15 comentários sobre “Grande Gilberto Natalini, hoje, cara a cara com seu torturador, Ustra.

  1. Mauro Moreira 11 de maio de 2013 / 8:16

    E o outro lado? E Guararapes, e dona Lida? E o cofre do Ademar? E os sequestros? E o cidadão, hoje deficiente, vítima dos terroristas, que não consegue receber um “ceitil” dos cofres da Bolsa Ditadura, enquanto Cony, Jaguar, Ziraldo e tantos outros receberam fortunas de indenizações e gordas aposentadorias? E as mortes dos próprios companheiros, que eles mesmos espancaram até a morte, com coronhadas?a por eles mesmos deles mesmos espancados até a morte com coronhadas. A internet está transbordando de depoimentos deles mesmos afirmando quais eram as intenções de seus movimentos e a maneira fria com que justificam suas intenções e seus crimes, assassinos frios e calculistas, isso sim é o que são. Veja o You Tube, onde o sr. Franklin Martins e outros terroristas dão depoimento de como foram bonzinhos na época. Nada justifica torturas, crimes, mas justiça não se faz com ideologias. Essa comissão da Verdade é um tribunal de exceção. Estão julgando apenas o lado que lhes convém. Onde está o princípio do contraditório? Por quê não colocar cara a cara a cara? Vamos passar a limpo esse período negro de nossa história, mas de maneira que reste dúvidas. Da maneira como está sendo feito, estão apenas tentando reescrever a história da maneira que lhes interessa. Grande Natalini, grande por quê?

    Curtir

  2. luiz nusbaum 11 de maio de 2013 / 18:43

    Grande Natalini pois lutou, sem violência, pelo que acreditava. Grande Natalini pois sobreviveu à mais cruel e covarde atitude de um ser humano contra outro – a tortura de um indefeso e pior quando o torturador sente prazer pelo que faz.. Não se pode admitir tortura em hipotése alguma e especialmente como política de estado.

    Curtir

  3. DJALMA BENTES 11 de maio de 2013 / 21:25

    Atentados terroristas podem ser praticados em nome da ‘luta pelo poder’. Julgamento para TODOS, inclusive para aquela que está agora no comando de quase tudo. São intocáveis? Julguemos sim, mas julguemos COM IMPARCIALIDADE a todos. Essa Comissão% é um ‘DESVIO DE ATENÇÃO”. Corrupção e mais corrupção.

    Curtir

  4. Mauro Moreira 12 de maio de 2013 / 10:21

    Marli, eu fui claro: Nada justifica tortura!
    Continuo perguntando: E Guararapes, e dona Lida.
    E o sargento Mário Kozel Filho, morto por uma bomba, e o tenente Paulo Alberto, morto a coronhadas por Lamarca, e o capitão Charles Chandelr , fuzilado, e o guarda-civil Mário Orlando Pinto, morto com um tiro nas costas, e o segurança Delmo de Carvalho Araujo, e o “justiçamento” de Márcio Leite Toledo, militante do Partido Comunista que resolvera arrepender-se? Todos mortos por Lamarca.
    Assassinato, a sangue frio, o 1º Tenente PM/SP Alberto Mendes Júnior, foi encontrado com terra no estômago após a exumação de seu cadáver, levantando a suspeita de que tenha sido enterrado vivo, após ser cruelmente amarrotado por coronhadas. Mas ser torturado com coronhadas, ser enterrado vivo, não é tortura para Marli Gonçalves? Não! Não justificarei jamais a tortura, o homicídio, seja em nome de ideologias ou fundamentalismos de quaisquer espécies. Contudo, nada justifica a luta ideológica, para implantar um governo autoritário, com métodos terroristas, como assassinatos, torturas, sequestros, roubos de bancos e ataques a quartéis para roubar armas e matar cruelmente soldados, jovens que ali estavam apenas para cumprir um dever. Nada justifica matar pessoas que sequer estavam envolvidas nessa luta fratricida. Houve sim um outro lado, que torturou e matou também. Eu não aceito que tenhamos dar a essa gente quantias milionárias a título de indenizações ou aposentadorias. Como bem disse Millôr Fernandes: “Não era ideologia, era investimento”. Pesquise e confirme o absurdo dessas indenizações. Eles escolheram o próprio destino, exerceram seu livre-arbítrio. E não me venham com o papo-furado de que lutaram pela democracia. Queriam sim uma ditadura, a ditadura do proletariado.

