Pelo menos o prefeito de Curitiba tem uma coisa bem valiosa: humor. Gosto do Fruet. Olha o que ele publicou hoje no Facebook. Sabia que é Dia dos Carecas?

 

balletclr

tn_280_651_FruetCabelo

Do Facebook do prefeito Gustavo Fruet, Curitiba/PR

Já tem  mais de duas mil curtidas!

Boa Tarde. Começar com Gleisi Narizinho de freira não tem preço. Olha só. Ela não sabia.

Assessor pedófilo

FONTE: http://www.bemparana.com.br/tupan/assessor-pedofilo/
por Fernando Tupan
 

Assessor pedófiloGleisi Hoffmann

povoNa primeira entrevista dada pela ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, sobre o caso de seu assessor acusado de pedofilia, Eduardo Gaievski (PT), a uma radialista de Curitiba, ela se colocou na condição de vitima dele. Para Gleisi, Gaievski teria se infiltrado sorrateiramente no governo, burlando controles da Abin e do Gabinete de Segurança Institucional, que não descobriram nada irregular na vida dele. Não é bem assim: desde 2010, Gaievski é dono de robusta ficha policial e, se consultados, há vários canais que apresentam informações sobre seus inquéritos não só de exploração sexual, mas de outros delitos, inclusive corrupção. Na Certidão Positiva da comarca de Realeza, inclusive, há uma festa de delitos do assessor.

Acredite.Esse malaco acha o máximo o aviãozinho da Gleisi. Escuta só a justificativa. De doer. Ah, ele é o suplente dela no Senado. Se ela cair do Ministério, ele cai do Senado.

“Acho que utilizar um avião particular para ir a um evento público deveria ser enaltecido pelo povo brasileiro, inclusive pelos parlamentares e pela imprensa, e não criticado. Acho que nós devemos criticar, sim, e concordo plenamente com isso, quando se utiliza um avião público, da Força Aérea Brasileira, para um evento particular, em sentido oposto. Eu quero parabenizar a ministra Gleisi Hoffmann por uma atitude tão nobre como essa, quando, mesmo em um evento oficial, utilizou um avião particular”.

– Sérgio Souza (PMDB)- suplente de Gleisi Hoffmann no Senado

avion_032

NOSSO BLOG NOTICIOU, AQUI, AQUI E AQUI

Bafafá sobre a Narizinho Gleisi andando de aviãozinho para lá e para cá, conforme noticiamos. Olha essa

4vrDeputado diz que Gleisi tem

que ser igual a mulher de César

0508gleisiO deputado Nilson Leitão (PSDB-MT), líder da Minoria, criticou a ministra Gleisi Hoffmann (Casa Civil) por usar um avião, supostamente alugado pelo PT, para visitar o Paraná. “Nós estamos debatendo esse projeto sobre os corruptores, o projeto que vai enquadrar as empresas envolvidas em corrupção com dinheiro público (…)  Mas não pode fugir disso quem mistura o público com o privado. Por exemplo, a ministra Gleisi Hoffmann, que usou o avião do PT para anunciar aportes do governo federal a produtores no Paraná semana passada”, disse Leitão em pronunciamento na Câmara dos Deputados.

“Eu sei que a base do governo, principalmente os petistas, não gosta de ouvir isso. Mas se dizem que são sérios têm que agir como a mulher de César: não basta ser sério, tem que parecer sério. Usam avião do partido porque já não sabem mais o que é partido e o que é Governo. Misturam as coisas como se fosse uma só. Usam o governo como se fosse o partido; usam o partido como se fosse o governo”, completou o deputado.

Leitão disse que está na hora da transparência. “Coitado de um prefeito, de um deputado estadual ou de um deputado federal que fizer a mesma coisa: vai estar nas primeiras páginas dos jornais, no TSE, no Ministério Público e deverá ser cassado em poucos dias. Quando uma ministra faz isso, nada acontece; poderá ser candidata com a maior tranquilidade, porque não há punição para esse tipo de coisa em nosso país. O país da impunidade é para esses, não para aqueles que muitas vezes estão sendo punidos”, disse.

 Nota do Blog, aqui

sxy1

Recebi lá do Paraná. Uma dúvida estética sobre o (In) Feliciano

Cena da Comissão de Direitos Humanos

olhãoDe acordo com Tôni Reis, militante paranaense GLBT, uma pergunta num cartaz de militante travesti na tumultuada eleição do Pastor Marco Feliciano, pôs quase tudo a perder para os evangélicos: 

– Menina, diga onde você faz a sobrancelha!

Ovos de maconha. Imagine o trabalho que deu. E a moça habilidosa foi presa.

‘Ela estava nervosa’, diz policial sobre jovem que levava maconha em ovos

Droga foi apreendida com uma jovem na delegacia de Sarandi, Norte do PR.
Policial conta sobre outros produtos curiosos que já apreendeu com drogas.

Adriana Justi Do G1 PR

Presa com ovo de maconha estava 'nervosa' (Reprodução/TV Globo)
DISFARCE GENIAL

O policial civil Marcos Paganelli, que trabalha na carceragem da delegacia de Sarandi, Norte do Paraná, disse que a maconha encontrada dentro de cascas de ovos no fim de semana não surpreendeu a equipe que estava de plantão. A artimanha para ocultar 150 gramas da droga foi usada por uma jovem de 19 anos, que acabou presa.

“Vixe, já vi tanta coisa estranha aqui, que nem fiquei espantado. A moça que tentou passar com a droga estava exaltada e muito nervosa, logo percebemos que ela estava ‘aprontando alguma’. Desconfiamos dos ovos porque estavam muito leves”, contou Paganelli.

  • Na manhã desta terça (6), Marcos contou sobre outros produtos curiosos onde já encontrou drogas, que vão desde tubo de pasta de dentes até  pães “recheados”.

“Aqui os visitantes tentam enganar os policiais de todas as formas, já tivemos casos onde encontramos drogas até dentro de tubo de pasta de dente. Eles tiraram o produto, colocaram a maconha e vedaram a tampa.  Em um outro caso, o entorpecente estava escondido em uma lata de extrato de tomate. Já encontramos maconha até dentro de um pé de alface”, disse Paganelli.

“Um dos casos mais recentes foram vários pães, que estavam ‘recheados’ de maconha, e um celular, que estava escondido dentro de uma garrafa de refrigerante.  E o pior de tudo é que eles conseguem esconder a droga sem causar danos aos produtos, é tudo feito minuciosamente.  Mas não tem jeito, na maioria das vezes nem é necessário verificar o produto, desconfiamos primeiramente pelo nervosismo das pessoas “, explicou o policial.

Celular estava escondido dentro da garrafa de refrigerante. (Foto: Divulgação Polícia Civil)Celular estava escondido dentro da garrafa de
refrigerante. (Foto: Divulgação Polícia Civil)

A delegacia de Sarandi tem capacidade para 46 presos, mas está superlotada com 210, segundo Paganelli. “Tivemos que reforçar a segurança com cercas elétricas, chapas de ferro e muros com mais de dois metros de altura para evitar as fugas”, relatou.

“E para evitar as tentativas de entrada de drogas e objetos que facilitem a fuga, aqui os visitantes só podem entrar de chinelo ou descalço. Com isso, pelo menos nos calçados, ninguém mais entra com droga”, finalizou o carcereiro.

A jovem que tentou disfarçar maconha dentro dos ovos vazios permanece presa e vai responder por tráfico de drogas.

Pães estavam 'recheados' com maconha. (Foto: Divulgação Polícia Civil)Pães estavam ‘recheados’ com maconha. (Foto: Divulgação Polícia Civil)

Ricardo Noblat fala sobre “aquele” zinho que mordia no Paraná. E agora tenta morder em Brasília.

Foto: Albari Rosa / Gazeta do Povo

 O senador Roberto Requião (PMDB-PR) escreveu no twitter que daria uma boa discussão seu gesto de arrancar das mãos de um jornalista o gravador onde estavam registradas algumas perguntas que ele lhe fizera.

Em dado momento da entrevista, o jornalista quis saber se Requião não seria capaz de abrir mão da aposentadoria mensal de R$ 24.117,00 que recebe como ex-governador do Paraná.

O atual governador Beto Richa (PSDB-PR) havia revogado o decreto que garantia o pagamento de aposentadoria a Requião e a outros ex-governadores.

Em 2007, por 10 votos contra um, o Supremo Tribunal Federal considerou inconstitucional o dispositivo da constituição de Mato Grosso do Sul que permitia o pagamento de aposentadoria para ex-governadores.

Desde então, tramitam ali ações contra o pagamento de aposentadoria a ex-governadores de oito estados – um deles, o Paraná.

A discussão proposta por Requião no twitter é fácil de ser travada. E o resultado, certamente, não lhe será favorável.

Salvo em ditaduras, onde a imprensa não é livre, jornalista tem o direito de perguntar o que quiser – e a quem quiser. Assim como qualquer cidadão.

Se o alvo das perguntas se sentir ofendido por elas, deve procurar a Justiça e processar o seu autor. É simples assim. Não há outra forma legal de proceder. Legal e civilizada.

Por que Requião preferiu o caminho da violência? Ou não é uma violência tomar de um jornalista seu instrumento de trabalho?

Primeiro porque as perguntas, nos termos em que foram formuladas, não configuravam calúnia, injúria ou difamação. Requião não seria bem-sucedido se processasse o jornalista.

Segundo porque Requião é um político com vocação de ditador. Seu temperamento é autoritário. Há uma vasta coleção de episódios protagonizados por ele que amparam o que digo.

Requião sentu-se provocado pelo repórter porque não está acostumado a responder a perguntas que o incomodam. Como governador do Paraná, fugia delas. Ameaçava jornalistas. Perseguia a sabotava jornais.

O repórter que perdeu o gravador para Requião, devolvido depois com o cartão de memória apagado, tentou prestar queixa junto à Polícia Legislativa. Sem sucesso.

Foi orientado a levar o caso à Corregedoria do Senado, encarregada de fiscalizar o comportamento dos senadores. Ocorre que a corregedoria está vaga desde o ano passado.

José Sarney (PMDB-AP), presidente do Senado, omitiu-se como de hábito. Informado a respeito, balbuciou:

– Eu não conheço esse fato. O senador Requião é um cavalheiro. Deve ter havido um mal entendido. Ele não deve ter feito isso.

Requião fez. Não foi um mal entendido. Ele é tudo – menos um cavalheiro.

Quanto a Sarney… Bem, é apenas um cavalheiro.

Águas vivas. Muito vivas. E “queimantes”. No Paraná, as águas vivas estão fazendo a festa

Em um dia, águas-vivas queimam 185 banhistas no PR

São Paulo – O Corpo de Bombeiros do Paraná registrou apenas na última segunda-feira 185 casos de queimaduras por águas-vivas no litoral do Estado. Desde dezembro do ano passado, já foram registrados 396 casos. Os locais de maior incidência foram os balneários de Ipanema, Praia de Leste, Santa Terezinha e Shangri-lá.

Segundo os Bombeiros, na maioria dos casos a vítima apresenta sintomas leves, como vermelhidão, inchaço e ardência no local de contato. A orientação é para que o banhista saia da água imediatamente e lave a área queimada com água do mar. Nos postos de guarda-vidas, os banhistas encontrarão tubos com vinagre, que ao ser aplicado interrompe o processo de queimadura e promove alívio. Em casos de febre, vômito, inchaço no local e dificuldades respiratórias, deve-se procurar um hospital imediatamente.