mídia.

    Presidenta???

    Mas, afinal, que palavra é essa totalmente inexistente em nossa língua?

    Bem, vejamos:

    No português existem os particípios ativos como derivativos verbais. Por exemplo: o particípio ativo do verbo atacar é atacante, de pedir é pedinte, o de cantar é cantante, o de existir é existente, o de mendicar é mendicante…

    Qual é o particípio ativo do verbo ser? O particípio ativo do verbo ser é ente. Aquele que é: o ente. Aquele que tem entidade.

    Assim, quando queremos designar alguém com capacidade para exercer a ação que expressa um verbo, há que se adicionar à raiz verbal os sufixos ante, ente ou inte. Portanto, à pessoa que preside é PRESIDENTE, e não “presidenta”, independentemente do sexo que tenha. Se diz capela ardente, e não capela “ardenta”; se diz estudante, e não “estudanta”; se diz adolescente, e não “adolescenta”; se diz paciente, e não “pacienta”.

    Um bom exemplo seria:

    “A candidata a presidenta se comporta como uma adolescenta pouco pacienta que imagina ter virado eleganta para tentar ser nomeada representanta.
    Esperamos vê-la algum dia sorridenta numa capela ardenta, pois esta dirigenta política, dentre tantas outras suas atitudes barbarizentas, não tem o direito de violentar o pobre português, só para ficar contenta. “”
    Infelizmente recebi sem a autoria, mas achei muito oportuno.
    Abraços com carinho e votos de sucesso e toda a paz possível.
    Eduardo abujamra

    Curtir

  3. Rosi Mallet 3 de novembro de 2010 / 21:52

    Se o roteiro está correto, isso não é descanso, é cansanso!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.