A couve-flor funcionou. Melhor, a ex-couve flor. Geisy Arruda anuncia gravidez…

FONTE: TV FAMA – REDE TV!

great-animated-gif-004 0003 Caulifower‘Quando descobri, não estava pronta’

Geisy Arruda anuncia primeira gravidez

Geisy Arruda está grávida de seu ex-namorado, o empresário Ricardo de Souza.
A gestação de dois meses e meio pegou a loira de surpresa. “Fiquei muito assustada, porque eu não esperava, não planejava. Estava em crise com meu namorado. Minha primeira reação foi negar para todo mundo, foi um período difícil de aceitação. Eu não estava pronta para ser mãe”, declarou em entrevista ao Ego.
Suspeitando da gravidez, ela tentou um teste de farmácia e, após o resultado positivo, fez novas tentativas até que, após um exame de sangue, ficou comprovado a gestação.
Sobre o pai, Geisy disse que Ricardo ficou feliz mas, ainda assim, ela teme ficar sozinha durante este período. “Mandei mensagem e ele não me respondeu. Eu estou sozinha, sem auxílio algum. Está sendo muito difícil”.
Aos poucos, o choque da notícia está passando e, com o tempo, o instinto maternal está tomando conta da moça. “Apesar de tudo, estou feliz, começando a me acostumar com a ideia de ser mãe. Meus seios estão maiores, minhas calças não entram mais. Eu só tenho guarda-roupa justo, então não posso usar mais 90% dele. Estou quase sem roupa!”, riu

Continua a saga da couve-flor da Geisy Arruda. Ou do “botãozinho de rosa” que agora ela tem…

evaGeisy Arruda terá que ficar 60 dias sem relações sexuais: ‘Estou subindo pelas paredes’

Por conta da cirurgia íntima que fez recentemente, Geisy Arruda terá que ficar, por recomendações médicas, 60 dias sem ter relações sexuais. As informações são do jornal Extra desta sexta-feira (07).

“O prazo para ter relação sexual é de dois meses. Estou quase subindo pelas paredes! (risos). E não está nada ‘numa boa’, não. Tenho uma vida sexual ativa, ainda tenho mais um mês de castigo”, disse a ex-peoa do reality A Fazenda para o periódico.

Ela também tratou de deixar claro que era em tom de deboche quando disse que iria leiloar sua “nova virgindade” e esclareceu: “Brinquei que ‘lá em baixo’ estava ‘seminovo’, e que poderia até leiloar. Claro que foi em tom de brincadeira. Isso é algo extremamente pessoal para uma mulher, e minha primeira noite de amor será com alguém que eu goste e conheça”.

 

MAIS GEISY E SUA COUVE-FLOR, AQUI E  AQUI

ARTIGO – Nossas intimidades mudando de nome, por Marli Gonçalves

Antes a gente dizia: “Quer aparecer? Amarra uma melancia no pescoço!” E dava risada com a ideia improvável de ver essa cena. Hoje, ao contrário, há controvérsias. O cara pode seguir o conselho. E coitadas das frutas, hortaliças e legumes! Agora entraram definitivamente no descritivo de partes do corpo humano. Não bastassem as mulheres fruta, melancia, pera, morango, homem berinjela, essa semana apareceu a mulher couve-flor, ou melhor, a mulher com uma couve-flor. Ops, mais: a mulher ex-couve-flor.

Eu já estava cansada, era tarde, quando fui dar uma espiadinha no Twitter, ver o que rolava, quais eram os assuntos do dia. Ao ver nos trending topics, (termos mais comentados) o nome da Geisy Arruda, a rosácea loirosa sempre em busca de retorno à fama, que lhe é sempre efêmera porque bate mais a cabeça do que a usa, e ir saber do que se tratava, fiquei meio em choque com a insanidade humana. Dei de cara com uma foto dela, deitada, toda estropiada, cara remendada, olho inchado. Acompanhava uma entrevista na qual o QI de sempre-viva amarela anunciava ter feito de uma vez só várias plásticas, inclusive uma íntima. Mas logo definiu o termo “cirurgia íntima”. Informava exatamente que tinha operado a vagina porque esta parecia uma couve-flor, ela a achava feia, emboladinha. Que os lábios eram todos grandes, muito volumosos, e por isso até pedia para que seus parceiros não olhassem. Socorro!

Nem preciso dizer o nível dos comentários gaiatos que se espalharam, dos quais me absterei. Mas não posso deixar de pensar que o conceito de intimidade mudou completamente. Terá ela combinado com o médico que a operou que daria uma declaração dessas, “todo mundo” ia comentar e ela pagaria assim as tais cirurgias que duraram sete horas – verdadeira imolação; quase mutilação?

Se for, não há mais limites mesmo.

Mas boba eu, né? Já faz tempo que ninguém precisa mais da melancia para aparecer. Basta se deixar fotografar assim como quem não quer nada. Viu as fotos da tal Nana Gouveia posando de bonita no meio da catástrofe nos Estados Unidos? Pode-se também soltar a voz sem pensar. Distrair-se sem calcinhas.

