Tem sacanagem? Ah, tem algum Tatto por perto. Pode ver. O prefeito Cruella vai se encolher. Do Diário do Poder

Corrupção

FUGINDOmouse1Auditor acusado de corrupção é sócio da mulher de secretário de Haddad

Além de sócio da mulher de Tatto, auditor corrupto namora a irmã dela

jilmar-tatto-lider-pt-camara

Tatto é um dos mais influentes secretários do prefeito Fernando Haddad

Adli Tatto, mulher de Jilmar Tatto (PT), secretário municipal de Transportes de São Paulo, deputado federal licenciado um dos mais influentes membros da gestão de Fernando Haddad, é sócia do auditor fiscal Moacir Fernando Reis, um dos servidores da prefeitura de São Paulo investigados pela Controladoria-Geral do Município por desvio de recursos que pode chegar a R$ 1 bilhão.

Ao lado de Adli Tatto, mulher do secretário, o auditor é um dos quatro proprietários do estacionamento Samepark, na Vila Mariana, conforme revelou a revista Veja. Segundo a Junta Comercial de São Paulo, o Samepark é uma microempresa constituída em 2010, com capital social declarado de R$ 20 000. A sede fica no mesmo endereço da residência de Jilmar Tatto. O auditor suspeito de corrupção é namorado de uma das irmãs da mulher do secretário.

A assessoria admite que o secretário Municipal de Transportes “conhece” Reis, mas “não sabia” que ele era investigado e mandou dizer que não  comentaria sobre a conduta do auditor fiscal, que ganha R$19.607,61 e exibia padrão de vida próprio de milionários.

Além de Adli Tatto e de Moacir Reis, também são sócios do estacionamento Jamile Osman e Salah Ali Osman. Ambos possuem uma clínica médica em Cidade Dutra, na Zona Sul, região de influência política dos Tatto. Salah é médico otorrinolaringologista. Já fez diversas menções ao PT nas redes sociais e aparece como doador de pequenas quantias — geralmente pagamento por convites para eventos de campanha —  ao próprio Jilmar Tatto (1 500 reais nas eleições de 2006) e ao irmão dele, o vereador Arselino Tatto (1 600 reais, em 2008), também do PT.  Dentista, Jamile aparece como doadora de 600 reais a Arselino em 2008.

Reis também é o maior cotista de uma empresa de compra, venda e aluguel de imóveis próprios, a MFPR Administração de Bens. Aberta em 2010, ela tem capital social de 541 000 reais. A sede declarada é o apartamento na Vila Mariana onde mora Reis.