Horror e ataques à imprensa: Blogueiro decapitado em Minas Gerais. A Coruja do Vale

MAIS UMA MORTE.

 OS JORNALISTAS DE Minas PUBLICARAM ESSA NOTÍCIA NO Facebook. E a Abraji estuda mais detalhes e se deve sair com nota de protesto

Um homem decapitado foi encontrado na manhã de hoje em Padre Paraíso. A suspeita é que seja Evany José Metzker, editor do jornal Coruja do Vale e dono da MTZ Mídia, desaparecido desde a semana passada. A polícia ainda não confirma que o corpo seja mesmo dele, no entanto, moradores da cidade ouvidos pelo sindicato garantem que se trata mesmo de Metzker. O presidente do Sindicato dos Jornalistas, Kerison Lopes – que está em Ipatinga, por ironia do destino, acompanhando a gravação de um documentário sobre o assassinato, em 2013, dos jornalistas Rodrigo Neto e Walgney Carvalh – acompanha da região o desenrolar dos acontecimentos. O sindicato espera que esse não seja mais um caso de violência contra os profissionais do jornalismo, que vem crescendo em todo o Brasil. Crimes dessa natureza são um atentado contra a liberdade de expressão e o direito à informação. Vamos aguardar a confirmação, mas já estamos em contato com as autoridades para que tudo seja esclarecido com rigor e celeridade.

http://www.em.com.br/…/corpo-de-jornalista-e-encontrado-dec…

http://www.hojeemdia.com.br/…/corpo-decapitado-pode-ser-de-…

 

 

Muito bem, clap clap! Campanha do Exrcito da Salvação usa “O Vestido”, para alertar sobre violência e outros roxos no corpo das mulheres

Campanha do Exército da Salvação contra a violência doméstica (Foto: Reprodução/Twitter)

ARTIGO – Viramos avestruzes. Parece. Por Marli Gonçalves

?Já que nem é verdade que aquelas aves grandonas, frangões enormes, se escondem, enfiam a cabeça no buraco – até porque nem seriam malucas e a natureza é sábia – a comparação serve só para ilustrar. Porque quem está enfiando a cabeça na terra para não ver, ou fazendo logo como aqueles três macaquinhos – não ver, não ouvir, não falar – somos nós, os humanos. Especialmente nós, os humanos brasileiros, coisa verde e amarela. Puxa, tem nem uminha musiqueta de protesto? Uminha, vai!

animated-gifs-ostriches-22AlôôÔ! Posso saber o que é que está acontecendo? Alguém pode dizer? Será a água (a pouca que temos? Alguém pingou “desmemoriol” ou “apatiol” na caixa dágua geral? Vamos continuar só sussurrando entre nós que a crise está brava, que o país está desgovernado, parado, estupefato, atrasado? Que a crise está batendo toc,toc,toc na porta e a gente ainda fazendo de conta que não está escutando. Logo só o nariz vai estar para fora e a gente saltitando na ponta do pé. Acaso estamos esperando algum super-herói vir nos socorrer? Temo ter de informar que o último que estava sendo esperado, o Batman Joaquim Barbosa, resolveu se recolher e ficar lá no Supremo, onde, aliás, passou a ser mesmo de fundamental importância.

Más notícias: não temos super heróis, o Papa anda super ocupado com outras coisas, que agora incluem até a sua Argentina; fora que ainda, pois é, não está comprovado que Deus é brasileiro – parece que é mentira. Até o Obama cansou de escutar nossas conversas: deve ter ficado pasmo com o que ouvia, negociata em cima de negociata, com o nível geral das conversas, entre si e uns mais que outros, dos políticos, empresários, governantes e assemelhados. No momento mesmo, a cada diálogo revelado nossos cabelinhos ficam em pé, tão “republicanos” que são. “Você é nosso e nós somos teu”, a mensagem escrita pelo petista Vacarezza no SMS mandado ao Governador Sergio Cabral, era apenas um leve, levíssimo, prenúncio do que ainda iríamos ver, ouvir, saber. Tem mais: nossa presidente e seu imenso ministério – um rabo com quase 40 atarracados – está lá batendo pino, zoada, diríamos. Continua irritada e distribuindo tabefes verbais enquanto manda alguns fazerem o papel de sonsos, nos azeitar, amanteigar. Enquanto isso, jornalistas ficam úmidos, babam e se espremem para sorver as palavras do ex, espectro, agora sempre previamente escolhidas, para uma plateia amestrada como focas.sanden

Assim, continuando a ligação animal do início desta conversa, a inflação está galopante e não é para combinar com o ano chinês do Cavalo de Fogo. Estamos com nossa auto estima completamente arranhada, pó unhas e patas de gatinhos e tigrões, e – vai, admita! – nos mantemos em pânico absoluto, sem conseguir antever sobre o que acontecerá até a Copa. Até as eleições. Até a chegada ou retorno do bom velhinho, se é que até ele não mudará de rota com medo de suas renas serem assaltadas ou seus sacos de presente “aliviados”. Isso, claro, se não aparecer ninguém pintando uma faixa, cobrando alguma taxa ou inventando algum imposto novo pro coitado voar nossos ares. Viram como andam nossas estatais.

