#ADEHOJE – IMPRENSA ATACADA. SÃO PAULO ENCHARCADA

#ADEHOJE – IMPRENSA ATACADA. SÃO PAULO ENCHARCADA

 

SÓ UM MINUTOPOR FAVOR, PEÇO SUA ATENÇÃO AÍ DO OUTRO LADO. O novo governo, de Jair Bolsonaro, tem efetivado severos ataques à imprensa, desleais, de forma a tentar desmoralizar o trabalho sério de muitos profissionais. Os ataques desferidos pelo próprio presidente em sua loucura via redes sociais e ajudado por simpatizantes e por seus filhos 01,02,03, usam notícias falsas, manipulam informações, algo horroroso ao qual a sociedade não pode fechar os olhos. A imprensa é guardiã dos interesses da sociedade.

A cidade de São Paulo e a parte do ABC amanheceram literalmente debaixo da água, e situações dramáticas estão sendo reportadas, com prejuízos ainda incalculáveis e 11 mortos até o momento, em desabamentos e afogamentos. Os meios de transporte público estão um caos. O rodízio de veículos está suspenso. Há previsão de mais chuva ainda para hoje.

ARTIGO – Mergulhe. E volte sempre à tona. Por Marli Gonçalves

 

Talvez chova, talvez faça Sol. As previsões para 2019 são, um pouco como todas as previsões, poços de esperança para a gente mergulhar. O que encontraremos só saberemos vivendo, tentando manter a cabeça fora d`água para respirar. O ruim é que quase sempre tomamos um caldo no caminho

Lembro de pequena – na época era assim, na marra, a tal educação – minha mãe me levar para perder o medo do mar. Praia de José Menino, Santos, São Paulo. Até hoje penso no medo, e o que é pior, na forma com que ela, assim agindo, conseguiu foi me dar mais medo ainda. Num instante, me deu o tal caldo, mergulhou minha cabeça, certamente contra minha vontade. Foi horrível. Aquela água salgada que engoli, mas voltando à tona e reagindo. Levei anos, muitos, para me livrar desse medo, finalmente aprender a nadar, e mesmo assim não costumo me aventurar muito para longe do solo mais seguro, a areia.

Mas fiquei esperta para a vida, as marés, as águas salgadas, os mergulhos, tantos que ao longo da vida todos nós encontramos, e de onde temos de fazer tudo para sair da melhor maneira possível, mesmo que com alguns arranhões. Há um paralelo entre esse fato e tudo o que enfrentamos ano após ano, e que acaba sendo aprendizado de sobrevivência.

SEREIA NADANDOTemos de enfrentar, ir, mergulhar, percorrer, senão como saber? “Se não fui acho que deveria ter ido”; depois pode ser tarde. A vida é imprevisível tanto quanto pode ser. Penso se não é essa angústia que aparece nessa época, de final de ano, entrada de outro.

A gente pensa se vai de roupa nova, qual cor, a cor da calcinha, faz listas de metas e decisões, e revisa o que fez exatamente da mesma forma no final do ano anterior. Se alegra com o que obteve, repete na lista atual o que faltou, acrescenta desafios. Meia noite, uma hora da manhã por aqui nesse horário de verão que muda o tempo, depois de saber que o resto do mundo já chegou no Ano Novo. Corre! Depois de poucos dias, engolidos pela realidade, algumas metas passam a ser de tempos menores, um mês, uma semana, 24 horas. Nadando para alcançar alguma margem segura.

Lá vamos nós. Será um ano de novidades, especialmente pela chegada de um novo governo com muitas pessoas diferentes das habituais, e das quais temos poucas referências, e algumas que temos são bem preocupantes para quem já tomou um caldo. Já teve a cabeça mergulhada. Resta apenas que a gente espere. Mas agora, com mais segurança, com a sabedoria de quem já viveu para ver e até pouco se surpreender com o quanto tudo ainda pode ser possível. Pro bem e pro mal. Mais: com esperança e olhos abertos. Otimismo e olhos abertos. O de sempre e olhos abertos.

