#ADEHOJE, #ADODIA – VEM CHEGANDO O VERÃO. DEIXEM NOSSOS COSTUMES EM PAZ

#ADEHOJE, #ADODIA – VEM CHEGANDO O VERÃO. DEIXEM NOSSOS COSTUMES EM PAZ

 

 

OLHA SÓ. Vai ser complicado, porque a partir de janeiro assumirá o poder toda uma turma absolutamente heterogênea. Uma equipe e eleitos com cabeças retrógradas, ideias conservadores e o que é pior, ideias malucas. Por exemplo, essa do tal Osmar Terra – atenção que eu acompanho esse aí faz tempo e só pensa e fala bobagens desconectadas da realidade – que quer limitar a venda de produtos alcoólicos. Ele é totalmente contra a legalização das drogas, e não tem noção do assunto. Mas quer aparecer. Era o que nos faltava: uma lei seca. Como se fosse assim, passe de mágica. Precisaremos ficar bem atentos à essa turma que quer mexer com costumes. Creio que aí estará o grande foco de tensões do futuro governo. Vem chegando o verão e já tem gente queimada.

#ADEHOJE, #ADODIA – O MUNDO FERVE, ENQUANTO POR AQUI FICAMOS SÓ OUVINDO

#ADEHOJE, #ADODIA – O MUNDO FERVE, ENQUANTO POR AQUI FICAMOS SÓ OUVINDO

 

 

ESCAPOU DOS BLACK FRIDAYS DA VIDA? UFA. HOJE QUERO FALAR DE UMA SITUAÇÃO QUE HÁ MUITOS ANOS, DÉCADAS NA VERDADE, VIVI MUITO PARECIDA, EM PARIS. MANIFS. MANIFS POR LÁ SÃO VIOLENTAS. HOJE O PAU TÁ COMENDO ENTRE A POLÍCIA E OS COLETES AMARELOS QUE RECLAMAM DA ALTA DOS COMBUSTÍVEIS. LEMBRAM DOS CAMINHONEIROS AQUI? QUANDO ME MACHUQUEI – QUEBREI O FÊMUR DA PERNA DIREITA – – A POLÍCIA PASSOU POR CIMA DA MANIFESTAÇÃO QUE EU COBRIA – ERAM ESTUDANTES SECUNDARISTAS LUTANDO POR MELHORIAS NA EDUCAÇÃO. POR AQUI A GENTE FICA VENDO O TAL “NOVO” MINISTRO DIZER – EM DOCUMENTO – COMO SOMOS, OU MELHOR, COMO ELE ACHA QUE SOMOS. O SILÊNCIO DOS NOSSOS ESTUDANTES PREOCUPA…OS ACADÊMICOS ATÉ QUE ESTÃO SE LEVANTANDO AQUI E ALI…

ARTIGO – Ficar para a história. Por Marli Gonçalves

final_gif_thing

Ficar para a história

 

Por Marli Gonçalves

Também estou preocupada. Todos nós estamos apreensivos, e perplexos. É estranho estar apreensivo e perplexo ao mesmo tempo, mas é o que acontece. Vou tentar expor um ponto de vista daqui da minha torre de observação: um novo tempo, apesar dos pesares, está chegando. Eles agora têm netos, não vão querer fazer feio. Pelo menos não tão feio

Pensa comigo. Aos fatos. Está visto no decorrer da Operação Lava Jato que não há mais como escapar de investigações e que estas viram ao avesso as vidas, o presente, o passado e o futuro, aqui e em toda a galáxia. Certo? Certo. Até pode fazer, mas tem de rebolar tanto para não ser descoberto que vai acabar chamando a atenção do japonês.

Sorria, você está sendo filmado, fotografado, televisionado, gravado, youtubado, instagramado, facebucado, zapzapeado e tuitado – eles também, e bem mais do que nós.

Pois bem. Com algumas décadas acompanhando a política nacional como jornalista, conheço ou lembro mais detalhes ainda do que a maioria de vocês, da vida pregressa desses cavalheiros de cabeça branca ou lisinha que ora se apresentam para nos governar e também os que se apresentam para resistir. Muita coisa antiga da época que só havia muito o “ouvi falar”, mas quase nada era mesmo investigado. Assunto abafado era o termo. Às vezes, escapava, vazava, e algum jornalista conseguia uma boa história, suportava a pressão. Mas, como disse, eles eram jovens, arrogantes, queriam subir na vida e aprenderam política antiga contaminada por populismo.

A essa altura, hoje, já devem ter percebido que as coisas realmente mudaram. Se tiverem consciência da importância do momento e da missão que constroem – e isso a gente pode ficar lembrando a eles todo o tempo – precisam tentar fazer o melhor, o seu melhor, não podem se deslumbrar com cargos e poderes. Já viveram, são raposas, experientes em sua grande maioria.pen-fountain-drawing-animated-gif

Vão querer entrar para a história com uma foto melhor na carteira de identidade. Tomara. Tomara. Tomara.

