Pererequinhas em ação, de novo, em obras grandes…Veja essa

Nova perereca no caminho

O governo do Estado do Rio está construindo, com apoio federal, o importantíssimo Arco Rodoviário. Embora menor, é comparável ao Rodoanel paulista. A obra ligará as proximidades do Polo Petroquímico de Itaboraí (Comperj) ao porto de Itaguaí. E mais: como a Ponte Rio-Niterói está congestionada, permitirá que caminhões do Norte e Nordeste tenham acesso a Itaguaí e ao Sul do País com mais facilidade. Para isso, no entanto, será importante que a Serra das Araras, na Via Dutra, hoje com traçado arcaico, seja modernizada. Novo impasse, porém, surge no meio do Arco Rodoviário. Pelo jeito, a construção foi iniciada sem profundo planejamento, porque o traçado, ao passar pela periferia de Niterói, avança na área de diversos estaleiros, como Equipemar, Renave, Aliança e Ultratec (UTC). Os estaleiros sugerem ao governo fluminense que faça o alargamento de pista pelo lado oposto ao mar, na parte interna da via, de modo a preservar os estaleiros. Caso as negociações não tenham êxito, estão dispostos a recorrer à Justiça, colocando nova espécie de pererecas no caminho da obra, que já foi paralisada por ação de ambientalistas para preservar o brejo onde vivem os pequenos anfíbios em extinção.

FONTE: COLUNA AZIZ AHMED – JORNAL DO COMMERCIO – RIO DE JANEIRO