Informações sobre o dia 11, cheio de dúvidas. Estas são da Força Sindical, uma das “animadoras” do dia.

men34work3A ASSESSORIA DE IMPRENSA DA FORÇA SINDICAL ENVIA:

Dia Nacional de luta pela Pauta Trabalhista e contra a inflação terá atos em centenas de cidades

A Força Sindical divulgou uma agenda do Dia Nacional de Lutas com Greves e Manifestações. O ato da Força Sindical, juntamente com as demais centrais sindicais e movimento sociais, deverá acontecer em todos os Estados e em centenas de cidades do País.

Categorias como metalúrgicos, químicos, construção civil, construção pesada, costureiras, transporte, alimentação, borracheiros, telefônicos, servidores públicos, gráficos, comerciários, entre outros irão cruzar os braços no dia 11.

As manifestações visam chamar a atenção da sociedade sobre a Pauta Trabalhista, que inclui o fim do fator previdenciário, redução da jornada de trabalho, reajuste para os aposentados, mudanças na equipe econômica e mais investimentos para a saúde e educação.

O presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força, ressalta que o dia também será de luta por mudanças na equipe econômica e contra a inflação. “Há um desconforto entre as famílias dos trabalhadores, que estão sentindo que a corrosão dos salários pela inflação ganha cada vez mais força. E, como sabemos, a inflação corrói o poder de compra e penaliza as pessoas de menor renda. É importante mostrar o descontentamento dos trabalhadores com a equivocada equipe econômica que está permitindo a volta da inflação”, disse o sindicalista.

“Vamos também cobrar redução dos juros e mudanças na equipe econômica”, alerta Paulinho da Força. Assim como os portuários, trabalhadores de diversas obras do PAC também irão cruzar os braços na quinta-feira.

Veja o que já está programado em cada Estado e no Distrito Federal

São Paulo

Capital: Em São Paulo haverá uma grande ato às 12 horas na avenida Paulista, com concentração no Masp. Na parte da manhã, os trabalhadores irão fechar a Marginal Tietê, Avenida do Estado, a Jacu-pêssego e a Radial Leste, e as rodovias Anchieta, Anhanguera, Bandeirantes, Castelo Branco, Raposo Tavares, Fernão Dias, Dutra e Mogi-Bertioga.

Grande São Paulo: Atos em Guarulhos, Osasco, Santo André e São Caetano.

Interior: Manifestações e greves em cidades como Barretos, Marília, Campinas, Piracicaba, Ribeirão Preto, Franca, Santos, Sorocaba, São José dos Campos, Lorena, Araçatuba. O Porto de Santos não irá funcionar. Outras cidades também terão atos.

worker11Distrito Federal

Brasília: Concentração a partir das 9 horas na Catedral de Brasília em seguida haverá uma passeata até o Congresso Nacional.

Rio de Janeiro

Rio de Janeiro: Concentração na Cinelândia, centro, a partir das 15h. Já confirmaram presença: metroviários, bancários, estivadores, químicos, metalúrgicos e professores.

Volta Redonda e Resende: a rodovia Presidente Dutra deve ser interditada na parte da manhã.

Minas Gerais

Belo Horizonte: A partir das 8 horas haverá uma concentração na Praça 7, centro da cidade.

Ipatinga: Trabalhadores irão fechar a BR 381 a partir das 6 horas

Espírito Santo

Vitória: Concentração às 7 horas na Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), em seguida acontece uma passeata.

Rio Grande do Sul

Porto Alegre: Serão quatro caminhadas que devem partir de diferentes pontos de concentração em Porto Alegre, a partir das 8 hora na Avenida Farrapos, Terminal Cairú,  Terminal Princesa Isabel , Avenida João Pessoa,  Rodoviária Municipal e  Viaduto Obirici.  Juntamente de demais categorias de trabalhadores, os rodoviários da Capital e da Região Metropolitana vão aderir à manifestação por mais direitos e por melhorias no serviço de transporte público. Portanto, no dia 11 de julho não haverá ônibus em circulação. Haverá concentração de trabalhadores em frente à prefeitura às 16h.

Santa Catarina


Florianópolis: Concentração às 13:00 horas na Praça Tancredo Neves, seguindo em passeata pelo centro da Cidade.

Criciúma: Concentração às 12:30 horas no trevo da Br 101 em Criciúma, seguinte em passeata rumo a ponte de Laguna.

Itajaí: Concentração às 13 horas no Posto Santa Rosa (BR 101) trevo do Bairro Cordeiros. Paralisação da BR 101 por volta das 15:00 horas (1 hora de paralisação).

Chapecó: Concentração em 4 pontos a partir das 13horas (1º Av. Atilio Fontana, em frente a Sadia – 2º Rótulo do acesso a BR 282 com o acesso a Leopoldo Sander – 3º frente ao Hospital Regional do Oeste e 4º Bairro Palmital), todos seguindo em passeata para a Praça Coronel Bertaso onde ocorre um grande ato com início previsto para às 17 horas.

Paraná


Curitiba: A partir das 8 horas a BR 277 e a BR 376, na região de Curitiba, terão manifestações. No período da tarde, às 16 horas, haverá concentração na Praça Rui Barbosa, no centro da capital.

Bahia

Salvador terá paralisação e concentração no Campo Grande, no centro da cidade, às 11 horas. Trabalhadores pretendem entregar pauta trabalhista para o prefeito e ao governador.

Interior: manifestações em Alagoinhas, Brumado, Caetité, Jequié, Ilhéus, Camaçari, Nazaré, São Roque e Itabuna.

Pernambuco


Recife: Haverá paralisação das obras do PAC na região. Cerca de 55 mil trabalhadores na região de Suape e Ipojuca que irão cruzar os braços e vão parar a BR 40.

Ceará

Fortaleza: Diversas categorias se concentrarão às 9 horas na Praça do Ferreira e seguem em passeata pelas ruas da cidade. Categorias confirmadas: construção civil, construção pesada, polícia civil e polícia federal.

Rio Grande do Norte

Natal:  Concentração de trabalhadores da construção civil na Beira Mar e depois fecharão a ponte Newton Navarro (Ponte de Todos).

Sergipe

Aracaju: Ato às 14 horas na Praça Tobias Barreto.

Alagoas

Maceió: Concentração na Praça Centenário às 14 horas. Depois os trabalhadores  percorrão as ruas de Maceió, passando pela Praça dos Martírios (Palácio Museu Governo de Alagoas), Praça Deodoro (Tribunal de Justiça de Alagoas), Praça D. Pedro II (Assembleia Legislativa de Alagoas) e finalizando na Praça Centenário.

Amazonas
 

Manaus: Trabalhadores vão parar, a partir das 7 horas, o parque industrial e seguem em passeata pela capital do Estado.

Goiás

Catalão e Anapólis:  A partir das 7 horas haverá concentração em rodovias da regiões. Metalúrgicos,  trabalhadores em minérios, costureiras, em transporte, construção civil e comércio irá parar a rodovia BR 050.

Mato Grosso do Sul

Campo Grande: Ato às 9 horas na Praça do Rádio, depois passeata pelas ruas da cidade

Mato Grosso

Cuiabá: Concentração às 16 horas na Praça 8 de abril, em seguida fazem caminhada até a Praça Além Castro, onde fica a sede da Prefeitura.

Pará

Belém: concentração a partir das 8 horas em frente da Prefeitura de Belém, cidade velha. Após, ato entrega de pauta ao prefeito. Haverá também passeata até o Centro Integrado do Governo, onde também haverá entrega de pauta.