Nota ABRAJI sobre jornalistas brasileiros detidos na Venezuela

PROTESTO!

Jornalistas brasileiros são detidos na Venezuela

A Abraji acompanha com preocupação a situação de dois jornalistas da RecordTV que foram detidos neste sábado (11.fev.2017) na Venezuela, enquanto apuravam a participação da Odebrecht em desvios naquele país.

Leandro Stoliar e Gilson Souza foram presos pelo Serviço Bolivariano de Inteligência (Sebin) ao norte do estado de Zulia e levados à cidade de Maracaibo. Tiveram o equipamento e os celulares apreendidos. Dois membros da ONG Transparência Internacional Venezuela também foram detidos.

Os profissionais saíram da sede da Sebin na madrugada de domingo para um hotel, onde continuaram sob custódia de autoridades venezuelanas. Ainda no domingo, voltaram a ser levados à sede da Sebin e serão acompanhados por oficiais durante seu transporte até a capital Caracas. A RecordTV informou esperar que eles regressem ao Brasil nesta segunda (13.fev.2017).

A Abraji considera absurda a detenção dos jornalistas durante a produção de uma reportagem, um atentado à liberdade de expressão e de imprensa. A entidade espera que equipamentos e celulares apreendidos sejam devolvidos aos profissionais e que eles possam regressar com segurança ao Brasil. A Abraji espera, ainda, que o governo brasileiro cobre explicações da Venezuela.

Diretoria da Abraji, 12 de fevereiro de 2017.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s