Archive for the Uncategorized Category

Sponholz alerta. Vamos ter de engolir mais uma? Ideli, no TCU?

Posted in Uncategorized with tags , , , , , on 18 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

Turma! Aí, Boa Páscoa a todos. Trouxe uns coelhinhos para festejar.

Posted in Uncategorized with tags , , , on 18 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

animal-graphics-rabbits-860284 animaatjes-rabbits-286147 disney-graphics-roger-rabbit-508506 hopping rabbit - animated rabbit_runs

Nota triste: morre, em São Paulo, o empresário e idealista Henry Maksoud

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , on 17 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

ATUALIZAÇÃO, 17H35:

Informação: sepultamento previsto para as 9 horas da manhã desta sexta, 18 de abril, no Cemitério do Morumbi, em São Paulo, onde também será realizado o velório.

————————-

Foi nesta tarde, mas não tenho maiores informações.

Não quero deixar passar em branco que, por mais incrível que pareça, gostava muito dele, e tivemos uma relação muito positiva enquanto fui assessora do Hotel Maksoud Plaza.

Uma das pessoas mais inteligentes que esse país conheceu, com ideias próprias e estudos aprofundados da nossa situação hidrográfica. Amava nosso país.

Rogo que descanse em paz. E que se, se verdade foi, se houve o sofrimento a ele imposto por parte da família, ( clique aqui )  que esta atitude sempre pese nas consciências deles.

DESCANSE EM PAZ, DR. HENRY

211120112142LEIA MAIS, NO BLOG DE RICARDO SETTI, NA VEJA ONLINE, AQUI

Fora do ar o dia inteiro #odeioavivo

Posted in Uncategorized on 16 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

amigos, estou fora do ar…

20140416-181327.jpg

Olha o cara! “Sabe de nada, inocente” , do Cumpadi Washington. Esses caras são espertos

Posted in Uncategorized with tags , , , , , on 15 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

“Primo” faz greve de fome. Durou 12 horas. Alguém ofereceu chocolate?

Posted in Uncategorized with tags , , , on 15 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

Boca fechada

yklv1k54dn9Suspeitas na cela

Alberto Youssef iniciou uma greve de fome na carceragem da Polícia Federal de Curitiba, no final da semana passada. A boca fechada durou 12 horas. Passado esse período, Youssef desistiu do jejum.

FONTE:  Por Lauro Jardim- radar – vejaonline

Começando o dia com Sponholz. Desenhando macacões enlameados…

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , , on 15 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

00rs0415ars-386x261

Apresento a vocês o Napoleão, Tibúrcio, Catatau, Prequeté. O nome que quiser. Ele vive por aí, na Oscar Freire, numa casinha. Adoro.

Posted in Uncategorized with tags , , on 14 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

Este slideshow necessita de JavaScript.

olha o bigodinho deste coisinha

Momento foto engraçada: arreganhada na vitrine da loja chique. Com calcinha. Dá para entender?

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , , , , on 14 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

FOTOGRAFEI.

ESSA É A VITRINE DA AMERICAN APAREL, NA RUA OSCAR FREIRE, SP, SP

NUNCA VI BOTAR CALCINHA NUMA MANEQUIM E FOTOGRAFÁ-LA DE PERNAS ABERTAS, ESCRACHADA. VEJAM QUE COISA ESQUISITA QUE FICOU. E A SOMBRINHA?

20140413_13330620140413_133325

Leitor manda a sua musiqueta de protesto, “No país de todos”… Com vocês, de Marcos Abreu

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , , , on 14 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

Leia meu artigo, aqui

Lua de Sangue. Em cartaz, hoje, na Terra. Olha que matéria legal, do Salvador Nogueira, do UOL.

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , , , , on 14 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

fonte: http://mensageirosideral.blogfolha.uol.com.br/2014/04/14/curta-o-eclipse-lunar-sem-sangue/

Curta o eclipse lunar, sem sangue!
Por Salvador Nogueira
14/04/14 06:00
Na madrugada de hoje para amanhã temos o primeiro eclipse lunar total de uma série de quatro a se desenrolar entre este ano e o ano que vem. É uma “lua de sangue”? Um sinal do fim do mundo? Claro que não. Mas, sem dúvida, trata-se de um belo espetáculo astronômico que vale a pena ser visto, se você tiver a chance.
Tá vendo algum sangue aí?

