Onde está Amarildo? Hoje foi lançada campanha de arrecadação de ajuda para a família do torturado e assassinado e sumido Amarildo. Veja o vídeo

Foi lançada hoje a campanha “Somos Todos Amarildo”. Iniciativa de artistas, ativistas e juristas para levantar fundos para a família de Amarildo e para o Instituto de Defensores dos Direitos Humanos.

Amanhã haverá um leilão de arte e de objetos doados por diversos artistas.
No dia 20 de novembro, um show de Caetano Veloso e Marisa Monte no Circo Voador, Rio e Janeiro, como toda a renda revertida para o projeto.
E, no dia 30 de novembro, um ato na praia do Arpoador.

Padilha não segurou a onda (como em tudo, aliás). Campanha para prostitutas já foi suspensa. Esse governo não segura a onda de nada

 

women655Ministro da Saúde recua em campanha para prostitutas

FILIPE COUTINHO
JOHANNA NUBLAT
DE BRASÍLIA

DO UOL – WWW.UOL.COM.BR

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, recuou sobre uma ação já lançada pela pasta na internet voltada às prostitutas com foco na prevenção de doenças sexualmente transmissíveis.

Uma das peças da campanha, lançada no último final de semana, “Eu sou feliz sendo prostituta” já aparece como indisponível no link do Twitter do departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do ministério.

“Enquanto eu for ministro, não acho que seja uma mensagem a ser passada pelo Ministério da Saúde”, afirmou Padilha sobre a peça nesta terça-feira (4). Para o ministro, veiculado como possível candidato do PT ao governo de São Paulo, a pasta deve se limitar a divulgar campanhas com foco na prevenção das DSTs.

Padilha disse que todas as peças –divulgadas com a logomarca do governo federal e já disponíveis no site e no Twitter do departamento de DST– ainda dependem de aprovação. “Recebemos várias sugestões, que ainda vão passar por avaliação.”

Reportagem publicada no site do departamento de DST do ministério na sexta-feira (31), no entanto, afirma que “o Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde lança neste fim de semana nas redes sociais mobilização pela visibilidade das profissionais do sexo. A ação com o tema ‘Sem vergonha de usar camisinha’ celebra o Dia Internacional das Prostitutas, neste domingo (2)”.

As peças foram produzidas “a partir de uma oficina de comunicação em saúde para profissionais do sexo realizada entre os dias 11 e 14 de março de 2013, em João Pessoa”, promovida pelo Ministério da Saúde, como informado pelo jornal “O Estado de S. Paulo”.

No site do departamento, está disponível um vídeo em que mulheres dizem, olhando para a câmera, “eu sou prostituta”, “ser prostituta é o que me define” e “eu sou puta, a minha presença te incomoda?”.

OUTRO RECUO

Essa não é a primeira vez que Padilha recua de campanhas com potencial polêmico.

No início de 2012, após descontentamento até da presidente Dilma Rousseff, Padilha recuou da campanha que seria lançada com foco nos jovens gays para a prevenção da Aids no Carnaval.

Divulgação/Ministério da Saude
Cartaz divulgado pelo Ministério da Saúde nas redes sociais; ministro vetou a campanha nacional
Cartaz divulgado pelo Ministério da Saúde nas redes sociais; ministro vetou a campanha nacional

URGENTE – WOW! MPF QUER DISCUTIR O ENTERRAMENTO DE FIOS EM SP. VIVA!!! BOA, LEÃO SERVA E A CAMPANHA “MALDITOS FIOS DA ELETROPAULO”. AUDIÊNCIA PÚBLICA SERÁ DIA 14

 

06/05/13 – MPF realiza audiência pública para discutir o enterramento de fiação na cidade de São Paulo

 

Atual cabeamento causa poluição visual e prejudica o patrimônio paisagístico, turístico, histórico e cultural da cidade

 

O Ministério Público Federal em São Paulo realiza no próximo dia 14 de maio audiência pública para discutir o tema “O Enterramento de Fios na Cidade de São Paulo”. A audiência tem a finalidade de obter dados, subsídios, informações e propostas que viabilizem o enterramento dos fios elétricos na Capital paulista.

 

Os dados colhidos durante a audiência pública serão utilizados no inquérito civil público nº 1.34.001.001972/2012-10, instaurado com o objetivo de resguardar, promover e proteger o meio ambiente, bem como os bens de valor artístico, histórico, turístico e paisagístico, mediante o enterramento do cabeamento elétrico do Município de São Paulo. Nos autos do inquérito, apura-se  se é necessário regulamentação do enterramento da fiação pela Aneel.

 

A procuradora da República Adriana da Silva Fernandes, responsável pelo inquérito civil, conduzirá a audiência pública. A Prefeitura de São Paulo, a Eletropaulo, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), operadoras de TV a cabo, urbanistas, arquitetos, engenheiros, associações de moradores e outros interessados estão convidados a participar.

 

INSCRIÇÕES –  A audiência será realizada no auditório da Procuradoria da República em São Paulo e qualquer interessado pode comparecer. Para participar dos debates, deverá ser feita inscrição prévia até o dia 10 de maio por meio de fichas de inscrição disponíveis na sede da Procuradoria da República em São Paulo, ou ainda durante a realização da audiência pública.

 

Pré-inscrições também podem ser feitas por meio de correio eletrônico, com envio de e-mail para gab-afernandes@prsp.mpf.gov.br até às 18 horas do dia 10, com o seguinte assunto: “Audiência Pública. Enterramento dos Fios Elétricos em São Paulo”.

 

WP_001878 WP_001877

 

SERVIÇO:

 

Audiência Pública: Enterramentos dos Fios Elétricos em São Paulo
Quando: 14 de maio, terça-feira
Horário: 14h30
Onde: Auditório da Procuradoria da República no Estado de SP
Endereço: Rua Frei Caneca, 1360, Consolação – São Paulo – SP

 

Pode não, sem camisinha? Pode não, vou não… Amanhã será lançado jingle com a música do “Reginho”


VAI LÁ OUVIR! O NOVO JINGLE DO MINSITÉRIO DA SAÚDE PARA O CARNAVAL É DO REGINHO, DA BANDA QUE SOFREU ACIDENTE HOJE, E QUE INFELIZMENTE PERDEU UM MÚSICO. FICOU LEGAL.

O ÁUDIO VOCÊ ENCONTRA NO LINK:

http://g1.globo.com/brasil/noticia/2011/02/apos-acidente-reginho-deve-lancar-campanha-de-uso-de-camisinha.html

24/02/2011 17h54 – Atualizado em 24/02/2011 17h54

Após acidente, Reginho deve lançar campanha de uso de camisinha

Ministério da Saúde criou paródia do hit ‘Minha mulher não deixa não’.
Cantor sofreu acidente com ônibus da banda na Bahia; baixista morreu.

Glauco Araújo Do G1, em São Paulo

//

O Ministério da Saúde vai lançar, na manhã desta sexta-feira (25), a campanha de incentivo ao uso de camisinha durante o carnaval no país. O cantor Reginaldo Alves da Silva, conhecido como Reginho, será o garoto-propaganda do ministério. Ele, em conjunto com o DJ Sandro, é o autor do hit deste verão “Minha mulher não deixa não”. A música serviu de inspiração para a o jingle da campanha.

O anúncio será feito na quadra da Salgueiro, ao lado dos cantores Cleber Lapada e Mari Araújo e dos quatro dançarinos do grupo Reginho e Banda Surpresa. Na madrugada desta quinta-feira (24), o ônibus da banda capotou na BR-110, em Jeremoabo (BA), provocando a morte do baixista Lenine Castro dos Santos.

Segundo o Ministério da Saúde, a campanha do carnaval foi elaborado pelo Departamento Nacional de DST, Aids e Hepatites Virais, em agosto de 2010. O foco da campanha são mulheres jovens, na faixa etária de 15 a 24 anos, das classes C, D e E. 

De acordo com o boletim epidemiológico Aids/DST de 2010, os jovens, apesar do alto conhecimento sobre prevenção da Aids e de outras doenças sexualmente transmissíveis, se encontram em um quadro com tendência de crescimento do HIV.

//

O acidente
O ônibus do grupo conhecido pelo sucesso “Minha mulher não deixa não” capotou na madrugada desta quinta-feira, em Jeremoabo. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente ocorreu no km 66 da BR-110.

O motorista do ônibus que transportava o grupo perdeu o controle do veículo, saiu da pista e capotou. O ônibus seguia do Rio de Janeiro para Recife, com cerca de 25 pessoas.

//

Segundo o delegado Cícero Gomes, da Delegacia de Jeremoabo, 13 pessoas sofreram ferimentos leves, e uma teve ferimentos graves: a dançarina Márcia Maria Alves de Oliveira. Ela foi socorrida e levada para o Hospital Nair Alves, e em seguida foi transferida para um hospital do Recife, onde deve fazer exames e passar por uma cirurgia em decorrência de uma fratura em um dos braços.

Segundo o depoimento prestado pelo motorista do ônibus à polícia, ele dirigia o veículo da banda quando se deparou com outro ônibus ultrapassando uma carreta. “Ele puxou para o acostamento, perdeu o controle do veículo e capotou. Apenas ele [o motorista] e o produtor estavam usando o cinto de segurança e, por isso, sofreram menos lesões”, diz o delegado.