Da mesma forma, e do outro lado, os mais tradicionais dirigentes e militantes parecem crianças novamente se divertindo de voltar a atuar, ser de esquerda, de se manter bem à esquerda, combatendo “golpes”, de agitar, conclamar, ser revolucionário – a única forma que antes todos nós achávamos legal para ficar para a história. Mártires. Mas eles terão um limite, não posso acreditar que – e será uma enorme decepção se o fizerem, como inclusive ameaçam – na Hora H insuflarão mais as massas de manobra, os jovens. Temo porque eles não têm mais tanta energia, e a situação ficaria fora de controle.o-pequeno-principe-estreia-breve

Passado esse meu momento otimismo em primeiro grau, me peguei pensando nessas coisas, entrar na história, ficar para a história, passar para a história. Entrar: a marca que deixamos quando fazemos algo marcante, realmente importante. Ficar: o legado de que um ato ou pensamento nosso possa conseguir ser imortal, ser exemplo, servir como guia e lembrança. E, enfim, passar para a história: o reconhecimento de uma ou mais gerações, ou ao menos de algum estudioso que dê a chancela, faça algum registro. Há até os que ganharam feriado, ou o direito de ficar “a vida inteira” sendo festejado no aniversário da morte.

Nos tempos digitais, com a locomotiva do tempo transformando-se em trem bala de forma espantosa, e o google virando verbo, ficou mais fácil e ficou maior esse mundo da tal história. Mais espaçoso, infelizmente talvez também menos criterioso, mas agora todos nós podemos sonhar com isso. Em estar bem na fita. Temos que caprichar é como chegaremos lá e por quais fatos mereceremos ser lembrados eternamente – História é eternamente, um infinito que não tem tamanho.

Nesse exato momento, por linhas tortas ou não, somos a caneta que escreve a história. Mas não posso deixar de ressaltar que a tinta é indelével. Portanto, por favor, redobrem a atenção, escrevam com cuidado, sem arrependimentos, porque esse é exatamente um momento que passará para a história. E não pode ter borrão.

Exploded-pen-For-GIF

Marli Gonçalves, jornalista Registre-se isso.

São Paulo, olho em Brasília, Brasil, maio de 2016

********************************************************************
E-MAILS:
MARLI@BRICKMANN.COM.BR
MARLIGO@UOL.COM.BR
POR FAVOR, SE REPUBLICAR, NÃO ESQUEÇA A FONTE ORIGINAL E OS CONTATOS
AMIZADE? ESTOU NO FACEBOOK.
SIGA-ME: @MARLIGO

Terça e Quarta vai ficar quente em Brasília. Bem quente.Posse da UNE, votação, protestos, Petrobras, maioridade, jovens, educação. Junta tudo e imagina.

UNE

passeataCOM MULHERES À FRENTE, NOVA DIRETORIA DA UNE TOMA POSSE

Será nesta terça, às 17h, na Câmara dos Deputados, com transmissão ao vivo pela TV UNE

Terá início oficialmente, a partir desta terça (14), mais uma gestão da União Nacional dos Estudantes. A posse da nova diretoria da entidade acontece às 17h, no Plenário 13 da Câmara dos Deputados, e contará com a presença dos novos diretores, lideres de outros movimentos sociais e parlamentares. A cerimônia de posse será transmitida ao vivo pela TV UNE, a partir do site www.une.org.brPasseatas com problemas de som...

A expectativa é de uma gestão da UNE bastante mobilizada após a realização do maior Congresso da entidade nos últimos tempos. O encontro ocorreu em Goiânia e reuniu mais de dois milhões de universitários em sua etapa preparatória. Na plenária final do Conune, foi realizada a votação que definiu a nova presidência e diretoria da UNE, composta por 85 estudantes de universidades de todas as regiões do país.

TRANSIÇÃO FEMININA HISTÓRICA

A posse da UNE marca a primeira transição entre mulheres na presidência da entidade, um momento histórico com a saída da pernambucana Vic Barros e a entrada da paulista Carina Vitral, aluna do curso de economia da PUC-SP. Além disso, é também a primeira vez que a UNE terá duas mulheres nos cargos mais altos da instituição, a vice-presidenta é a estudante Moara Sabóia, aluna da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). A transição feminina mostra a importância da luta contra o machismo e pela diversidade atualmente no movimento estudantil brasileiro.

UM DIA DE LUTAS

A posse da UNE acontece em um dia movimentado em Brasília. Às 11h, no auditório Nereu Ramos da Câmara dos Deputados, acontece um ato unificado em defesa da Petrobras e contra o projeto de lei do senador José Serra (PSDB-SP) que retira a estatal como operadora única da camada Pré-Sal no Brasil. A proposta, além de enfraquecer a companhia e entregá-la aos interesses internacionais, ameaça uma das grandes conquistas da juventude nos últimos anos, os investimentos do Fundo Social do Pré-Sal para a educação.

Às 19h, está prevista na Câmara a votação em segundo turno da proposta de emenda constitucional 171, que trata da redução da maioridade penal no Brasil. O primeiro round de tramitação da medida aconteceu nos dias 1 e 2 de julho, com muita polêmica e golpes baixos por parte do presidente da Casa Eduardo Cunha. A UNE e os movimentos sociais passarão o dia mobilizados dentro do Congresso e exigirão o seu direito, garantido pelo Supremo Tribunal Federal, de acompanhar a votação.

–FONTE – ASSESSORIA DE IMPRENSA UNE

www.une.org.br
facebook.com/uneoficial
twitter.com/uneoficial
youtube.com/uneoficial
flickr.com/_une