Um eclipse lunar nada mais é do que o fenômeno que acontece quando a sombra da Terra encobre a superfície da Lua. O evento pode ser parcial (se a sombra só cobre parte do satélite natural) ou total (encobrimento completo). Não tem mistério.

Mas, então, por que o apelido sinistro, “lua de sangue”? Bem, primeiro que boa parte dos astrônomos nem curte essa expressão, justamente pela margem que dá para os viciados em apocalipse. Mas até entendo que popularmente o fenômeno possa ganhar esse nome, porque em seu momento mais espetacular a Lua fica com um tom avermelhado.

Por que isso acontece? Imagens falam mais do que mil palavras, então dê uma olhadinha nesse vídeo incrível feito pela Nasa, que mostra como o eclipse lunar seria visto da Lua!

A história é verídica. Inacreditável mesmo é que cinco séculos depois ainda exista alguém capaz de cair nessa mesma conversa. Os eclipses não são sinais divinos. São apenas espetáculos celestes, momentos em que podemos nos colocar em sintonia com o Universo e apreender a beleza de seus movimentos. Saiba como aproveitar ao máximo o fenômeno que acontecerá logo mais!

COMO OBSERVAR

O eclipse poderá ser visto em todo o Brasil, mas num horário meio ingrato. O começo é à 1h53, mas essa fase é praticamente imperceptível, porque apenas parte da luz solar está sendo bloqueada pela Terra (diz-se que a Lua está sob a penumbra terrestre). Nosso satélite só começa a entrar na sombra forte mesmo (chamada de umbra) às 2h58. Aí a impressão é de que a Lua está sofrendo uma crescente “dentada”, até as 4h06, momento em que nosso satélite está completamente encoberto. É a partir daí que se começa a perceber a cor avermelhada. às 5h24, o satélite começa a sair da umbra e vai recobrando sua aparência natural. E aí acaba a festa para nós, porque a Lua vai se pôr no horizonte oeste, enquanto o Sol surge no leste.

De forma geral, não existe fenômeno natural mais fácil de observar. A olho nu já se percebe muitíssimo bem, e binóculos sem dúvida agregam valor. Telescópio pode ser bacana, mas o legal mesmo é ver a Lua por inteiro, então não são realmente necessários. A única coisa que pode impedi-lo de acompanhar o espetáculo é a nebulosidade. Torça para não estar nublado.

Aproveitando o ensejo, enquanto o eclipse rola, se você quiser ver um fenômeno adicional, pode procurar Marte, que anda bem pertinho de nós por esses dias e aparece bem vistoso no céu, vindo logo atrás da Lua, como um astro vermelho de brilho estático, sem cintilar. Com efeito, ele faz sua aproximação máxima de nós na atual temporada hoje e tem propiciado bom espetáculo aos observadores. Também é visível a olho nu, mas para enxergar detalhes do planeta, só mesmo com um telescópio poderoso.

ARTIGO – Viramos avestruzes. Parece. Por Marli Gonçalves

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 12 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

?Já que nem é verdade que aquelas aves grandonas, frangões enormes, se escondem, enfiam a cabeça no buraco – até porque nem seriam malucas e a natureza é sábia – a comparação serve só para ilustrar. Porque quem está enfiando a cabeça na terra para não ver, ou fazendo logo como aqueles três macaquinhos – não ver, não ouvir, não falar – somos nós, os humanos. Especialmente nós, os humanos brasileiros, coisa verde e amarela. Puxa, tem nem uminha musiqueta de protesto? Uminha, vai!

animated-gifs-ostriches-22AlôôÔ! Posso saber o que é que está acontecendo? Alguém pode dizer? Será a água (a pouca que temos? Alguém pingou “desmemoriol” ou “apatiol” na caixa dágua geral? Vamos continuar só sussurrando entre nós que a crise está brava, que o país está desgovernado, parado, estupefato, atrasado? Que a crise está batendo toc,toc,toc na porta e a gente ainda fazendo de conta que não está escutando. Logo só o nariz vai estar para fora e a gente saltitando na ponta do pé. Acaso estamos esperando algum super-herói vir nos socorrer? Temo ter de informar que o último que estava sendo esperado, o Batman Joaquim Barbosa, resolveu se recolher e ficar lá no Supremo, onde, aliás, passou a ser mesmo de fundamental importância.