Não bastasse há uma coisa nervos à flor da pele, faca nos dentes, acometendo a população de Norte a Sul. Não junta nem dez e já alguma coisa pega fogo, a avenida ou estrada é bloqueada, chovem pedras e gases, e o protesto que era para ser pacífico blábláblá. Aposentaram os blackbobocas; foram pra gaveta junto com os ninjas. É ação e reação, só que localizadas. A polícia chega rasgando, bomba pra lá, bomba pra cá. Feridos, na certa. E o espectro da morte por ali, rondando. Qualquer coisa. Uma fagulha. Tudo isolado. Se até organização criminosa protesta! Faz a conta: a frota de ônibus nacional sofre grande e grave revés. Agora já nem saem mais das garagens – os caras vão lá e queimam a garagem inteira. Concentrado.

gifs-animados-avestruces-915622Uma das grandes preocupações recentemente eram os arrastões em restaurantes. Agora já estão alhures, rolando até em lanchonetes e padarias de esquina – devem render só trocados, porque todo mundo está Durango Kid. A coisa está feia. Na dúvida o pessoal das Olimpíadas de 2016 já toma posição, com uma espécie de intervenção. Porque se estão vendo na Copa… Imagine nas Olimpíadas.

Não vou me estender mais porque sei que você sabe. Todos os leitores já se perguntaram coisas como “como assim um quilo de carne estar custando isso?”, “como assim um pedaço de melancia a 10 reais?”, “como assim essa conta de luz, de telefone, celular que não funciona, como assim esses impostos novos, mais essas leis incumpríveis?”, “como assim tanta roubalheira de dinheiro público, agora o pessoal rouba e nem tenta fazer”? Como assim?

ostrich4Falamos entre nós. Ouvimos nas ruas. Vemos a nossa situação e a de amigos. Precisamos e não temos o que pagamos para ter, como Saúde, Educação, Infraestrutura. O burburinho está crescendo, e sussurros qualquer hora viram gritos. Só que está demorando; estamos paralisados e divididos, mesmo concordando em tanta coisa.

Andamos cabisbaixos. Um país triste e perplexo.

graphics-swans-487640Viraremos avestruzes, porque nossas cabeças também não serão visíveis e estarão perto do chão quando tentarmos nos esconder, assustados com tantos predadores. Vamos começar a ouvir o canto dos cisnes. Mas os cisnes – sinto informar – não cantam. São mudos. Iguais a como nós estamos.

São Paulo, 2014Marli Gonçalves é jornalista Nem pensar em Ovos de Páscoa. Até porque podem vir recheados só com ar, numa revolução de coelhos.

********************************************************************0021
E-mails:
marli@brickmann.com.br
marligo@uol.com.br

vogel-strauss-006

Bela ideia para combater a violência infantil. Anúncio que a criança, pequena, alcança.

FONTE:
http://gizmodo.uol.com.br/este-anuncio-tem-uma-mensagem-anti-abuso-secreta-que-so-criancas-conseguem-ver/


Este anúncio tem uma mensagem antiabuso secreta que só crianças conseguem ver

Por – 06 mai, 2013 – 04:57

Em uma tentativa de dar a crianças que sofrem abuso uma forma segura de pedir ajuda, uma organização espanhola chamada Aid to Children and Adolescents at Risk Foundation, ou ANAR, criou um anúncio que mostra mensagens diferentes para crianças e adultos ao mesmo tempo.

O segredo por trás da magia é uma camada superior lenticular, que mostra imagens diferentes dependendo do ângulo de visão. Assim, quando um adulto – ou qualquer pessoa com mais de 1,35m – olhar vai ver apenas uma imagem de uma criança triste e uma mensagem: “às vezes, o abuso infantil só é visível para a criança que sofre.” Mas quando a criança olha para o anúncio, ela vê feridas no rosto do garoto e uma mensagem diferente: “se alguém te machucar, ligue e nós ajudaremos” junto com o telefone da fundação.

O anúncio foi desenvolvido para ajudar crianças, especialmente àquelas cujo abusador está parado ao seu lado. E por mais que seja uma forma espetacular de usar imagens lenticulares, quanto tempo será que demorará para empresas de brinquedos começarem a fazer a mesma coisa para divulgar seus produtos diretamente para crianças? [YouTube via PetaPixel via DIY
Photography
]