Diversão na certa: Marcha da Maconha, amanhã. Saída, avenida Paulista, 14h20 (adorei o 14h20! Até parece que o horário será cumprido.)

MARIJUMarcha da Maconha São Paulo será nesse sábadoMARIJUA

Com blocos e show de encerramento no final, evento defende legalização da erva e protesta contra prisões e mortes causadas pela guerra às drogas

A Marcha da Maconha São Paulo voltará às ruas neste sábado (23), com concentração marcada para 14h20 no MASP e saída prevista para 16h20. Formada por blocos temáticos variados e defendendo a legalização da maconha, a liberdade de nossos presos e a memória de nossos mortos, a manifestação terminará no Largo São Francisco com música ao vivo, com participação de MC’S como Flora Matos, Sombra (SNJ) e Msário (ex- Pentágono).

Uma das 33 cidades que marchará neste Maio Verde pelo Brasil, nesta edição a Marcha de São Paulo manteve a tradição de desconvidar a polícia, promover blocos – como feminista, medicinal, religioso, psicodélico, antimanicomial, LGBT, contra os transgênicos, ciclistas, Kaya na Gandaya, Bloco da Fumaça e etc. – e investir numa agenda preparatória de eventos em diversas regiões da cidade e panfletagens massivas.

O processo, que envolveu centenas de pessoas, culmina agora com a manifestação, usualmente a maior entre as cidades brasileiras. Os eixos principais consensuais definidos para a mobilização desse ano, sob os quais se reúnem as bandeiras específicas dos blocos, são: Pela liberdade d@s noss@s pres@s, Em memória a@s noss@s mort@s – LEGALIZE!marihuan

A Marcha da Maconha São Paulo tem o objetivo de ocupar as ruas para fomentar uma mudança de mentalidade em relação à política de guerra às drogas. O eixo de 2015 pretende chamar a atenção para os presos e mortos decorrentes dessa guerra. Com a terceira maior população carcerária do mundo, o Brasil coloca atrás das grades cerca de 200 mil pessoas (27% do total de presos) acusadas de terem ligação com o mercado das drogas, número que cresce ano após ano.

 “Ao analisar o perfil d@s pres@s e mort@s ligad@s à economia das drogas no Brasil, fica claro que há algo de muito podre no reino tupiniquim. Nossos pres@s e mort@s tem cor, classe, idade e geografia. São jovens pretos e pobres moradores de periferia, que aos olhos do Estado representam ameaça à ordem imposta pela bala desde 1500”, afirmam os ativistas em texto convocatório para o evento, que já tem mais de 9 mil confirmados.

Além das intervenções musicais agendadas para o final do evento, e das baterias e blocos musicais que participarão de toda a marcha, estão previstas também três aulas públicas a serem realizadas durante a concentração, abordando a temática da legalização e também da redução da maioridade penal.

MARI SOLServiço:

MARCHA DA MACONHA SP – 23 de maio

Concentração a partir das 14h20 no MASP

Saída do ato 16h20

Evento no Facebook (mais de 12 mil confirmados) – https://www.facebook.com/events/997146923632975/

Show de encerramento:

KasDub System + High Public + Little Car no sistema de som, com a participação nos vocais de Flora MatosSombraMsário50g, e Seiva Roxa.

FONTE: assessoria de imprensa da Marcha!