Série de notas imperdíveis da Coluna de Claudio Humberto de hoje. Sobre o “humor” de Dilma e toda a sua delicadeza no trato,

colorful_turkeyGênio difícil de
Dilma aterroriza
seus auxiliares

Trabalhar com Dilma está cada vez mais difícil, e se tornou insuportável nos dias tensos da votação da MP dos Portos. Seu temperamento explosivo atinge primeiro auxiliares mais próximos, que, pela formação profissional ou por serem humildes, não reagem aos esculachos – como seguranças, diplomatas e ajudantes de ordem. Agora, também os médicos da Presidência estão à beira de um ataque de nervos.

OSTRICHAtaque nervoso

Médicos do Planalto ficam apavorados quando precisam acompanhar Dilma em viagens. Há caso de colapso nervoso entre esses servidores.

Inclua-me foraGoat_on_trash

O Planalto teve dificuldades até para encontrar oficial do Exército que aceitasse assumir o outrora ambicionado posto de chefe da segurança.

mouseAssim não dá

Em 2011, a ajudante de ordens E.H., capitã de fragata admirada na Marinha, quase desistiu da carreira só para se livrar das humilhações.

Ninguém merece

Assim como não havia quem quisesse chefiar a segurança de Dilma ou virar ajudante de ordens, médicos se recusam a atuar no Planalto

Sobre a calma e temperança de nossa simpática governante. Série de notas da Coluna Claudio Humberto

0046Nem seguranças
aguentam o
humor de Dilma

 

Conhecida por seus acessos de fúria, a presidenta Dilma não deixa apenas os ministros à beira de um ataque de nervos. Segundo fontes palacianas, o Gabinete de Segurança Institucional tem dificuldades de encontrar oficiais do Exército que aceitem chefiar o serviço de segurança presidencial. Entre os mais estressados estaria o coronel Artur José Solon Neto, que por breve período cobriu as férias do titular.

Queria
 O coronel Neto, hoje secretário-adjunto do Gabinete de Segurança Institucional, queria sair do cargo burocrático e ir mais a campo.

militantHumilhação pública

 Habituada ao perfil discreto do general Amaro, seu chefe de segurança, Dilma não poupou puxões de orelha públicos em quem o substitua.
Chutando o balde
 Em junho de 2011, a capitã de fragata E.H., oficial brilhante, cansou dos esculachos presidenciais e foi embora. Quase deixou a Marinha.

Inclua-me fora dessamilitant

 O Palacio Planalto também demorou a encontrar quem aceitasse substituir a capitã E.H. como ajudante de ordens

Esse CH sabe de cada uma! ( Sobre os ataques de humor de nossa presidente)

Até médico
‘surtou’ com os
desaforos de Dilma

 Ministros, presidentes de estatais, governadores: ninguém escapa da fúria da presidenta, nem mesmo quem cuida do bem mais precioso – a saúde. Cansado das humilhações diante de assessores, um médico que acompanha Dilma teve um esgotamento nervoso e pediu “baixa” do cargo na Presidência. Militar, ele teria também teria pedido baixa da Marinha, temendo “perseguição”, e não quer seu nome divulgado.
 

Luluzinhas

 

Ao contrário da era Lula, Dilma tem um staff feminino até no avião presidencial. Agora duas médicas a acompanham full time

FONTE: coluna claudio humberto