Bolívia, Bolívia. Veja esse filme antes que o país vizinho vire um Haiti. Amanhã, última sessão

 

Roger Molina: senador ficou asilado, exilado, preso na nossa embaixada até fugir par ao Brasil. Líder oposicionista participa da sessão de cinema que denuncia os demandos de Morales
Roger Molina: senador ficou asilado, exilado, preso na nossa embaixada até fugir par ao Brasil. Líder oposicionista participa da sessão de cinema que denuncia os desmandos de Morales

MOSTRA SP: última exibição do polêmico UM MINUTO DE SILÊNCIO acontece nesta terça-feira

 

UM MINUTO DE SILÊNCIO, o polêmico documentário sobre a situação política da Bolívia, terá sua última exibição na 37ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo nesta terça-feira, dia 22 de outubro, às 15h30 no Espaço Itaú de Cinema/Frei Caneca.

 

Dirigido pelo italiano Ferdinando Vicentini Orgnani, o filme ganhou três sessões dentro do Panorama Internacional da Mostra e arrancou reações bastante diversas do público presente nas duas primeiras exibições, sendo aplaudido de pé por alguns e veementemente criticado por outros espectadores.

 

O documentário, que começou a ser rodado em 2008, aborda a situação da Bolívia nos últimos cinco anos, durante o governo de Evo Morales, o primeiro presidente indígena eleito após a queda do presidente Sánchez de Lozada no auge da revolução socialista.


Durante os anos de filmagem, Orgnani esteve diversas vezes no país e narra a mudança que sentiu no governo “entre junho de 2008 e dezembro de 2011, percebi uma transformação gradual: no começo havia grande entusiasmo em relação à revolução que ajudou a eleger o presidente indígena, mas hoje há sinais de que a Bolívia está caminhando para um regime que usará de todos os meios, lícitos e ilícitos, para manter-se no poder”.

 

Para conseguir finalizar a produção, o diretor, que veio ao Brasil para o lançamento mundial da obra, precisou contar com o apoio de ONGs e da imprensa local, devido às constantes ameaças de represália. O filme também aborda o recente e dramático protesto indígena contra a construção da rodovia que cruzará o parque nacional do TIPNIS, com o objetivo de escoar a produção de coca.

 Sobre o diretor:

Ferdinando Vicentini Orgnani nasceu em Milão, em 23 de setembro de 1963. Após concluir o Ensino Médio, mudou-se pra os EUA onde estudou música. De volta à Itália, começou a estudar roteiro em Roma com Ugo Pirro. Em 2002 graduou-se em Direção pelo Centro Sperimentale di Cinematografia de Roma, uma das instituições mais importantes da Itália. Desde então, ele tem trabalhado como roteirista, diretor e produtor.

Curiosamente, Ferdinando Vicentini Orgnani personifica “Marcello Mastroiani” no filme Ucraniano PARADJANOV, de Olena Fetisova e Serge Avedikian, que também está em exibição na Mostra.

 

Serviço:

UM MINUTO DE SILÊNCIO (UN MINUTO DE SILENCIO), de Ferdinando Vicentini Orgnani (88 min./ Bolívia, Itália). Falado em espanhol. Legendas eletrônicas em português. Classificação: Livre.

ÚLTIMA EXIBIÇÃO: 22/10/201315:30 – ESPAÇO ITAÚ DE CINEMA – FREI CANECA 4

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.