Perdão ao pastor estuprador, safado? Era o que faltava, sr. (In)Feliciano. Veja a lista dos que foram pedir isso, com o “mocinho”

Perdão ao pecadorpastor estuprador

Feliciano: pedido ao ministro da Justiça por pastor preso por estupro

Liderados por Marco Feliciano, um grupo de dezessete deputados, boa parte deles evangélicos, conseguiu uma brecha na agenda de José Eduardo Cardozo na semana passada para defender o pastor Marcos Pereira da Silva, preso há três meses sob a acusação de estuprar fieis no Rio de Janeiro.

A bancada criticou a polícia fluminense por falta de isenção e pediu a federalização das investigações. Ouviram um ‘não’ do ministro da Justiça.

Além de Feliciano, eis os nomes dos deputados que defendem o pastor: Pastor Eurico, Francisco Floriano, Adrian Mussi, João Campos, Alexandre Santos, Washington Reis, Jair Bolsonaro, Roberto Lucena, José Olimpio, Leonardo Quintão, Zequinha Marinho, Eduardo da Fonte, Costa Ferreira, Anthony Garotinho, Fernando Jordão, Arolde de Oliveira e Aureo Lídio Moreira Ribeiro.

Por Lauro Jardim- Coluna Radar – veja online

Hummmm…”Tem pai que é cego”… Leia essa nota. Estamos de olho (In)Feliciano. Nós somos a favor do amor entre iguais. :-)

Feliciano simpático

Marco Feliciano estava bem mais à vontade com a ausência dos manifestantes, ontem, durante a sessão da Comissão de Direitos Humanos da Câmara.

Em dado momento da reunião, o pedetista Marcos Rogério pediu a palavra. Feliciano não só cedeu, como justificou:

– Com um sorriso desses, não tenho como negar.

Mais adiante, Marcos Rogério pede novo aparte. Feliciano reitera:

– Já disse que seu sorriso conquista qualquer um.

FONTE: COLUNA RADAR – VEJA ONLINE – Por Lauro Jardim

Nota de Lauro Jardim mostra a “humildade” do (In) Feliciano, em seu site promocional.Que homem…

gaspar_animExemplo de humildade

O notório pastor deputado Marco Feliciano, depois de indicado para assumir a comissão de Direitos Humanos, negou o que sempre pregou: disse não ter nada contra homossexuais e que não é racista.

Agora, só falta se autodefinir um sujeito humilde.

Clicando no link “política” da página do seu site pessoal, abre-se a biografia de Marco Feliciano, assinada pelo próprio.

Além da trajetória acadêmica, religiosa e política do deputado pastor, há um arsenal de adjetivos que o classificam, praticamente, como um dos seres humanos mais espetaculares da face da Terra.

Exemplos: “Dono de uma inteligência admirável(…), de liderança nata junto com espírito de ousadia(…)” e “Suas ministrações são marcadas por revelações profundas e grande conhecimento da Palavra, (…) referencial para uma geração de pastores”.

Mais adiante, Feliciano deleita-se sobre si mesmo:

– Antes de ser cativado pela simpatia pessoal e pela simplicidade de trato que caracterizam Marco Feliciano, a oratória surpreendente marca sua pernalidade (sic).

Pernalidade? Sim, é o que está escrito, seja lá o que signifique.

Tem mais:

– Todos que tem (sic) a oportunidade de ouvi-lo ficam impressionados com a vastidão de seus conhecimentos e as profundas convicções humanistas defendidas com afinco.

Mas no final, a cereja do bolo, Feliciano explica por que está em Brasília:

– A nação evangélica clama por Feliciano como seu representante no Congresso Nacional.

FONTE – COLUNA RADAR – VEJA ONLINE – Por Lauro Jardim