Cabralzinho, cabralzinho… Não bota a cara na rua. E vê se não sai do país.

Pezão frio

Virou rotina: o governador Cabral (PMDB-RJ) sai do país, vem tragédia: o assassinato de uma PM por traficantes no complexo do Alemão foi notícia no Washington Post. Mas ele só lê o francês Le Monde.

fonte: nota da colunaClaudio Humberto