Más notícias: não temos super heróis, o Papa anda super ocupado com outras coisas, que agora incluem até a sua Argentina; fora que ainda, pois é, não está comprovado que Deus é brasileiro – parece que é mentira. Até o Obama cansou de escutar nossas conversas: deve ter ficado pasmo com o que ouvia, negociata em cima de negociata, com o nível geral das conversas, entre si e uns mais que outros, dos políticos, empresários, governantes e assemelhados. No momento mesmo, a cada diálogo revelado nossos cabelinhos ficam em pé, tão “republicanos” que são. “Você é nosso e nós somos teu”, a mensagem escrita pelo petista Vacarezza no SMS mandado ao Governador Sergio Cabral, era apenas um leve, levíssimo, prenúncio do que ainda iríamos ver, ouvir, saber. Tem mais: nossa presidente e seu imenso ministério – um rabo com quase 40 atarracados – está lá batendo pino, zoada, diríamos. Continua irritada e distribuindo tabefes verbais enquanto manda alguns fazerem o papel de sonsos, nos azeitar, amanteigar. Enquanto isso, jornalistas ficam úmidos, babam e se espremem para sorver as palavras do ex, espectro, agora sempre previamente escolhidas, para uma plateia amestrada como focas.sanden

Assim, continuando a ligação animal do início desta conversa, a inflação está galopante e não é para combinar com o ano chinês do Cavalo de Fogo. Estamos com nossa auto estima completamente arranhada, pó unhas e patas de gatinhos e tigrões, e – vai, admita! – nos mantemos em pânico absoluto, sem conseguir antever sobre o que acontecerá até a Copa. Até as eleições. Até a chegada ou retorno do bom velhinho, se é que até ele não mudará de rota com medo de suas renas serem assaltadas ou seus sacos de presente “aliviados”. Isso, claro, se não aparecer ninguém pintando uma faixa, cobrando alguma taxa ou inventando algum imposto novo pro coitado voar nossos ares. Viram como andam nossas estatais.

Não bastasse há uma coisa nervos à flor da pele, faca nos dentes, acometendo a população de Norte a Sul. Não junta nem dez e já alguma coisa pega fogo, a avenida ou estrada é bloqueada, chovem pedras e gases, e o protesto que era para ser pacífico blábláblá. Aposentaram os blackbobocas; foram pra gaveta junto com os ninjas. É ação e reação, só que localizadas. A polícia chega rasgando, bomba pra lá, bomba pra cá. Feridos, na certa. E o espectro da morte por ali, rondando. Qualquer coisa. Uma fagulha. Tudo isolado. Se até organização criminosa protesta! Faz a conta: a frota de ônibus nacional sofre grande e grave revés. Agora já nem saem mais das garagens – os caras vão lá e queimam a garagem inteira. Concentrado.

gifs-animados-avestruces-915622Uma das grandes preocupações recentemente eram os arrastões em restaurantes. Agora já estão alhures, rolando até em lanchonetes e padarias de esquina – devem render só trocados, porque todo mundo está Durango Kid. A coisa está feia. Na dúvida o pessoal das Olimpíadas de 2016 já toma posição, com uma espécie de intervenção. Porque se estão vendo na Copa… Imagine nas Olimpíadas.

Não vou me estender mais porque sei que você sabe. Todos os leitores já se perguntaram coisas como “como assim um quilo de carne estar custando isso?”, “como assim um pedaço de melancia a 10 reais?”, “como assim essa conta de luz, de telefone, celular que não funciona, como assim esses impostos novos, mais essas leis incumpríveis?”, “como assim tanta roubalheira de dinheiro público, agora o pessoal rouba e nem tenta fazer”? Como assim?

ostrich4Falamos entre nós. Ouvimos nas ruas. Vemos a nossa situação e a de amigos. Precisamos e não temos o que pagamos para ter, como Saúde, Educação, Infraestrutura. O burburinho está crescendo, e sussurros qualquer hora viram gritos. Só que está demorando; estamos paralisados e divididos, mesmo concordando em tanta coisa.

Andamos cabisbaixos. Um país triste e perplexo.

graphics-swans-487640Viraremos avestruzes, porque nossas cabeças também não serão visíveis e estarão perto do chão quando tentarmos nos esconder, assustados com tantos predadores. Vamos começar a ouvir o canto dos cisnes. Mas os cisnes – sinto informar – não cantam. São mudos. Iguais a como nós estamos.