Ou aparecer como Lady Gaga que, depois de ver que nem tinha tanto brasileiro otário para comprar ingresso para o show megalomaníaco dela, chegou aqui que só faltou, sei lá, dar no meio da rua, num lance e golpe de marketing surpreendente. Chegou dando tchauzinho. Foi pro hotel e começou a tuitar que nem louca. Botou faixa I Love na fachada. Apareceu de topless coberta só com uma toalha. Deu mais tchauzinhos para os coitados que estavam lá embaixo. Jogou lanche daquela rede americana pela sacada. Pôs peruca cor de rosa. Subiu no salto plataforma. E, claro, foi para a favela ver os pobres. Jogou bola. Tô dizendo: faltou dar; inclusive uma de Madona, sua rival, e arrumar um namorado brasileiro instantâneo. Um Maomé podia ele se chamar, talvez, para ser irritante com o Jesus que a outra usou e jogou por aí.

Mudaram também o sentido de exótico.

As tais redes sociais que se expandem a cada dia devem ser culpadas. Só podem ser. Tem gente que precisa tanto dar satisfação do que faz, que passa o dia dizendo “vou até ali…”, volto tal hora, comi isso aqui ( e taca foto do sanduíche horroroso,porque comida tem que ter fotografia especial para ser atrativa), meu cachorro piscou, meu cachorro dormiu. Já vi caso de gente xingando a mãe, postando documentos jurídicos, juro! Isso sem contar na manipulação de relacionamentos. Eu te excluo se rompo com você, para você saber, para sofrer – me explicaram como funciona.

Lembrei-me de uma professora, Claudia, que amava muito, do primeiro ano da faculdade de comunicação, e que dava aula de Teoria da Informação. Como se fosse hoje, recordei da aula sobre espaços íntimos e o comportamento humano. Os espaços sociais. Entendi ali os comportamentos dentro de um elevador, quando a gente não sabe para onde olha, o que faz, quando está com mais alguém estranho. Esse é o espaço íntimo, do grudado, até uns 15 centímetros, nossa couraça, que a gente fecha e só deixa entrar quem quer, se possível for escolher. Dos 15 cm a 1m20 é o espaço pessoal, pode ter toque, avaliação física, uma conversa mais particular. O espaço social vai de cerca de 1m20 a 3m60, para interações com mais pessoas ou palestras. Já o espaço público, distância de 3m60 ou mais de nosso corpo, serve para reuniões com estranhos ou mesmo para fazer discursos. A gente aqui e a plateia lá.

Essas novas subsubcelebridades estão subvertendo a coisa e o que é pior, isso está pegando. Basta correr os olhos nos portais. Ver os motivos dados aos papparazzis, esse pega para capar e fotografar. O importante é ser notado.

Nessa mesma semana, por outro lado, foi aprovado um projeto importante de punição para crimes cibernéticos, garantindo a inviolabilidade de certos meios e penalizando quem se enfia em espaços íntimos – digamos, não liberados. Condena quem calunia e difama por meios eletrônicos, quem invade sistemas, seja para o crime, com uso de senhas, seja para o roubo de informações, como foi o caso das fotos da atriz Carolina Dieckmann, que inclusive dá nome à lei, que só andou porque ela gritou mais alto. Repercutiu.

Pensando bem, quem sabe essa lei também não possa nos proteger – a nós todos – de informações e imagens como essa da couve-flor?

Senão, teremos de nos mobilizar rapidamente para incluir uma emenda garantindo a nossa sanidade diante da loucura. Loucura que fez virar fichinha o girassol da lapela do Falcão, as roupas e a buzina do Chacrinha, as perucas da Elke Maravilha.

Esse povo novo quer que a gente saiba coisas muito internas deles, até se usam ou já usaram, como virgindade leiloada em praça pública. Internas até demais.

São Paulo, sacolão, 2012

Marli Gonçalves é jornalista Descobriu que tem um site – http://desciclopedia.org/wiki/Deslistas:Nomes_populares_para_a_vagina– que listou quatro mil nomes para o órgão sexual feminino, do qual muitas das próprias tem vergonha e, pasmem, muitas nunca nem olharam para a sua própria. Nem para compará-las a qualquer hortifruti.

noticiário GEISY ARRUDA, AQUI

************************************************************

E-mails:
marli@brickmann.com.br
marligo@uol.com.br

ATENÇÃO: Por favor, ao reproduzir esse texto, não deixe de citar os e-mails de contato, e os sites onde são publicados originalmente http://www.brickmann.com.br e no https://marligo.wordpress.com

È HOJE! RABANETE VIRA GENTE E VAGINA VIRA COUVE-FLOR!

DO G1

Japonês colhe ‘rabanete humano’ e fotos viram hit na web

Planta possui ramificações parecidas com braços e pernas.
Imagens incluem tubérculo passeando com cachorro e visitando shopping.

Do G1, em São Paulo

Um fazendeiro no Japão descobriu em sua horta um rabanete diferente dos demais. Por causa de suas ramificações, a raiz possui “braços e pernas”, e fica parecido com um ser humano.

Fotos monstram tubérculo com 'mãos e pernas' (Foto: Reprodução)Fotos monstram tubérculo com ‘mãos e pernas’ (Foto: Reprodução)

Aproveitando a situação, o homem começou a postar em seu perfil no Twitter uma sequência de fotos mostrando as “aventuras” do rabanete, que mostram ele caminhando pela horta, dando uma volta no shopping levando o cachorro para passear, entre outros.

Planta 'passeia' com cachorro em foto publicada no Twitter (Foto: Reprodução)Planta ‘passeia’ com cachorro em foto publicada no Twitter (Foto: Reprodução)

O alimento fez muito sucesso, e chegou a ser exposto em uma loja no país…

 

%d blogueiros gostam disto: