Gosto do Giló. Gostei da música que ele fez para a Marina. Mostra a diversidade, inclusive religiosa. E tem um ritmo delicioso.

RIP NELSON JACOBINA. sniff, profundo…e lágrimas negras

HOMENAGEM:

 

 

Músico Nelson Jacobina morre aos 58 anos; enterro será às 16h desta quinta (31), no Rio

FONTE:Do UOL, no Rio

 
 
 

  • Nelson Jacobina (à esq.) toca com seu parceiro Jorge MautnerNelson Jacobina (à esq.) toca com seu parceiro Jorge Mautner

O músico carioca Nelson Jacobina, de 58 anos, morreu às 6h40 desta quinta-feira (31). Ele estava internado desde domingo (27) na UTI do hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, na zona sul do Rio. A informação foi confirmada ao UOL pela assessoria de imprensa da unidade.

De acordo com boletim médico divulgado pelo hospital, Nelson morreu em decorrência de câncer disseminado.

O velório será na tarde desta quinta, a partir das 13h, na capela 8 do cemitério São João Batista, em Botafogo. O sepultamento será às 16h.

Jacobina ficou conhecido nos anos 1970, graças a suas parcerias com o cantor e compositor Jorge Mautner. Juntos, eles compuseram as canções “Lágrimas Negras”, gravada por Gal Costa, e “Maracatu Atômico”, que ganhou registros de Gilberto Gil e Chico Science & Nação Zumbi.

A partir de 2000, ele também passou a integrar a Orquestra Imperial.

A delícia que é o Mautner. Já ouviu o Homem-Bomba? Que vai virar “pum”/ egun

Jorge Mautner, lembrado hoje  deliciosamente pela minha amiga Cilmara bedaque, a @na_faixa, com o outro delicioso Nelson Jacobina.

Uma boa homenagem nesta sexta…

É “NÓIS” COMEMORANDO UMANO DE BLOG!