G1: manifestantes pelados no Congresso, com Suplicy. Esse país é mesmo legal

correndo peladoManifestantes fazem protesto seminus no gramado do Congresso

Jovens pedem que parlamentares aprovem fim do voto secreto.
CCJ do Senado analisa nesta quarta projeto do voto aberto.

Do G1, em Brasília

Manifestantes protestaram seminus no gramado em frente ao Congresso Nacional nesta quarta-feira (18). Eles pedem que os parlamentares aprovem o projeto que acaba com o voto secreto no Congresso.

Jovens protestam seminus no gramado em frente Congresso Nacional pelo voto aberto  (Foto: Luciana Amaral/G1)Jovens protestam seminus no gramado em frente Congresso Nacional pelo voto aberto (Foto: Luciana Amaral/G1)

Nesta quarta a Comissão de Constituição e Justiça do Senado analisa projeto, já aprovado pela Câmara, que acaba com o voto secreto em todas as votações do Congresso. O G1 entrevistou os senadores sobre o término do voto secreto. A maioria deles disse que é favorável ao voto aberto em todas as votações, mas alguns ainda defendem o sigilo para votações de certos temas, como vetos presidenciais.

Um dos organizadores do protesto, Michael  Mohallem, disse que a intenção do grupo é chamar a atenção dos senadores para aprovarem o projeto. “A democracia não se faz com segredo, com voto secreto. Nós estamos cansados de Renans, de Jacquelines Roriz, de Donadons. É por isso que nós precisamos do voto aberto”, afirmou. Ele disse que o grupo não pretende levar o ato para dentro do Senado.

Durante o protesto, o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) se juntou aos manifestantes e chegou a caminhar de mãos dadas com eles. “Acho que o povo tem o direito de saber como é que nós, senadores e representantes do povo, votamos, então minha posição é pelo voto aberto”, comentou.

Senador Supliccy participou do protesto ao lado dos manifestantes (Foto: Luciana Amaral/G1)Senador Suplicy participou do protesto ao lado dos manifestantes (Foto: Luciana Amaral/G1)

SPONHOLZ E O DIA DOS ÍNDIOS QUE, PARECE, ANDARAM FUMANDO O CACHIMBO DA PAZ LÁ NO CONGRESSO. LITERALMENTE.

MED_13.04.18-19.13.21-00rs0419aFONTE: COLUNA CH

LEIA TAMBÉM MEU ARTIGO DA SEMANA,AQUI, SOBRE O ASSUNTO DIA DISSO E DAQUILO

MEU DEUS! ONDE VAMOS PARAR? CONDENADOS NA COMISSÃO DE JUSTIÇA; HOMOFÓBICO RACISTA NA COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS…

militantMensaleiros e mais um

Constituição e Justiça

A composição da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara nesta legislatura entrará para a história como a primeira a contar com a bancada do mensalão.

Foram confirmados membros do colegiado – por mais inacreditável que pareça – José Genoino e João Paulo Cunha, como titulares, e José Guimarães, suplente.

Constrangimento? Para eles, nenhum. Na reunião de hoje, Cunha e Genoino sentaram lado a lado e puseram o papo em dia, possivelmente, falando dos velhos e bons tempos pré-condenação pelo STF.

Agora, resta-lhes mesmo aproveitar os últimos momentos, antes de o acórdão chegar.

Já Paulo Maluf, outro titular da comissão, não precisa se preocupar com isso, caso a Justiça não apronte-lhe nenhuma peça, claro.

fonte: coluna radar – veja online – Por Lauro Jardim

Nãopermita que isso aconteça. Proteste. Assine as petições. Reclame. “Eles” já estão tripudiando da gente.Lugar de homofóbico é…é…bem “prefiro não comentar”…

Não quero nem dar o nome desse indivíduo…

0030