São Paulo, 2014Marli Gonçalves é jornalista - Nem pensar em Ovos de Páscoa. Até porque podem vir recheados só com ar, numa revolução de coelhos.

********************************************************************0021
E-mails:
marli@brickmann.com.br
marligo@uol.com.br

vogel-strauss-006

Rodando na Net. Dá uma pasadena e vê.

Posted in Uncategorized with tags , , , , , on 11 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

Do G1. Trouxe apenas para melhorar seu humor nesta sexta-feira

Posted in Uncategorized with tags , on 11 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

flutter

Tá difícil. Acredite: mais um maluco aparece querendo ser governador de São Paulo. Veja a figura que se lançou ontem. Embasbacante. E pelo PMDB.

Posted in Uncategorized with tags , , on 11 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

Fantauzzi - Credito - Luciano SantosFONTE: ASSESSORIA DE IMPRENSA DO TRATOR, OPS, DE FANTAUZZI

RELEASE QUE ACOMPANHOU AS FOTOS:

Beta439Com tanque de guerra, Fernando Fantauzzi lança pré-candidatura para o Governo do Estado de SP

Francisco Rossi, Bebeto Haddad e Regina Manssur estiveram no evento que reuniu 350 pessoas no centro de São Paulo

Fernando Fantauzzi lançou, na noite desta quinta-feira (10), a pré-candidatura ao Governo do Estado de São Paulo, pelo PMDB. Ele percorreu as principais ruas da cidade de São Paulo com um tanque repleto de frases contra a violência, em um manifesto que se iniciou na Avenida Paulista e terminou no Centro de SP.

A ação fez parte do lançamento da pré campanha do candidato, que já foi delegado de polícia e acumulou cargos de defesa pública, em seus 32 anos de PMDB. Alegando que a segurança pública e as prioridades base são descaso no País, Fernando quer reestruturar as frentes de Saúde, Segurança e Educação, no Estado de São Paulo.

Compareceram ao evento a Advogada Regina Manssur, o ex prefeito de Osasco Francisco Rossi e Bebeto Haddad, ex Secretario Municipal do Esporte, entre outros parlamentares. Fernando apresentou seus planos de governo e questionou os mandatos dos atuais governantes, que não conseguem resolver problemas na Saúde e Segurança Pública.

O evento reuniu mais de 350 pessoas na região central de São Paulo e parou a Rua Augusta por volta das 20h.

Momento “paparazzi” do blog. Ney Latorraca, em Sp, faz compras em farmácia de HIgienópolis. E eu com isso?Eu, nada…Mas gosto de saber que está bem.

Posted in Uncategorized with tags , , on 11 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

IMG-20140411-WA0000 IMG-20140411-WA0001

A mais nova candidata a musa etc.e tal. A viúva Janene.

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , on 10 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

Stael Fernanda Janene 2
(Stael Fernanda Janene. Foto: Arquivo/Facebook)

 

saiba mais, aqui

Um Izânio : “selfie”…se até diante da câmera da TV Globo assaltam a entrevistada…

Posted in Uncategorized with tags , , , on 10 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

fonte: Diário do Poder

Elas, as mulheres, começam a surgir. Primeiro, uma viúva, depois será a vez das perigosas ex-esposas…fora as amantes

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , on 10 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

Viúva-bomba assombra o PT na CPI da Petrobras

newani9Viúva do ex-deputado federal José Janene (PP-PR), um dos pivôs do escândalo do mensalão no Congresso, Stael Fernanda Janene pode ser peça-chave na Comissão Parlamentar de Inquérito que investigará denúncia contra a Petrobras envolvendo o doleiro Alberto Youssef, preso pela Polícia Federal. A viúva reivindicaria dinheiro em conta milionária do falecido marido no exterior, da qual o doleiro teria se apossado.

 

(fonte: Cláudio Humberto- Diário do Poder)

 

Walesca Popozuda, pensadora contemporânea. O mundo acabou e não me avisaram? Essa é do G1

Posted in Uncategorized with tags , , , , , on 8 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

gif-sexy-gratuit-1educação

Prova no DF cita Popozuda como ‘grande pensadora contemporânea’

Funkeira se diz honrada e criticou polêmica.

Rolando na internet: “Venha, André, temos Vargas”

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , , on 7 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

o espertinho pede licença porque vai cair justamente na…Copa!

que bonitinho…

Simpático, Walter Feldman pensou em mim, no artigo, e fotografou!

