Senadora Katia Abreu bate de frente com o pessoal do FRIBOI e seus fantásticos comerciais de tevê e financiamentos BNDES

banana VACA

 

NOTA COLUNA AZIZ AHMED – O POVO -RJ

Monopólio tem nome: Friboi

Carne confiável tem nome: Tony Ramos. Monopólio também: Friboi. A senadora Katia Abreu (PSD-TO), presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, colocou na churrasqueira a excelência da imagem do querido ator global, que há meses vem veiculando farta campanha publicitária, estimada em mais de R$ 50 milhões, para encasquetar na cabeça das pessoas que só a carne Friboi tem qualidade e, supostamente, as produzidas pelos frigoríficos concorrentes, que empregam milhares de pessoas, não merecem a confiança do consumidor. A senadora joga mais carvão na brasa ao lembrar que o frigorífico JBS (dono da marca), em detrimento de centenas de pequenos e médios concorrentes, que passam por dificuldades econômicas, obteve do BNDES mais de R$ 7 bilhões, a juros módicos, “que lhe permitem custear ta l campanha e trabalhar pelo monopólio do setor”. E mais: Kátia Abreu lembra que nenhuma carne chega às prateleiras dos supermercados sem os mesmos certificados da Friboi e abana o fogo, afirmando que o teor das peças publicitárias da JBS “insere-se no que alegislação classifica de propaganda enganosa”.

bambi