#ADEHOJE – A SITUAÇÃO ESTÁ FICANDO MUITO SÉRIA

#ADEHOJE – A SITUAÇÃO ESTÁ FICANDO MUITO SÉRIA

 

SÓ UM MINUTO – A sucessão de ocorrências é avassaladora. Nem eu que pensei esse programinha porque sabia que todo dia teríamos acontecimentos, poderia prever que a coisa ficaria tão séria. E, sinceramente, muito pouco divertida para quem já viveu para ver que isso não vai dar certo. Como um presidente chama os estudantes – e professores , e todos que estiveram e estarão nas ruas hoje – de idiotas, massa de manobra, que não sabem multiplicar, e tudo o mais que ele falou? As pessoas estão nas ruas protestando contra cortes severos na Educação. Ele está pedindo para que 2013 se repita, e eu não duvido que o primeiro passo já está sendo dado hoje.

E alguém pode nos dizer o que foi aquilo, aquela fala de Eduardo Bolsonaro, um dos filhos do Capitão, em evento do corpo diplomático, clamando por bombas? Por nuclear? O que foram aquelas falas? “ O Maduro teria medo de nós…”, “Ei, você aí do Paquistão…”

O que fazemos com esses senhores dessa família B?

 

#ADEHOJE – Morte de Boechat uniu pontas desfiadas há anos

#ADEHOJE – Morte de Boechat uniu pontas desfiadas há anos

 

SÓ UM MINUTOBoechat ficaria orgulhoso em ver a união de todos em torno de seu nome e do jornalismo nacional.

O JORNALISMO NACIONAL ESTÁ HÁ MUITO TEMPO ACUADO, ATACADO, VILIPENDIADO, DESPRESTIGIADO. De repente, a morte de um de seus principais expoentes, Ricardo Boechat, um dos mais duros e diretos defensores de direitos, de justiça, e uma praga contra políticos corruptos, foi o que uniu a todos. Pena que mais uma vez na tristeza. Pelo menos nessas primeiras 24 horas não houve direita ou esquerda – houve a tristeza pela perda de um voz que sabia como ninguém falar ao povo. As ondas do rádio serenaram. O noticiário de tevê ficou sombreado.