Eu tenho um amigo poeta. Fernando Coelho. Tá lá na Bahia escrevendo coisas lindas como essa que acabo de catar no Facebook. Ói, só!

Ultimamente não tenho chamado por Deus.
Tenho gritado, muito alto. Ele responde de maneira sábia. Com silêncio.