@DiariodoPoder: Ministério da Justiça pensa que está na “Suiça”. É o Cardozão no comando…

Mundo da fantasia: Derrotado pelo crime organizado, Ministério da Justiça faz balanço contando lorotas

scaleNota oficial faz parecer que o Ministério da Justiça é da Suíça e não do Brasil tomado pelo crime

Apesar do crescimento imparável do crime organizado no Brasil, o Ministério da Justiça ainda encontra razões para o lançamento, nesta quinta (25), às 10h, da publicação “10 Anos de Organização do Estado Brasileiro Contra o Crime Organizado”. A “edição comemorativa” faz parte da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro.

De acordo com nota que divulgou, o Ministério da Justiça parece se referir à realidade de países como a Suíça, garantindo que a tal Estratégia gerou um modelo “bem sucedido” de enfrentamento a esses crimes. E ainda sustenta a lorota de que esse conjunto de medidas possibilitou uma “articulação estatal e constituição de um espaço permanente de integração para o Brasil formular políticas afastando as atuações isoladas”.

O secretário Nacional de Justiça, Paulo Abrão, vai participar de um debate durante para sustentar que o combate ao crime organizado e à corrupção “passa pelo estrangulamento dos ativos ilícitos que os financiam”. Espera-se que ele explique o que fez nesse sentido. Além de Abrão, o chefe da Controladoria-Geral da União, Jorge Hage, o ex-ministro da Justiça Marcio Thomaz Bastos e o ministro Gilson Dipp, do Superior Tribunal de Justiça, também irão participar da discussão no Salão Negro do Palácio da Justiça.

Fonte: DIÁRIO DO PODERworker11