#ADEHOJE, #ADODIA – JOÃO, JOÃO. ATÉ VOCÊ, JOÃO DE DEUS! Animações desse final de ano

#ADEHOJE, #ADODIA – JOÃO, JOÃO. ATÉ VOCÊ, JOÃO DE DEUS! Animações desse final de ano

O horror. A clareza e firmeza das declarações das mulheres que denunciam ter sido abusadas sexualmente pelo médium João de Deus, em Abadiânia, Goiás, apresentadas pelo programa do Bial na noite desta última sexta-feira fizeram com que acordássemos hoje ainda mais sobressaltados e incrédulos. Há também um surto de tosse na turma do novo governo que ainda nem tomou posse e já está em ebulição. Coaf, Coaf, Coaf! O assessor de Flávio Bolsonaro que andou ganhando bem bem e distribuindo por aí dinheirinho, para a família dele – que ele pôs para render – e para a de Bolsonaro – Dona Michele levou 24 mil vai render muito pano para manga. E para a gente costurar um saco para enfiar na cabeça, de vergonha de tudo isso. Ah, França em chamas! Continua quente o Arco do Triunfo. Quem ganhará? Intervenção total em Roraima. Seis reféns mortos no Ceará em ação estabanada. Animado fim de ano.

#ADEHOJE, #ADODIA – NERVOS UNIVERSAIS À FLOR DA PELE

#ADEHOJE, #ADODIA – NERVOS UNIVERSAIS À FLOR DA PELE

Nervos Universais à Flor da Pele – Fiquei bem preocupada com o nível de violência de algumas ocorrências este final de semana. O ataque dos torcedores do River Plate à comitiva do Boca Juniors, que deixou os jogadores feridos e obrigou ao cancelamento da final da Libertadores…Os coletes-amarelos se atracando com a política na França, e mais um dado: aumentou em 1,4 milhão o número de consultas psiquiátricas aqui em nosso país. Não é para se preocupar? Bem, pelo menos a Espanha resolveu fazer as pazes com a Grã-Bretanha e apoiar o Brexit. Senão era capaz de dar ainda mais violência. Não deixe de ver o vídeo que fiz do encontro dos jornalistas veteranos do Jornal da Tarde. No https://youtu.be/iuZ1mMqPDto

Aqui no nosso canal. E, por favor, inscreva-se. Senão o Youtube não me nota; não nota a gente.

#ADEHOJE, #ADODIA – O MUNDO FERVE, ENQUANTO POR AQUI FICAMOS SÓ OUVINDO

#ADEHOJE, #ADODIA – O MUNDO FERVE, ENQUANTO POR AQUI FICAMOS SÓ OUVINDO

 

 

ESCAPOU DOS BLACK FRIDAYS DA VIDA? UFA. HOJE QUERO FALAR DE UMA SITUAÇÃO QUE HÁ MUITOS ANOS, DÉCADAS NA VERDADE, VIVI MUITO PARECIDA, EM PARIS. MANIFS. MANIFS POR LÁ SÃO VIOLENTAS. HOJE O PAU TÁ COMENDO ENTRE A POLÍCIA E OS COLETES AMARELOS QUE RECLAMAM DA ALTA DOS COMBUSTÍVEIS. LEMBRAM DOS CAMINHONEIROS AQUI? QUANDO ME MACHUQUEI – QUEBREI O FÊMUR DA PERNA DIREITA – – A POLÍCIA PASSOU POR CIMA DA MANIFESTAÇÃO QUE EU COBRIA – ERAM ESTUDANTES SECUNDARISTAS LUTANDO POR MELHORIAS NA EDUCAÇÃO. POR AQUI A GENTE FICA VENDO O TAL “NOVO” MINISTRO DIZER – EM DOCUMENTO – COMO SOMOS, OU MELHOR, COMO ELE ACHA QUE SOMOS. O SILÊNCIO DOS NOSSOS ESTUDANTES PREOCUPA…OS ACADÊMICOS ATÉ QUE ESTÃO SE LEVANTANDO AQUI E ALI…

Silvio Santos vai virar filme. Compraram os direitos

PARIS ADQUIRE DIREITO DA BIOGRAFIA DE SILVIO SANTOS PARA O CINEMA

A incrível história do camelô que se tornou o maior comunicador do Brasil e hoje tem uma fortuna de R$ 2,5 bilhões vai, finalmente, virar filme. Márcio Fraccaroli e Sandi Adamiu, da produtora Paris Entretenimento, assinaram, nesta semana, a compra dos direitos autorais do livro Silvio Santos: A Biografia, de Marcia Batista e Anna Medeiros. A produção vai começar em junho, com a escolha de diretor, roteirista e elenco, e a ideia é filmar no início de 2019.