    Curtir

  5. Mauro Moreira 12 de maio de 2013 / 10:30

    Marli
    Sequestro é ou não é um crime hediondo? Depende de quem o pratica ou dos motivos que o justifiquem? Depende da ideologia, das convicções, da posição social ou de poder do sequestrado, ou de sua origem? Inúmeros sequestros foram praticados por essa gente. Eles precisam também ser julgados por esse crime, também hediondo, tanto quanto quaisquer tipos de torturas, até mesmo aquela que não agride fisicamente, mas ainda que agrida apenas psicologicamente, e isso também existiu, de ambos os lados.

    Curtir

  6. maria helena 13 de maio de 2013 / 4:25

    Ambos erraram, a meu ver. Mas é bom lembrar certos detalhes:
    a) os milicos provocaram;
    b) os milicos tinham o dever de zelar pela segurança da Nação, mas nunca pelo método escolhido;
    c) os que apelaram para a luta armada deviam saber muito bem que não venceriam e ainda assim insistiram pois seu objetivo não era o povo coisa nenhuma, era tentar vencer e tomar o poder;
    d) terror foi o que os dois lados fizeram: ambos foram terroristas, sim;
    e) quem optou por vencer pela palavra, foi quem nos salvou de um mal maior;
    f) e nada, em momento algum, em hora nenhuma, justifica a tortura;
    g) abaixo, para sempre, os generais que desonraram a farda.

    Curtir

  7. Mauro Moreira 13 de maio de 2013 / 9:45

    Cara Maria Helena
    É possível perceber o seu viés de esquerda pelo tom pejorativo com que você se refere aos militares: milico.
    Em nenhum momento se refere ao outro lado como terroristas, sequestradores…
    Veja você que ironia do destino, hoje o ex-milico Lamarca, depois terrorista, hoje é novamente milico. Foi promovido a general, tendo sido esquecidos, perdoados todos os seus crimes cruéis. Aí está o viés revanchista dessa gente. A anistia vale para eles, com perdões, gordas indenizações, até mesmo para gente que passou apenas um mês ou uma noite na prisão. Pura esperteza. Insisto em citar o nosso grande filósofo Millôr Fernandes: “Não era ideologia, era investimento”. Todas as vezes que ver essa gente reunida, tramando alguma coisa, lembre-se: “Toda grande causa começa como um movimento, vira um negócio e finalmente degenera numa quadrilha.” (Eric Hoffer).

    Curtir

  8. Mauro Moreira 13 de maio de 2013 / 10:02

    Para refrescara a memória ou alertar os incautos.
    Como disse Millor Fernandes ao recusar a indenização: “Não era ideologia, era investimento.” Eis a prova, as dez maiores indenizações concedidas pelo “tribunal” da esperteza criado por FHC e continuado por Lula: 1) José Carlos da Silva Arouca
 Indenização: R$ 2.978.185,15 
Pensão mensal: R$ 15.652,69. 
Relator: Márcio Gontijo
 2) Antonieta Vieira dos Santos 
Indenização: R$ 2.958.589,08 
Pensão mensal: R$ 15.135,65.
 Relator: Sueli Aparecida Bellato 
3) Paulo Cannabrava Filho 
Indenização: R$ 2.770.219,00
 Pensão mensal: R$ 15.754,80. Relator: Márcio Gontijo
 4) Renato Leone Mohor
 Indenização: R$ 2.713.540,08
 Pensão mensal: R$ 15.361,11.
 Relator: Hegler José Horta Barbosa
 5) Osvaldo Alves
 Indenização: R$ 2.672.050,48. 
Pensão mensal: R$ 18.095,15. 
Relator: Márcio Gontijo
 6) José Caetano Lavorato Alves 
Indenização: R$ 2.541.693,65 
Pensão mensal: R$ 18.976,31.
 Relator: Márcio Gontijo
 7) Márcio Kleber Del Rio Chagas do Nascimento 
Indenização: R$ 2.238.726,71
 Pensão mensal: R$ 19.115,17.
 Relator: Márcio Gontijo
 8 ) José Augusto de Godoy 
Indenização: R$ 2.227.120,46
 Pensão mensal: R$ 12.454,77.
 Relator: Sueli Aparecida Bellato
 9) Fernando Pereira Christino
 Indenização: R$ 2.178.956,71
 Pensão mensal: R$ 19.115,19.
 Relator: Márcio Gontijo
 10) Hermano de Deus Nobre Alves
 Indenização: R$ 2.160.794,62 
Pensão mensal: R$ 14.777,50. Relator: Vanda Davi Fernandes de Oliveira. 

