#ADEHOJE – UM TERÇO DE BRUCUTUS NO PAÍS

#ADEHOJE – UM TERÇO DE BRUCUTUS NO PAÍS

 

Só um minuto – Depois de dias de um ataque de declarações estapafúrdias do homem que nos desgoverna, vamos começando outra semana, agora com a volta dos trabalhos nos Parlamentos e no Judiciário e nas escolas… Eles param, nós continuamos sempre. Matérias hoje mostram o óbvio, 1/3 dos brasileiros pensa igual ao presidente, dessa forma tosca, em relação ao meio ambiente, direitos humanos, tudo o que nos é tão caro. Esse um terço será sempre o que ele guardará sob a asa que esperamos não se espalhe. Ao contrário, diminua a cada dia, o que de alguma forma já estamos vendo, porque bom senso não faz mal e precisamos que o país seja melhor.

O SÉRIO DESMATAMENTO QUE PRETENDEM ENCOBRIR TRAZ NOVOS CAPÍTULOS. Agora querem por um militar no Inpe e mudar a forma de monitoramento.

Trump, depois de dois ataques em apenas um fim de semana, com dezenas de mortos e feridos, reage. Promete pena de morte! Como se quem atira estivesse preocupado com isso.

#ADEHOJE, #ADODIA – NOSSAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS…E BOLSONARINHOS MATRACAS

#ADEHOJE, #ADODIA – NOSSAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS…E BOLSONARINHOS MATRACAS

 

O Brasil está no noticiário internacional por vários motivos. Cutuquei, cutuquei e não achei nenhum bom motivo. João de Deus, porque atende a um grande número de estrangeiros. Cesare Battisti, o sumido, porque a Itália quer porque quer e até já deixou um avião paradinho para extraditá-lo. O Capilé, traficante perigoso preso no Paraguai (não, não é aquele Capilé das manifestações, que sumiu, nunca mais ouvi falar dele). Bom, tem mais: Cuba e Venezuela países “desconvidados” para a posse. Argentina chateadíssima mandará alguém, do quinto escalão, porque acha que não estamos tratando bem do maior parceiro comercial. Mais? A questão da embaixada em Jerusalém e atritos com Oriente Médio. E mais falação das matracas dos Bolsonarinhos obrigam o pai sair de casa para amenizar a situação, negar, explicar. Agora o empedernido Eduardo Bolsonaro, eleito deputado federal, junto com aquelas figuras assustadoras do PSL – Joyce, Frota, etceteras – dando a entende que o país fixará pena de morte para traficantes igual à Indonésia. Isso fora nossas decisões com relação ao clima, o namoro com Trump…Socorro, Mundo, desculpe aí, que a gente vai tentar melhorar!

 

Contra a pena de morte. Sempre contra. Assassinato não é Justiça. Veja esse caso.

Mundo

EUA executam preso em caso repleto de dúvidas

Troy Davis durante seu julgamento em 1991 – Foto:/ AP

 ( de O GLOBO e blog do Ricardo Noblat)

Num caso que comoveu os EUA, Troy Davis, condenado por matar um policial, foi executado na noite de quinta-feira, minutos após a Suprema Corte ter negado um recurso de última hora apresentado pelos seus advogados – que alegavam haver falhas no processo.

A pena de morte, que estava marcada inicialmente para 20h de ontem (horário de Brasília), chegou a ser adiada devido ao recurso, provocando comemorações de cerca de 200 manifestantes que durante todo o dia se concentraram diante de uma penitenciária de Jackson, na Geórgia.

Após quatro horas de deliberação, no entanto, a Suprema Corte anunciou que não impediria a execução por injeção letal. Ao ouvir a decisão, muitos manifestantes caíram no choro.

Há 20 anos no corredor da morte, Davis, de 42 anos, se transformou num símbolo da luta contra a pena e do pedido de tratamento legal mais justo para os negros, atraindo a atenção de pessoas como o Papa Bento XVI e o ex-presidente dos EUA Jimmy Carter.

Ele é acusado da morte de um policial que trabalhava como segurança. Mas desde sua condenação, em 1991, sete das nove testemunhas mudaram suas declarações e algumas disseram ter sido coagidas pela polícia. Uma outra, Quiana Glover, afirma que um homem cujo depoimento foi determinante para a condenação lhe confessou a autoria do crime. Tampouco há arma ou prova física que ligue Davis ao crime.

– Eu sou Troy Davis – gritava a multidão diante da penitenciária, em manifestação repetida em Paris.