A cinebiografia de Senor Abravanel vai revelar a vida e a personalidade do “Patrão” de um ponto de vista inédito. É que, para escrever o livro, as autoras partiram de entrevistas com famosos e anônimos que convivem ou conviveram diariamente com ele, de apresentadores de TV a seguranças. A discreta vida em família também tem destaque na trama, assim como momentos traumáticos, como o dia em que o Brasil parou por causa do sequestro de sua filha, Patricia Abravanel.

Silvio Santos só teve acesso ao livro quando estava pronto e, logo que terminou de ler, ligou pessoalmente para Marcia Batista e elogiou o trabalho, dizendo: “Acho que o grande diferencial sobre esse livro é ter esses depoimentos, que é uma coisa que nunca ninguém fez. Está muito bom!” O apresentador chegou inclusive a divulgar o livro no próprio SBT. Patricia Abravanel também deu sua opinião nas redes sociais dizendo que estava “amando” a leitura.

Produtora de filmes como ‘D.P.A. – Detetives do Prédio Azul’, ‘Carrossel 1 e 2’, ‘Meus 15 Anos’ e ‘Um Namorado Para Minha Mulher’, entre outros sucessos, a Paris Entretenimento é hoje a que que mais realiza longas nacionais para o cinema. Entre 2016 e 2017 foram dez títulos exibidos em circuito comercial e, para 2018, Marcio Fraccaroli projeta um crescimento de pelo menos 100% em número de produções. Além de Silvio Santos, a Paris já tem outros sete longas de ficção já em andamento: ‘O Doutrinador’, filme de super-herois rodado no início do ano e com estreia prevista para setembro; as comédias ‘Minha Irmã e Eu’, com Ingrid Guimarães e Tatá Werneck, e ‘Dois Mais Dois’; o infanto-juvenil ‘Adeus Inocência’, que junta Maísa Silva e Larissa Manoela no elenco; o infantil ‘Detetives Do Prédio Azul 2’; ‘Tudo Bem no Natal Que Vem’, previsto para as férias de fim de ano; e ‘Meu Nome É Gal’, cinebiografia da cantora Gal Costa.

MMF_0345_baixa
Sandi Adamiu, Marcia Batista e Marcio Fraccaroli assinam a compra dos direitos autorais
FONTE: PARIS  – ASSESSORIA DE IMPRENSA

LE BRISTOL. Nossa presidente está muito bem instalada em Paris, veja. Pagamos para que ela fique bem

PELO QUE DIZEM AS DIÁRIAS NO LE BRISTOL ONDE A PRESIDENTE SE HOSPEDOU PODEM CHEGAR A 65 MIL REAIS. TALVEZ MAIS.

MAS VEJAM QUE VALE A PENA. EQUIPE ESPECIAL DE ATENDIMENTO, RESTAURANTES, BARES, MORDOMIAS, PISCINA, VISTA MAGNÍFICA,

TRÉS TRÉS CHIC

PODEMOS FICAR TRANQUILOS. DILMA ESTÁ DORMINDO BEM.

SE CUIDANDO BEM.

ENTRE. SEJA BEM VINDO. ESTE É O HOTEL QUE VOCÊ ESTÁ PAGANDO.

lbp_1920_1080_noel_facade_romeo_balancourt

FIZ UMA GALERIA PARA VOCÊ VER MELHOR, SE DELEITAR:

Este slideshow necessita de JavaScript.