    Ganha uma guloseima quem souber quem são esses parasitas. O que fizeram de útil no passado e fazem no presente, além de ajudar a dilapidar os cofres públicos. Jaguar, Ziraldo, Cony, esses a gente pelo menos conhece e podemos questioná-los em público em um eventual encontro. Mas esses dez acima citados, quem são? Essa Comissão que tem tamanha autonomia para indenizar essa gente é uma verdadeira caixa preta. Se Ziraldo, Jaguar, Cony, pessoas notoriamente públicas, e Cony considerado um dos grandes intelectuais do país, não estando nessa lista, já é um motivo para desconfiar dos critérios.

    Curtir

    • Marli Gonçalves 13 de maio de 2013 / 16:04

      aLÔOOOO. Estou surprsa como um simples comentário que fiz o motivou tanto. Puxa.
      Eu gosto de Natalini. Achei o máximo o enfrentamento. Vi o Coronel ficar nervoso e quase se entregar de vez. Eu respeito a Comissão da Verdade, e especialmente um dos membros damesa nesse dia, que era o Jose Carlos Dias. Sou contra qualquer tipo de revanchismo. Fui da Comissão Brasileira pela Anistia, CBA. Fui militante de várias coisinhas.
      Dito isso, agora estamos em 2013: não há mais direita e esquerda. Não há mais essa discussão.
      Não tenho nada a ver com quem aceitou indenização e com quem não aceitou. Problema deles.
      Enfim, só para esclarecer a posição desse blog.

      Curtir

  9. Mauro Moreira 13 de maio de 2013 / 16:50

    Marli, sempre gostei de você.
    Seus textos, que li até hoje em vários blogs e sites, como do Claudio Humberto, Ucho.com, Alerta Total, os quais tenho o hábito de copiar para meus arquivos, sem a intenção de utilizá-los para quaisquer outros fins que não sejam para ilustrar, melhorar meus parcos conhecimentos, para reavivar minha já cansadal memória de 63 anos de vida. (“Será que sou só eu que moro aqui?”, “Vácuo, vazio, vade retro “, são alguns de seus textos recentes que guardo em meu arquivo), tem tudo a ver comigo, com a minha maneira de pensar. Há uma empatia,sim. Não fosse isso, não estaríamos aqui nos enfrentando, no bom sentido, sem bombas, sem tiros, sem torturas. Bem, um simples comentário, um simples ato, pode abrasar a terra, né não?. Bem, fiquemos assim, você fica com o Natalini e eu prefiro ficar com você. Continuarei lendo você, onde quer que eu a encontre. E creia,você encontrou um chato de galocha (ainda se usa galocha?), pois sempre estarei por aqui. Queira-me bem.

    Curtir

    • Marli Gonçalves 13 de maio de 2013 / 17:52

      eU NÃO QUERO MAL A NINGUÉM, AMIGO! E AGRADEÇO SUA GENTILEZA. SÓ QUIS DEIXAR CLARA MINHA POSIÇÃO, PARA DPOIS NINGUÉM DIZER QUE ME OMITI. ISSO NÃO FAÇO NUNCA, E SE VC ME ACOMPANHA JÁ DEVE TER PERCEBIDO.
      A CASA É SUA!
      BJ

      Curtir

  10. DJALMA BENTES 14 de maio de 2013 / 17:33

    É… mas a coisa continua, agora de outra(s) forma(s). Estão importando/retornando “médicos” nativos de Cubas e outros
    que foram para lá encaminhados pelos órgãos brasileiros como MST e correlatos. Virão sem terem seus conhecimento verificados pois com CFM não sabe de nada. Médicos de países da Europa e Américas devem se submeter à legislação brasileira os agentes cubanos não precisam disso até porque a missão é outra !

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.