Ficha Limpa para empresas:proposta de Gabeira,que fala sobre corrupção na área de Saúde faz tempoooo! Leia.

FONTE: SITE OFICIAL DE FERNANDO GABEIRA – www.gabeira.com.br

Corrupção e hipocrisia na Saúde

Na porta da Toesa, em 2010.(foto Marcos Veras)

O governo do estado e a Prefeitura do Rio resolveram cancelar todos os contratos com a Toesa e Locanty, alem de Bela Vista e Rufolo, empresas denunciadas pelo Fantástico como agentes da corrupção na saúde pública.

 A suíte da denúncia de corrupção se fixou numa questão: como evitar que aconteça de novo. Mas é necessário responder outra: por que os governos insistem em prosseguir seus negócios com empresas denunciadas pelo Ministério Público?

Todos aplaudiram o projeto de Ficha Limpa na política. Não seria interessante também aceitar a ideia de ficha limpa nas empresas que servem ao governo?

Ambulâncias foi um dos primeiros negócios da Toesa.(foto Marcos Veras)

Cansei de denunciar a Toesa e cheguei a conseguir um helcóptero para sobrevoar o pátio da empresa e mostrar as ambulâncias acumuladas . Nenhuma reação.

Ao ver o Sérgio Cortes, secretário da Saude, afirmar na televisão que a prática das empresas, denunciada pelo Fantástico, é condenável fiquei com uma sensação de fato incompleto.

A Globo sabe que Sérgio Cortes sabe. Ele foi acusado de ter participado do processo de corrupção . Dificilmente a curiosidade jornalística não se perguntaria na época: se há tanta corrupção na Saúde o secretário é totalmente inocente?

A matéria do Fantástico prestou um grande serviço, pois mostrou como funciona a corrupção nos hospitais e órgãos do governo.

Foi possível denunciar tudo isso sem comprometer o governo amigo. O secretário se mostrou indignado e o governador Cabral cancelou todos os contratos.

O governo também foi surpreendido a julgar pelo desenvolvimento das matérias da Globo. Gostaria apenas de registrar minhas sinceras dúvidas.

Não é um possível um entrelaçamento tão amplo de empresas como Toesa e Locanty( contratos de R$400 milhões no conjunto) com Estado e Prefeitura sem que suspeite de corrupção disseminada no governo. E ainda nem chegamos na Facility, cujo dono vive em Miami e tem inúmeros contratos com órgãos oficiais.

As coisas dependem agora do do Ministério Público. Os funcionários que aparecem no vídeo vão pagar toda a culpa. As empresas vão dizer que não sabiam; o governo, que não foi exposto diretamente, vai se livrar se fornecedores que o comprometem e encarnar um movimento moralizador.

Todos sobrevivem: o governo que não aparece na matéria e as empresas que vão atribuir o suborno a um desvio pessoal do funcionário. A Globo que faz uma denúncia muito competente, mas sem comprometer os governos do PMDB com que simpatiza.

A corrupção na saude pública mata. Mas o grau de perfeição a que chegaram empresas e governo e a precisão cirúrgica das denúncias me levam a suspeitar que ela não será realmente combatida no Brasil.

Isto porque falta a manifestação mais esperada de todas: a dos usuários que arriscam a vida no sistema mas ainda não se deram conta de como ele é perverso, nem se interessaram em protestar de forma organizada

Um comentário sobre “Ficha Limpa para empresas:proposta de Gabeira,que fala sobre corrupção na área de Saúde faz tempoooo! Leia.

  1. Silvio Massarini 26 de março de 2012 / 17:53

    É iso ai Marli! Está na hora de dar um basta a essa gente que acha que “a ética” dos negócios escusos deles, é a ética do mercado…Essa gordinha que me perdoe, mas que gigantesca besteira ela falou, ao se referir a essa roubalheira descarada, como “A ÉTICA DO MERCADO”…Tskm tsk, tsk!!!…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.