ARTIGO – Planeta Barril de Pólvora. Por Marli Gonçalves

Boom-Boom-Wallpaper1As coisas parecem ter se acelerado e temo não ser só uma mera impressão minha. Nos últimos dias nosso país deu mais alguns passos em direção ao abismo, ao precipício, e a avalanche de lama com minérios é simbólica e infernalmente definitiva. Já o mundo, esse, treme todo com a incerteza do que é que exatamente combate

Eles são jovens, atléticos, bonitos, (sim, claro que depois de um bom banho), rústicos. Parecem especialmente corajosos e arrojados em suas covardias contra o mundo civilizado que consideram poder destruir. Alinham exércitos de desencantados de várias nações, encantados com promessas de além-túmulo vendidas em apuradas embalagens religiosas. Sorrateiros, trazem uma nova estética e não demorará a indústria da moda perceberá um veio de ouro naquelas barbas, na paleta de cores terrosas, nos véus negros. A mim parece que já estão entre nós, sorrateiros, passando-se por modernos. Ainda prefiro o branco e o preto, e as revoluções trazidas pelo amor livre, pelo rock e pela Paz. Mas agora parece que o sonho acabou. Mesmo. Agora.

O que foi que especialmente aconteceu nesses últimos anos para que a radicalização mudasse de cara assim? Quem é o gênio do marketing por detrás desse Estado Islâmico? Quem é o Goebbels deles? Procurem-no. Como evitar que tão habilmente usem o poder da internet que tanto facilita o incremento de suas fileiras com esses pensamentos confusos?

Depois dos atentados de Paris parece que não teremos mais sossego. Uma coisa levando a outra, traçando uma nova conjuntura de forças de guerra, poucas de paz, todas de poder. 14 anos depois das torres gêmeas virem ao chão como cena de cinema agora são outras as cenas que assistimos ao vivo pipocando em todos os continentes, inquietando países inteiros. Eles não sabem o que fazem, não têm nada a perder, e ainda acreditam que como mártires alcançarão um éden – no fundo completamente orgiástico com suas virgens e ereções eternas. Se vão continuar rezando lá nesse paraíso, só Alá saberá dizer.

Como se num caldeirão se misturassem gotas de uma receita de bomba: duas gotas de Che Guevara, com uma pitada de Fidel Castro, quatro ou cinco braços e pernas de nazistas, três barrigas de ditadores africanos, ossos de Bin Laden, uns pelos de bigode de Trotsky com cabelos de Saddam, pólvora, salpicado de pó de mico misturado com miolos de Chavez, Pinochet e Videla para dar liga. Quem pensava que era uma Besta 666 que viria não podia imaginar que se reproduziriam com tamanha rapidez.

Apavorada, assisti a um documentário que conseguiu mostrar ainda a atração de mulheres para o ninho das bestas, o que nos faz crer que já há uma procriação. Mulheres que querem casar, vindas de todos os lugares.

Não é mais fábula. Não tem magia, lâmpadas, gênios ou tapetes voadores.

Momento insano. Aqui, Minas Gerais chega ao mar em estado mineral, enquanto nos fazem de palhaços numa crise política, econômica e ética sem precedentes, com personagens sórdidos se revezando ao microfone do palanque das más notícias diante de atônitos de um lado e bem-intencionados de araque de outro.

O pavio está queimando. E ele é curto.

São Paulo, um 2015 para esquecer.boom__etc__by_pyrowman-d5hgnis

  • MARLI GONÇALVES, JORNALISTA – Não queria ver isso. Esse novo século deveria ser livre, para a frente, ser o Futuro, o que víamos na ficção, em outros planetas. Mas estes homens são da Terra, as mulheres também, e é nela que estamos.

********************************************************************

E-MAILS:
MARLI@BRICKMANN.COM.BR
MARLIGO@UOL.COM.BR

POR FAVOR, SE REPUBLICAR, NÃO ESQUEÇA A FONTE ORIGINAL E OS CONTATOS

AMIZADE? ESTOU NO FACEBOOK.
SIGA-ME: @MARLIGO

Sempre alerta, que estado é este de viver? Por Marli Gonçalves

AlertaJá ia mesmo falar sobre isso. Sobre o medo, o estado constante de alarme, de alerta, de atenção, aqueles que decretamos por nós mesmos praticamente todos os dias. A sexta-feira de terror e sangue em Paris, no entanto, mostrou que os horizontes do perigo passaram a ser ainda maiores, mais mortais e complexos. Fica difícil viver em paz com tantos inimigos, inimigos gente, inimigos insetos, inimigos fatos, inimigos governantes, inimigos destinos, inimigas ideias, inimigos dia a dia. E nossos inimigos pensamentos