Posted in Uncategorized on 7 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

foto walter feldman

amigo Walter Feldman, um dos líderes da REDE, manda essa foto que fez pelo celular dentro de um ônibus.

Obrigada! Acaba remetendo ao meu artigo que quem ainda viu , lê aqui

ARTIGO – Quando o que a gente quer dizer não tem palavras. Por Marli Gonçalves

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 4 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

blue_bird_singsSimplesmente elas (ainda) não existem. Sempre penso nas palavras, no seu sentido, quando e como dizê-las, embora às vezes, admito, escapem sem querer. Penso no sentido que elas, uma ou outra, deveria ter também, mais variado, rico. Mas há horas que elas não existem, em nenhum idioma, para exprimir o amor e o sentimento que gostaríamos de deixar claro. Nem para o bem, principalmente. Já passou por isso?little_angel

Há horas em que elas não saem. Ficam na garganta. Você quer dizer e não sabe o que. A boca até seca. Queria tanto poder usar o poder das palavras, como nos filmes, nos contos, nas mágicas. Adoraria ter a força do pensamento e a capacidade de dar a elas uma espécie de vida e energia de tal forma que expressariam quase fisicamente o que quero dizer – sei lá, iria até lá e abraçaria mesmo a pessoa, daria mil beijos, sopraria a saudade que tenho, o amor de devoção, o querer bem, tudo o que se mantém calado na alma. Elas viajariam todas as distâncias, chegariam suaves aos ouvidos que seriam o meu alvo. Confortariam. Fariam rir ou ao menos sorrir. Aqueceriam o coração e fariam bem chegando ao corpo e à alma. Até não seriam palavras, mas um sopro trazido e levado pelo vento.

aadogsÀs vezes acho que é por isso que escrevo, os artigos e crônicas, fora do meu habitat e trabalho natural que é o jornalismo, onde as opiniões devem ao menos buscar ser imparciais. Aqui, não. Tento com as palavras, uma atrás da outra, dar vida às emoções e sentimentos que capto, meus, muitos; seus, outros tantos. Poderia fazê-lo oculta em um pseudônimo, que escolheria entre os muitos bem legais e divertidos que já usei. Mas não, mostro a cara. Apanho por isso, mas também ganho respeito e admiração.

Só que há horas em que o que a gente quer dizer não tem palavras, repito. Nem para falar, nem para escrever. Muito menos para telefonar, mandar e-mail, carta ou cartão postal, telefonar, mensagem direta ou indireta, gravação em secretária eletrônica, faixa de rua, panfleto ou pichação no muro. Nada. Não foram inventadas, ou não foram escritas, nem estão em dicionários. Não existem. Sairiam murmúrios tão ininteligíveis como os bebês fazem.babyaq

sm_bluefairyEstou com esse problema de forma muito especial nesse momento, e sem saber como lidar e trabalhar com isso, confusa. Me sentindo deste tamaninho diante de como o mundo pode ser tão cruel com pessoas boas e generosas, afetadas de repente por notícias e diagnósticos que as viram de ponta cabeça, assustadoras, da Natureza, sim, e tão fortes como tsunamis e terremotos. E que nos viram juntos, aflitos que ficamos quando há perspectiva delas se afastarem, nos largarem, nos deixando aqui, desamparados e incapazes de fazer qualquer coisa.angleldropshearts

Todos nós estamos sujeitos a passar por isso. A ficar mudos quando mais precisaríamos falar, influenciar, agir, transformar, protestar, responder. É daí que acredito ser importante falar do quanto é difícil para quem está por perto toda essa loucura que passa quando algo, de alguém, vira parte da gente também. Está dando para compreender?

É mais do que consolar, mais do que buscar ajudar no que pode, mesmo que isso seja o seu próprio respeitoso silêncio, orações de toda sorte, seu próprio sofrimento. Volto a dizer que é indizível.

Sempre ouvi falar que as palavras ditas são como flechas, que uma vez lançadas não têm mais volta porque criam vida e energia, passam a integrar o espaço. Há quem acredite que as acharemos em outras dimensões.

E quando elas são apenas pensamentos, terão esse mesmo poder?Tomara.