Outro dia me toquei que logo entraremos nos Anos 20 deste século, quando há pouco falávamos apenas sobre a história dos Anos 20, 30 do século anterior, sobre aquelas conquistas, os comportamentos, as guerras, a arte. Como passa rápido a existência!

Vamos a ela.

Que os próximos trezentos e tantos dias sejam de Paz, boas notícias, que não percamos nunca a força de enfrentar a maré e voltar à tona. Inclusive fazendo ondas, inventando modas e nos reinventando.

ANIMERMERMAID

_____________________

Marli Gonçalves, jornalista – Um beijo em cada um, e a certeza de que estaremos juntos acompanhando o horizonte.

São Paulo, do futuro, e do passado e do presente, 19

marligo@uol.com.br / marli@brickmann.com.br

ME ENCONTRE (se republicar, por favor, mantenha esses links):
https://www.youtube.com/c/MarliGon%C3%A7alvesjornalista
(marligoncalvesjornalista – o ç deixa o link assim)
https://www.facebook.com/BlogMarliGoncalves/
https://www.instagram.com/marligo/?hl=pt-br
www.chumbogordo.com.br
https://marligo.wordpress.com

ARTIGO – Previsões: Furdunço Geral. Por Marli Gonçalves

 

Acho que eu ainda não tinha exatamente contado pra vocês que disponho de sentidos extras, quase mediúnicos, e posso antever alguns fatos e acontecimentos. Na verdade, acho que todos nós temos esse dom. Você também já está aí percebendo o furdunço, os forrobodós se armando. Nada como um fim de ano como esse de 2018 para previsões: os fatos nem esperam chegar no futuro, já estão até rolando, apressados.

 Bem que falamos. Espero que tenham registrado que, independente de posição política, que não sou de lá nem de cá, já tinha previsto que a coisa toda ia ser bem produtiva de fatos, fitas, frases lapidares, revelações, pensamentos aterradores, brigas de caçarolas. Tanto que logo comecei meu programinha #ADEHOJE, #ADODIA. Zástrás. Um minutinho só. Com um diferencial: o humor, que é preciso para assistir ao espetáculo alucinado que nos entregam. Como um velho amigo entendedor da política me disse, ao elogiar, humor, uma boa e atraente forma de análise crítica.

E como ultimamente até se você estiver falando de uma receita de bolo o povo acha que está falando mal do próximo presidente e ataca ferozmente, já adianto que as previsões atingem bastante não só a ele, essa equipe indicada, os filhos, mas também outros ex-presidentes, inclusive o atual de hoje e que virará ex nos próximos dias. Também aquele lá, preso, mas sempre bem acompanhado porque visitas não lhe faltam.

A bola de cristal já é bola para não ter essa coisa de direita/esquerda. Quando a gente olha em seu interior consegue ver um país, gigante, movimentando-se lentamente, tentando sair do lodo. E quando ele começa a fazer isso, escorrega e tem de começar tudo de novo.

A bola de cristal enrubesce. Começam a passar em seu interior as frases que ouviremos – algumas a gente até já decorou. Ex-ministro mais poderoso de um governo anterior passa dias contando fatos, conversas e acertos, esclarecedores. Qual é a frase? “É mentira, não pode provar, está falando só para sair da prisão”. A propósito, mais uma vez os advogados entrarão com algum recurso, e darão entrevista dizendo que é política a prisão desse ex-presidente, e que ele não viu nada, não sabe de nada, e que nada é dele. Que apenas tem cuecas que deixa por onde passa, como o farelo de pão da história.

A bola de cristal se enevoa.  Uma nuvem de fumaça cobre as reais intenções de um jogo que está no tabuleiro, onde as peças escolhidas e posicionadas, em grande parte, são militares, outras evangélicas. O objetivo comum, convergente para o centro, mas uns já pensam em “comer” (linguagem de jogo) os outros, ou derrubá-los no caminho.

Esportes. Os mais comuns serão queda-de-braço, capoeira com rasteira certeira, corrida miudinha, boca batendo a língua nos dentes, soco abaixo da linha do equador, arremesso de informações para a imprensa quando interessa, arremesso de pedras na imprensa quando não interessa. Veremos também a modalidade barra pesada, trapézio bajulado pendurado vocês sabem onde, assalto duplo corrupto.

Na Cultura, ah, muito stand up. Vai ter um festival para saber quem faz mais comédia. Principalmente de improviso. Será o astronauta? A pastora do Ministério dos Enjeitadinhos? O vice? O ator pornô? A deputada que se acha a lata de leite condensado do pão do presidente? O próprio? Os filhos se enroscando com os aliados no palco da vida? O ministro que está tão bem com a sua consciência que responde a uma pergunta esbravejando com outra que não tem nada a ver com as calças?  O major? O general?

Na Sala da Justiça as coisas seguirão animadas. Um prende; outro solta. Sorrindo, se odeiam lado a lado, e seguirão desafiando e contrariando as previsões mais otimistas que poderíamos tentar encontrar.

Chega, que a bola de cristal esquentou muito e parou. A carga foi pesada demais para ela. Só mandou um recado antes de ferver: espera só até o Carnaval chegar.

———————

 Marli Gonçalves, Jornalista Concentrando! Bola de cristal, sites, cartas na mesa, tevê, búzios, jornal, mapas, rádio, todo o material necessário.

2018-2019, tudo em transição, transferência, intervenção

marligo@uol.com.br / marli@brickmann.com.br

——————-

ONDE ME ENCONTRAR:

(se republicar, por favor, mantenha esses links):

https://www.youtube.com/c/MarliGon%C3%A7alvesjornalista (marligoncalvesjornalista – o ç deixa o link assim)

https://www.facebook.com/BlogMarliGoncalves/

https://www.instagram.com/marligo/?hl=pt-br

www.chumbogordo.com.br

https://marligo.wordpress.com

 

ARTIGO – Sem a menor ideia. Por Marli Gonçalves

brasil53SEM A MENOR IDEIA

Por Marli Gonçalves

Também não sei. Não sei de nada. Mesmo. Não estou escondendo jogo, creio que nem eu nem meus colegas que estão na cobertura disso tudo, sabem nada. Nem no que isso ou aquilo vai dar, se que é vai dar. Você me pergunta e a minha aflição fica ainda maior. Não é só de política e de economia que falo. Mas de tudo, pensa. Quem tem ideia do que vai acontecer aqui e acolá? Mãe Dinah, onde está você, Mãe Dinah? O que é mesmo que você falava, Zaratustra? Nostradamus, e aí? Por favor, qual é o oráculo mais perto?

Mais perdido que Adão no dia das Mães. Mais perdido que azeitona em pão doce. Mais perdido que cachorro em dia de mudança. Mais perdido que cachorro na procissão. Mais perdido que cebola em salada de frutas. Mais perdido que cego em tiroteio. Mais perdido que cão que caiu do caminhão de mudança. Mais perdido que marinheiro na Bolívia. Mais perdido que surdo em bingo. Mais perdido que Tarzan numa reunião de consórcio. Mais perdido que agulha no palheiro. Mais perdido que pitanga em pé de amora. O brasileiro. O terráqueo.CUSTO BRASIL

Mais perdida que canetas, isqueiros e outas coisinhas que somem como num passe de mágica. Mas não estou só, não é mesmo? Ando vendo gente racional, organizadinha, que sempre conseguiu pensar e controlar tudo – e agora suando frio. Onde quer que se vá, sempre nos entreolhamos. Deu bobeira e de alguma forma borbulham as questões: aonde vai parar tudo isso, o que vai acontecer, ele vai ser preso, ela vai renunciar, aquele outro vai delatar, quem vai ser o próximo, qual virá agora, quando vai ser cassado, quando vai tomar vergonha? Quem a gente pode pôr no lugar? Por que a caretice está se alastrando? O calor será maior? E o frio? Vai chover, vai secar? Quem tem razão? Quem vai sobrar para contar a história? Quem vai conduzir o bonde? Quem vai ganhar lá? Quem vai ganhar aqui?