Parece paranoia, mas vou liberá-la porque entendo que você aí também pode ter algum aspecto desse problema. Chama temor. Toca o telefone. O coração dispara. Campainha toca e se pensa no pior do pior. Orelha em pé. Olhos bem abertos. Atenção aos cheiros. Um grito mais forte, a sirene intermitente, muitos helicópteros no céu. Alguma coisa está acontecendo, e enquanto eu não sei o que é não sossego. É uma agonia. Vivendo na região central de São Paulo está cada dia mais difícil encontrar algumas horas de serenidade.

Imagino quem tem filhos como é que se sente – hoje entendo as nóias de meus pais, as dores de minha mãe. Essa, entre outras, de tanto se inclinar no parapeito da janela para me ver voltar para casa, criou um calo, um machucado. Baixinha, precisava se debruçar. Esse pior foi quando eu resolvi ser motoqueira aos 13 anos de idade.

Não tenho filhos. Tenho meu pai, com quase 98 anos, meu irmão, minha gata e os satélites, amigos, famílias ligadas a mim de alguma forma, gente que gosto, gente que admiro e me emociona. Gente que nem conheço pessoalmente, mas que são importantes e das quais gosto sem elas saberem. Se acontecer algo com qualquer um deles serei também atingida duramente. Engraçado é que pouco penso em mim, e não sei bem em qual momento dessa vida virei assim protetora, pensando bem.

Pois vivemos assim. Há bêbados guiando por aí. As calçadas estão cheias de buracos. Árvores podres ruindo. Tem assalto, tem tiroteio, tem polícia, tem bandido. Tem gente do mal, tem homens perversos, psicopatas atrás de vítimas. Vítimas distraídas. Tem descaso e falta de fiscalização. Tem fogo, tem água, e agora tem lama. Tem El Niño, calor escaldante, ar seco, mudanças bruscas de temperaturas. Tem falta de saúde, de educação, de solidariedade, de bom senso.

Tem a barbárie. Sob um manto religioso e dogmático jovens se vestem de bomba para matar outros jovens porque dizem que queriam um mundo por eles idealizado como perfeito, mas ao qual jamais vão pertencer nem ver porque não estarão mais aqui. Só podem mesmo achar que há vida após a morte e que não irão para o inferno. Só podem estar loucos. Pior, loucos armados.

Apelam para que todos acabemos religiosos, rezando de manhã, de tarde e de noite para que celerados como esses não estejam entre nós. Foi Paris. Mas poderia ter sido qualquer lugar desse mundo. Eu poderia estar lá. Você poderia estar lá, ou alguém de sua família. Ou alguém que você ama.

bombaÉ chocante. Viver mais um fato que pode ser divisor de águas mundiais, que alerta que ninguém está mesmo seguro, nem nas grandes capitais, nem nas pacatas cidades que viraram lama arrastadas de um Estado a outro.

Estado de observação, estado de alarme, estado de alerta, estado de emergência, estado de sítio, estado de calamidade pública, estado de Defesa.

Estados são decretados. Quando chegam, determinam nossos passos, acabam com a liberdade. Muitos aparecem para nos proteger; outros para cercear.

Há o Estado de Direito. O Estado de Exceção. O Estado de Choque.

Agora há o Estado Islâmico. Aqui, o Estado inoperante que nos deixa em estado de insolvência.

Pior, vivemos ainda o estado de inércia, de torpor diante desses tempos difíceis quando os fatos se sucedem completamente fora de qualquer controle nosso.

Não há como se distrair diante de um estado desses de coisas.

countdown-contagem-regressiva

São Paulo, Paris, Mariana, 2015

  • MARLI GONÇALVES, JORNALISTA – Vive no Estado de Alerta -“on”

********************************************************************
E-MAILS:
MARLI@BRICKMANN.COM.BR
MARLIGO@UOL.COM.BR

POR FAVOR, SE REPUBLICAR, NÃO ESQUEÇA A FONTE ORIGINAL E OS CONTATOS

AMIZADE? ESTOU NO FACEBOOK.
SIGA-ME: @MARLIGO

________________________________________