São Paulo, daqui, em silêncio, 2014 flutterMarli Gonçalves é jornalista - Dedica esse texto a você que está aí, me lendo e chegou até aqui, bem do meu lado. Guerreando que eu sei, embora você não tenha essas palavras para nos dizer.

********************************************************************
E-mails:
marli@brickmann.com.br
marligo@uol.com.br

E UMAS MÚSICAS QUE TAMBÉM FALAM:

Mais sobre o tremendo furo do IPEA. Mulheres, relaxem…Mas não muito!

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , on 4 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

mais detalhes:

FONTE: DIÁRIO DO PODER – http://www.diariodopoder.com.br

Violência contra mulher
Números de pesquisa do Ipea estão errados; diretor é exonerado

walking-womancartoon-woman-walkingBrasileiros que apoiam violência contra a mulher caiu de 65% para 26%

IpeaO Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) informou nesta sexta-feira (4) que o resultado da pesquisa que indicava  que 65,1% dos brasileiros concordavam inteiramente ou parcialmente  com a afirmativa “Mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas” está errado. De acordo com o instituto, o percentual correto é 26%.

Rafael Guerreiro Osório, diretor de Estudos e Políticas Sociais do Ipea, pediu exoneração.
Veja a nota do Ipea na íntegra:

Errata da pesquisa “Tolerância social à violência contra as mulheres”

Vimos a público pedir desculpas e corrigir dois erros nos resultados de nossa pesquisa Tolerância social à violência contra as mulheres, divulgada em 27/03/2014. O erro relevante foi causado pela troca dos gráficos relativos aos percentuais das respostas às frases Mulher que é agredida e continua com o parceiro gosta de apanhar e Mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas. Entre os 3.810 entrevistados, os percentuais corretos destas duas questões são os seguintes:

Mulher que é agredida e continua com o parceiro gosta de apanhar (Em %):
42,7% concordam totalmente
22,4% concordam parcialmente
1,9% são neutros
24% discordam totalmente
8,4% discordam parcialmente

Mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas (Em %):
13,2% concordam totalmente
12,8% concordam parcialmente
3,4% são neutros
58,4% discordam totalmente
11,6% discordam parcialmente

Corrigida a troca, constata-se que a concordância parcial ou total foi bem maior com a primeira frase (65%) e bem menor com a segunda (26%). Com a inversão de resultados entre as duas questões, relatamos equivocadamente, na semana passada, resultados extremos para a concordância com a segunda frase, que, justamente por seu valor inesperado, recebeu maior destaque nos meios de comunicação e motivou amplas manifestações e debates na sociedade ao longo dos últimos dias.

O outro par de questões cujos resultados foram invertidos refere-se a frases de sentido mais próximo, com percentuais de concordância mais semelhantes e que não geraram tanta surpresa, nem tiveram a mesma repercussão. Desfeita a troca, os resultados corretos são os que seguem. Apresentados à frase O que acontece com o casal em casa não interessa aos outros, 13,1% dos entrevistados discordaram totalmente, 5,9% discordaram parcialmente, 1,9% ficou neutro (não concordou nem discordou), 31,5% concordaram parcialmente e 47,2% concordaram totalmente. Diante da sentença Em briga de marido e mulher, não se mete a colher, 11,1% discordaram totalmente, 5,3% discordaram parcialmente, 1,4% ficaram neutros, 23,5% concordaram parcialmente e 58,4% concordaram totalmente.

A correção da inversão dos números entre duas das 41 questões da pesquisa enfatizadas acima reduz a dimensão do problema anteriormente diagnosticado no item que mais despertou a atenção da opinião pública. Contudo, os demais resultados se mantêm, como a concordância de 58,5% dos entrevistados com a ideia de que se as mulheres soubessem como se comportar, haveria menos estupros. As conclusões gerais da pesquisa continuam válidas, ensejando o aprofundamento das reflexões e debates da sociedade sobre seus preconceitos. Pedimos desculpas novamente pelos transtornos causados e registramos nossa solidariedade a todos os que se sensibilizaram contra a violência e o preconceito e em defesa da liberdade e da segurança das mulheres.

Rafael Guerreiro Osorio* e Natália Fontoura
Pesquisadores da Diretoria de Estudos e Políticas Sociais (Disoc/Ipea) e autores do estudo

* O diretor de Estudos e Políticas Sociais do Ipea pediu sua exoneração assim que o erro foi detectado.

Caracolas! Conforme imaginávamos! O tal IPEA viajou na batatinha na história do estupro. E já virou piada.

