Jornalista espancado no Rio. Veja nota oficial da ABRAJI

policecar4Guarda Municipal carioca espanca, esgana e algema jornalista 

 

A Guarda Municipal do Rio de Janeiro agrediu e prendeu, na madrugada de sábado (13.fev.2016), o repórter do Globo Bernardo Tabak. O profissional participava de um bloco de Carnaval que foi atacado por agentes da prefeitura com bombas de gás e spray de pimenta. Tabak começou a filmar a ação violenta dos guardas contra os foliões quando foi espancado, esganado, detido e algemado. O celular lhe foi tirado das mãos e destruído a botinadas.

Os guardas registraram a ocorrência de desacato à autoridade, e acrescentaram ao documento que agiam com “força moderada”. Além de agredido, Tabak também relata ter sido tratado por “seu merda” durante toda a abordagem.

A Abraji repudia este novo episódio de violência de forças de segurança contra um jornalista. É preciso que as autoridades municipais do Rio de Janeiro apurem os excessos cometidos pelos agentes identificados como Souza e Gomez. Jornalista ou não, todo cidadão tem o direito de gravar em vídeo a ação de agentes públicos. O registro funciona como proteção ao cidadão, ao próprio agente público e a toda a sociedade.

Diretoria da Abraji, 15.fev.2016

http://www.abraji.org.br/?id=90&id_noticia=3367

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s