Águas vivas. Muito vivas. E “queimantes”. No Paraná, as águas vivas estão fazendo a festa

Em um dia, águas-vivas queimam 185 banhistas no PR

São Paulo – O Corpo de Bombeiros do Paraná registrou apenas na última segunda-feira 185 casos de queimaduras por águas-vivas no litoral do Estado. Desde dezembro do ano passado, já foram registrados 396 casos. Os locais de maior incidência foram os balneários de Ipanema, Praia de Leste, Santa Terezinha e Shangri-lá.

Segundo os Bombeiros, na maioria dos casos a vítima apresenta sintomas leves, como vermelhidão, inchaço e ardência no local de contato. A orientação é para que o banhista saia da água imediatamente e lave a área queimada com água do mar. Nos postos de guarda-vidas, os banhistas encontrarão tubos com vinagre, que ao ser aplicado interrompe o processo de queimadura e promove alívio. Em casos de febre, vômito, inchaço no local e dificuldades respiratórias, deve-se procurar um hospital imediatamente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.