Posted in Uncategorized with tags , , , , , on 4 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

Ipea tinha dados semelhantes sobre estupro desde 2011

fONTE: BLOG Fernando Rodrigues

A correção divulgada nesta 6ª feira (4.abr.2014) pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) informando que 26% dos brasileiros apoiam ataques a mulheres que mostram o corpo, e não 65%, como divulgado na semana passada, poderia ter sido evitada se os pesquisadores consultassem estudos semelhantes do próprio órgão.
Em 2011, a pesquisa “Valores e Estrutura Social no Brasil”, do Ipea, perguntou aos brasileiros se mulheres que usavam roupa provocante também tinham culpa de ser estupradas. 31% dos entrevistados responderam que sim.
O percentual é semelhante ao resultado “verdadeiro” da pesquisa mais recente, considerando a margem de erro de 5 pontos percentuais, para mais ou para menos.
De 2011, data da primeira pesquisa, a junho de 2013, quando foi aplicado o questionário da segunda, não houve mudanças significativas na estrutura moral da sociedade brasileira que justificassem uma guinada dessa magnitude.
O erro custou o cargo do diretor da área social do Ipea, Rafael Osorio, um dos autores do levantamento “Tolerância social à violência contra as mulheres”, citado pela presidente Dilma Rousseff em sua conta no Twitter e na novela das 21h da Globo.
(Bruno Lupion)

———————————————-

piada!

fonte: estadão

LOL

Vida, devolva minhas fantasias de ter pesquisas certas. FOTO: Reprodução

Na semana passada, uma pesquisa do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) chocou o Brasil: 65% das pessoas entrevistadas pelo estudo diziam que mulheres que usavam roupas curtas mereciam ser estupradas, um dado estarrecedor para qualquer país que se leve a sério.

Campanhas foram feitas no Facebook (#EuNãoMereçoSerEstuprada), textos foram feitos, debates… para nessa sexta-feira, o mesmo instituto chegar e dizer que havia um erro na pesquisa, e que eram 25% as pessoas que compartilhavam dessa opinião.

Foi o suficiente para, além de gerar demissões e confusões nas redes sociais, um tumblr tirando uma com a cara do Ipea. O site O Ipea Apurou brinca com refrãos de música pop, intenções sobre a realização da Copa (e o álbum de figurinhas respectivo) e as próprias pesquisas do grupo.

Viram essa charge? Ô, sacanagem…Pra nossa sexta.

Posted in Uncategorized with tags , , , , on 4 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

Chargista Clayton em o O POVO, 3 de abril http://bit.ly/1fzuscU

Chefedegabinetedochefedogabinete, do gabinetedochefe…Local? Brasil

Posted in Uncategorized with tags , , , , , on 4 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

Farm_womanA sub do sub

O Diário Oficial da União, Seção 2, da última terça-feira, publica a nomeação de Celina Pereira para “chefe de gabinete do chefe de gabinete pessoal da Presidência da República…”

 

fonte: coluna confidencial Aziz Ahmed – O Povo/rj

Cena que já já veremos nesta Capital, SP. Buraco já tem.

Posted in Uncategorized with tags , , , on 4 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

Motocicleta cai em cratera aberta no meio da rua em Arandu, SP

fonte:G1

 

Foto mostra motocicleta "engolida" pela cratera, em Arandu (Foto: Andre Silva/ Portal Arandu)Foto mostra motocicleta ‘engolida’ pela cratera em Arandu, no interior de SP (Foto: Andre Silva/Portal Arandu)

Sabia dessa? Nansei. Vem do Japão. Gastaram US$ 70 milhas numa outra refinaria…

Posted in Uncategorized with tags , , , , on 1 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

gaspump2Nansei’ de nada

Além da velha refinaria americana de US$ 42,5 milhões, pela qual pagou US$ 1,2 bilhão, a Petrobras fechou em 2008 a compra de outra refinaria em Okinawa (Japão), por US$ 70 milhões, chamada… Nansei. Lembra muito o lema “Não sei”, em voga no então governo Lula.joker

 

FONTE: DIÁRIO DO PODER – COLUNA CLAUDIO HUMBERTO

 

Hoje quem diz tudo é o Sponholz. Nunca mais isso. Nem aquilo. Nunca mais

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , on 1 de abril de 2014 by Marli Gonçalves

 

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.010 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: