ARTIGO – O amor (e o sexo) nos tempos de cólera e internet. Por Marli Gonçalves

O amor é lindo. Seria simples se as pessoas não fossem tão loucas, tivessem tantas dificuldades em se relacionar entre si. Mas, se já era complicado antes, imagine agora, em tempos de internet, redes sociais, aplicativos, celulares que gravam tudo, e dessa total exposição das intimidades

Já disse. O caso do relacionamento nas noites quentes de Paris, entre Neymar e a modelo Najia Trindade, que agora o acusa de estupro e agressão, ainda vai longe. Envolverá ainda muitas outras pessoas, como a dança de cadeiras dos advogados e assessores. Gerará muita discussão e discórdia, pano para manga, e gelo para o pé ferido do atleta, tantos aspectos envolve. O prazer e a vontade sexual da mulher, sempre na berlinda e que sempre ainda parece inadmissível mesmo em tempos modernos. O não é não, o direito de parar, seja em qualquer situação, Hora H, ou qualquer outra, desde que um dos dois (ou às vezes até mais) queira. Os novos conceitos legais e judiciais sobre o que se configura crime. Por exemplo, a divulgação das imagens íntimas, de um lado e de outro, na defesa e na acusação.

Como voyeurs, todos assistimos, diretamente dos sofás e das mesas de bar, nos deliciando com os detalhes sórdidos. Amplas audiências, buscas de furos jornalísticos, vidas escarafunchadas, especialmente, claro, a da mulher, a parte mais fraca dessa e tantas outras histórias, principalmente quando envolvem personalidades tão poderosas e conhecidas mundialmente como Neymar. Torcidas organizadas se formam e, como virou habitual no país, embates fragorosos que revelam a confusão, machismo, provincianismo e ignorância.

O assunto explodiu e já de cara a mulher foi condenada. Afinal, manifestou desejo, aceitou ganhar a passagem, “provocou” o encontro, não é rica, só podia estar querendo dar um golpe no eterno menino, que já aprontou de um tudo, mas ainda é “menino”, como se fôssemos a mãe generosa, para quem sempre o filho tem razão e será criança.  Mas, então, por que não deu o golpe logo, ela não diz que quis parar porque nenhum dos dois tinha preservativo? Nem precisava furar nenhum para tentar engravidar e esticar essa noite por toda a vida. Um argumento, no entanto, que cairia por terra se o encontro tivesse sido até em algum motel da estrada, imaginem em um hotel de luxo, onde em segundos alguém entregaria na porta muitas camisinhas em uma bandeja de prata, possivelmente com o logotipo do estabelecimento e votos de boas entradas. Não convenceu. Pelo menos a mim, que desde o início pedi calma no julgamento público dela.

O que teria acontecido? Por que ainda passam batidos os recados que o próprio Neymar divulgou? Em um deles diz já estar bêbado; em outro, completamente louco. Portanto, também não há como negar que seu comportamento possa ter sido violento ou alterado. Do tipo “paguei para ela vir dar para mim”. Até esse momento não encontrei análises sobre o comportamento digamos estranho do atleta nas últimas semanas, contando com o soco no torcedor, as festas e badalações, as seguidas contusões (fraqueza, distração?), os imbróglios inclusive com o Imposto de Renda, o pai metido em tudo, e o anterior encontro com Bolsonaro, que por incrível que possa parecer, também já se meteu na história, absolvendo, como bom machista que sempre se mostrou ser.

Será depressão? Não será o verdadeiro amor perdido? Afinal Neymar e a atriz Bruna Marquesine juravam amor eterno, falavam em casamento, planos de ter filhos há bem pouco tempo, esbanjavam e esparramavam isso para o mundo todo, depois de idas e vindas. O fim do namoro – que agora aparece mesmo ser definitivo – marca mudanças visíveis em Neymar, em seu comportamento. Vamos e venhamos que flertar com uma quase desconhecida, que estava em outro país, diante de tudo que ele conhece do bom e do melhor do outro lado do Atlântico não é a coisa mais normal do mundo. Najila deve ter mesmo se sentido o máximo. O seu nome significa “aquela que tem os olhos grandes”, “mulher cujos olhos são grandes”. Como a gente diz, o olho cresceu.

O caso será uma guerra. Inclusive de comunicação. Com espertezas de todo o lado. A contratação, para a defesa de Neymar, da criminalista Maíra Fernandes, reconhecida na causa feminista, foi gol. O inacreditável, ridículo, foi a organização a que pertencia, a Cladem (Comitê da América Latina e do Caribe para a Defesa dos Direitos da Mulher), tê-la expulsado imediatamente por causa desse seu trabalho. Neymar ainda não foi condenado, nem julgado culpado, e tem todo o direito de defesa seja de quem quiser e poder pagar.

É radicalismo em cima de radicalismo. Cada vez mais o medo se instala junto ao amor e às relações sentimentais. Violência que origina as centenas de feminicídios que ocorreram quando as mulheres procuraram romper relacionamentos, e alguns vice-versa.  É a vingança realizada na exposição pública de momentos íntimos, do amor quando ocorria em fotos, vídeos, nudes. A insegurança dos casais. O alimento do bicho indomável, o ciúme.

Não me admira que tantos e tantas estejam sozinhos, ou preferindo apenas as relações fugazes. Também não me admira a construção fictícia dessa linda e pacificada sociedade diversificada dos anúncios que proliferaram para estimular o consumo no próximo Dia dos Namorados. Lé com lé. Cré com cré. Cré com lé. Reparou?  As mais variadas combinações, felizes.

Como seria bom se fosse verdade, embora toda forma de amor valha a pena. Só que ele ainda tem grandes dificuldades de dizer seu nome quando tem tanta gente assistindo de camarote, esperando que pegue fogo, que a casa caia, que a cama despenque. E que tudo tenha sido gravado, em detalhes, na horizontal e na vertical. De preferência com som ambiente.

amor de mãe________________________________________________________________________

Marli Gonçalves, jornalista – Primeiro, a defesa das mulheres. O meu lado da história, e que reconhece bem, assim como as dificuldades que já viveu por ser uma.

marligo@uol.com.br / marli@brickmann.com.br

Brasil, nos dias de namorados

 

__________________________________________________________________________

ME ENCONTRE (se republicar, por favor, se possível, mantenha esses links):

https://www.youtube.com/c/MarliGon%C3%A7alvesjornalista

(marligoncalvesjornalista – o ç deixa o link assim)

https://www.facebook.com/BlogMarliGoncalves/

https://www.instagram.com/marligo/

#ADEHOJE – INTERNAÇÃO COMPULSÓRIA. E A FALA DA MULHER. SEI NÃO…

#ADEHOJE – INTERNAÇÃO COMPULSÓRIA. E A FALA DA MULHER. SEI NÃO…

 

SÓ UM MINUTO – Começou a valer hoje, assinado pelo próprio, decreto autorizando a internação forçada de dependentes de drogas. Do jeito que as coisas estão indo, o decreto poderá ser usado até contra ele e para internar quem ainda aprova a sua forma de governo, as decisões absolutamente pessoais que vêm tomando, as declarações estapafúrdias. Muitos de sua equipe estão no mesmo barco.

Caso Neymar – Como vocês acompanham venho pedindo calma no julgamento, especialmente quanto à mulher, já inicialmente chamada de tudo quanto é coisa. Sou mulher, primeiro as defendo. Assim como não entendo qualquer gay apoiando Bolsonaro. Tô tomando pauladas por isso. Estarei sempre o lado das mulheres. Mas, admito, depois de assistir à entrevista dela, acompanhar os novos fatos, começo a duvidar, não só dela – da Najila – em vários detalhes, mas especialmente dos dois juntos, do que de verdade teria ocorrido naquelas noites quentes de Paris. Esse imbróglio – como já disse – ainda vai dar muito pano para a manga. Já deu para o pé que, virado, tirou o jogador da Seleção. Amanhã, sexta, os dois devem aparecer nas delegacias, um no Rio; a outra, em São Paulo.

#ADEHOJE – NEYMAR PISA FEIO NA BOLA

#ADEHOJE – NEYMAR PISA FEIO NA BOLA

 

SÓ UM MINUTO – Você já deve estar sabendo que o Neymar pisou, pisou bem feio no tomate, e ainda espalhou os restos pelo chão, ao gravar um vídeo para se defender da acusação de estupro feita por uma mulher com quem teria se encontrado em Paris. No vídeo no Instagram, de cerca de sete minutos, o jogador, sim, se defendeu, mas mostrando imagens e troca de mensagens íntimas que teria tido com a mulher – não identificada porque o caso corre em segredo – para quem teria inclusive comprado as passagens para que ela fosse encontrá-lo em 15 de maio passado.

O mundo já começou acusando a mulher, que vem sendo chamada de um tudo, que parece sempre ser a culpada, não adianta. Mulher não pode ter sexualidade, e parece sempre que é obrigada a ir até o fim em qualquer caso. Obrigação de “dar”. O jogador nega que tenha havido estupro e alega que estava sendo chantageado.

Vamos esperar as investigações. Mas, claro que isso vai dar pano para manga e atrapalhar muito Neymar ( e o time) na Copa América, para a qual já está no Brasil treinando com a Seleção. A última atualização é essa: Laudo relata hematomas e estresse pós-traumático de mulher que acusa Neymar.

#ADEHOJE, #ADODIA – JOÃO, JOÃO. ATÉ VOCÊ, JOÃO DE DEUS! Animações desse final de ano

#ADEHOJE, #ADODIA – JOÃO, JOÃO. ATÉ VOCÊ, JOÃO DE DEUS! Animações desse final de ano

O horror. A clareza e firmeza das declarações das mulheres que denunciam ter sido abusadas sexualmente pelo médium João de Deus, em Abadiânia, Goiás, apresentadas pelo programa do Bial na noite desta última sexta-feira fizeram com que acordássemos hoje ainda mais sobressaltados e incrédulos. Há também um surto de tosse na turma do novo governo que ainda nem tomou posse e já está em ebulição. Coaf, Coaf, Coaf! O assessor de Flávio Bolsonaro que andou ganhando bem bem e distribuindo por aí dinheirinho, para a família dele – que ele pôs para render – e para a de Bolsonaro – Dona Michele levou 24 mil vai render muito pano para manga. E para a gente costurar um saco para enfiar na cabeça, de vergonha de tudo isso. Ah, França em chamas! Continua quente o Arco do Triunfo. Quem ganhará? Intervenção total em Roraima. Seis reféns mortos no Ceará em ação estabanada. Animado fim de ano.

#ADEHOJE, #ADODIA – NERVOS UNIVERSAIS À FLOR DA PELE

#ADEHOJE, #ADODIA – NERVOS UNIVERSAIS À FLOR DA PELE

Nervos Universais à Flor da Pele – Fiquei bem preocupada com o nível de violência de algumas ocorrências este final de semana. O ataque dos torcedores do River Plate à comitiva do Boca Juniors, que deixou os jogadores feridos e obrigou ao cancelamento da final da Libertadores…Os coletes-amarelos se atracando com a política na França, e mais um dado: aumentou em 1,4 milhão o número de consultas psiquiátricas aqui em nosso país. Não é para se preocupar? Bem, pelo menos a Espanha resolveu fazer as pazes com a Grã-Bretanha e apoiar o Brexit. Senão era capaz de dar ainda mais violência. Não deixe de ver o vídeo que fiz do encontro dos jornalistas veteranos do Jornal da Tarde. No https://youtu.be/iuZ1mMqPDto

Aqui no nosso canal. E, por favor, inscreva-se. Senão o Youtube não me nota; não nota a gente.

#ADEHOJE, #ADODIA – O MUNDO FERVE, ENQUANTO POR AQUI FICAMOS SÓ OUVINDO

#ADEHOJE, #ADODIA – O MUNDO FERVE, ENQUANTO POR AQUI FICAMOS SÓ OUVINDO

 

 

ESCAPOU DOS BLACK FRIDAYS DA VIDA? UFA. HOJE QUERO FALAR DE UMA SITUAÇÃO QUE HÁ MUITOS ANOS, DÉCADAS NA VERDADE, VIVI MUITO PARECIDA, EM PARIS. MANIFS. MANIFS POR LÁ SÃO VIOLENTAS. HOJE O PAU TÁ COMENDO ENTRE A POLÍCIA E OS COLETES AMARELOS QUE RECLAMAM DA ALTA DOS COMBUSTÍVEIS. LEMBRAM DOS CAMINHONEIROS AQUI? QUANDO ME MACHUQUEI – QUEBREI O FÊMUR DA PERNA DIREITA – – A POLÍCIA PASSOU POR CIMA DA MANIFESTAÇÃO QUE EU COBRIA – ERAM ESTUDANTES SECUNDARISTAS LUTANDO POR MELHORIAS NA EDUCAÇÃO. POR AQUI A GENTE FICA VENDO O TAL “NOVO” MINISTRO DIZER – EM DOCUMENTO – COMO SOMOS, OU MELHOR, COMO ELE ACHA QUE SOMOS. O SILÊNCIO DOS NOSSOS ESTUDANTES PREOCUPA…OS ACADÊMICOS ATÉ QUE ESTÃO SE LEVANTANDO AQUI E ALI…

Silvio Santos vai virar filme. Compraram os direitos

PARIS ADQUIRE DIREITO DA BIOGRAFIA DE SILVIO SANTOS PARA O CINEMA

A incrível história do camelô que se tornou o maior comunicador do Brasil e hoje tem uma fortuna de R$ 2,5 bilhões vai, finalmente, virar filme. Márcio Fraccaroli e Sandi Adamiu, da produtora Paris Entretenimento, assinaram, nesta semana, a compra dos direitos autorais do livro Silvio Santos: A Biografia, de Marcia Batista e Anna Medeiros. A produção vai começar em junho, com a escolha de diretor, roteirista e elenco, e a ideia é filmar no início de 2019.

A cinebiografia de Senor Abravanel vai revelar a vida e a personalidade do “Patrão” de um ponto de vista inédito. É que, para escrever o livro, as autoras partiram de entrevistas com famosos e anônimos que convivem ou conviveram diariamente com ele, de apresentadores de TV a seguranças. A discreta vida em família também tem destaque na trama, assim como momentos traumáticos, como o dia em que o Brasil parou por causa do sequestro de sua filha, Patricia Abravanel.

Silvio Santos só teve acesso ao livro quando estava pronto e, logo que terminou de ler, ligou pessoalmente para Marcia Batista e elogiou o trabalho, dizendo: “Acho que o grande diferencial sobre esse livro é ter esses depoimentos, que é uma coisa que nunca ninguém fez. Está muito bom!” O apresentador chegou inclusive a divulgar o livro no próprio SBT. Patricia Abravanel também deu sua opinião nas redes sociais dizendo que estava “amando” a leitura.

Produtora de filmes como ‘D.P.A. – Detetives do Prédio Azul’, ‘Carrossel 1 e 2’, ‘Meus 15 Anos’ e ‘Um Namorado Para Minha Mulher’, entre outros sucessos, a Paris Entretenimento é hoje a que que mais realiza longas nacionais para o cinema. Entre 2016 e 2017 foram dez títulos exibidos em circuito comercial e, para 2018, Marcio Fraccaroli projeta um crescimento de pelo menos 100% em número de produções. Além de Silvio Santos, a Paris já tem outros sete longas de ficção já em andamento: ‘O Doutrinador’, filme de super-herois rodado no início do ano e com estreia prevista para setembro; as comédias ‘Minha Irmã e Eu’, com Ingrid Guimarães e Tatá Werneck, e ‘Dois Mais Dois’; o infanto-juvenil ‘Adeus Inocência’, que junta Maísa Silva e Larissa Manoela no elenco; o infantil ‘Detetives Do Prédio Azul 2’; ‘Tudo Bem no Natal Que Vem’, previsto para as férias de fim de ano; e ‘Meu Nome É Gal’, cinebiografia da cantora Gal Costa.

MMF_0345_baixa
Sandi Adamiu, Marcia Batista e Marcio Fraccaroli assinam a compra dos direitos autorais
FONTE: PARIS  – ASSESSORIA DE IMPRENSA