Tem mais escorpiões no Congresso do que nossa vã imaginação poderia pensar. Olha esse aprisionado na garrafa. (Não dianta achar legal: ele não é seletivo; não pica infelicianos & cia

scorpioEscorpião na chapelaria

O Congresso não abriga apenas ratos de toda sorte. Explica-se: para quem não lembra, um roedor morto foi encontrado nas dependências do Senado no mês passado.

Hoje, nada de ratos: a equipe responsável pela limpeza capturou um escorpião na chapelaria, em frente à principal porta de entrada do Senado, escondido num banco da área de fumantes.

Ninguém foi picado, por sorte. O local é frequentado, principalmente, por servidores e visitantes. Tirando Vanessa Grazziotin e Cásio Cunha Lima – ambos apenas de vez em quando – parlamentares não costumam aparecer por ali.

FONTE:

Por Lauro Jardim – RADAR – VEJA ONLINE

Todo dia a gente aprende. Moça gosta de comer sabão. Tem a Síndrome de PICA

Jovem norte-americana sofre com compulsão por comer sabão

(ATENÇÃO. antes de mais nada, DE LER ESSA NOTA QUE SAIU  NO G1, fui pesquisar e checar a doença.

Achei isso:

SÍNDROME DE PICA
Esse nome estranho não teria nenhuma relação com ou com nada de pornográfico: pica é uma palavra latina derivada de pêga, um tipo de pombo que come qualquer coisa.

A síndrome de Pica faz com que a pessoa sinta um apetite compulsivo por coisas não comestíveis, como barro, pedras, tocos de cigarros, tinta, cabelo…

O problema atinge mais grávidas e crianças.)

Já em tratamento, Tempestt posou para fotógrafos para ilustrar como satisfazia seu vício
Uma garota de 19 anos sofre de uma doença rara e tem compulsão por se alimentar com sabão. Tempestt Henderson, da Flórida, nos Estados Unidos, come até cinco barras de sabão por semana, além de ingerir o mesmo material em pó. A jovem sofre de uma desordem alimentar chamada PICA, caracterizada por um apetite por substâncias não-nutritivas.

A estudante de enfermagem disse ao Daily Mail que sempre soube que comer sabão era perigoso, mas ignorou as advertências e começou a “se envenenar” diariamente.

Após seis meses sofrendo com o distúrbio, Tempestt decidiu consultar um médico. Ela foi diagnosticada com um mal raro chamado PICA. As pessoas que sofrem desta doença comem compulsivamente materiais como metal, moedas, giz, baterias e até escovas de dentes.

O nome da doença vem da palavra latina “pega”, um pássaro que tem a fama de comer qualquer coisa. Ela pode ser causada por uma deficiência em minerais, o que explica por que mulheres grávidas podem desejar comer carvão, quando precisam de ferro.

Mas no caso da jovem, médicos acreditava que essa condição foi adquirida por estresse. “As coisas ficaram muito estressantes para mim quando o meu namorado, Jason, se separou de mim e foi para a faculdade,” admitiu Tempestt.

http://saude.terra.com.br/noticias/0,,OI4936969-EI16560,00-Jovem+norteamericana+sofre+com+compulsao+por+comer+sabao.html