brasilParecemos todos aqueles adolescentes divididos entre indolentes, querendo que o mundo se acabe em melado, e os que querem ansiosamente participar, agir, experimentar, perder a virgindade, mas que também não sabem o que vão ser quando crescerem. Andamos brigando uns com os outros como crianças mimadas, por coisas e pessoas que não valem a pena. Batendo pé e fazendo birra pelo que – não tem jeito – não sei como, mas precisa mudar, vai mudar, porque chegou a um limite insuportável, ao momento do impasse. Alguma coisa precisa rolar, a gente precisa continuar, e para isso o futuro tem de se adiantar.

Daí você pergunta: o que vai acontecer? Não tenho a mais remota ideia, se tem mais gente que vai com uma cor, como temos amigos que ainda não entenderam ainda, terá sido lavagem cerebral? Se vão para as ruas, se tem alguém que ainda vá se ruborizar marchando no exército homogêneo das utopias que falam em igualdade social, acabar com os miserês, mas no qual os generais têm pés de lama, mãos de batedores de carteiras e um gogó que começa a nos fazer rir para não chorar.

Não sabemos o nome, ainda, desse momento que desenhamos para a história mais uma vez: se revolta, se revolução, se agitação. Que não seja golpe, que golpe é sempre coisa muito ruim, que sobra muita gente para fora. Que não seja por conspiração, que a luz é sempre mais bem-vinda para desinfetar.

Que seja tranquilo, que possamos nos orgulhar, que não nos faça passar ainda mais vergonha, que seja eficiente, que inclua nossa beleza e diversidade, que haja Justiça e ponderação. Que abra nossos caminhos com imagens bonitas que ilustrem os próximos livros da história contemporânea, e que estes fiquem na estante, no futuro, ao lado de biografias que ainda estão sendo construídas, de estadistas que estão sendo gestados, chocados em algum ninho.Se liga, Brasil!

Mas que não venham de ovos de serpente.

SP, março de 2016; aliás, 13 de março em diante

Marli Gonçalves, jornalista Você me pergunta o que estou achando. Não estou achando nada, só perdendo, e isso precisa parar. Não tá tranquilo. Não tá favorável.

********************************************************************

E-MAILS:
MARLI@BRICKMANN.COM.BR
MARLIGO@UOL.COM.BR
POR FAVOR, SE REPUBLICAR, NÃO ESQUEÇA A FONTE ORIGINAL E OS CONTATOS
AMIZADE? ESTOU NO FACEBOOK.
SIGA-ME: @MARLIGO

Previsão: Cesar Maia deu uma boa viajada hoje, pensando o futuro, Lula, Dilma, o porvir e o …

Gifs%20Animados%20Relojes%20(3)“GRAMPO NO INSTITUTO LULA”? TÁTICA E ESTRATÉGIA!
(FONTE: DO BOLETIM DE CESAR MAIA, EX-BLOG DO CESAR MAIA)
1. Lula e seu entorno perderam completamente qualquer expectativa em relação a Dilma e seu governo. E acham mais: sua continuidade será um abraço de afogado em Lula e no PT. Melhor seria ela sair logo. A possibilidade de um impeachment, com todo o ritual desgastante de autorização pela Câmara de Deputados para julgamento pelo Senado, seria descarnar Dilma e o PT e inviabilizar qualquer projeção de Lula para 2018.

2. Nixon –nesta etapa, ou seja, na autorização para julgamento- preferiu renunciar. Collor da mesma maneira. O impeachment suprime direitos de Dilma de ser ex-presidente (proventos, assessoria…). Ficaria desprotegida para sua “aposentadoria”.

3. Num quadro como este, o melhor para Lula, para o PT e para Dilma seria ela sair sem perder seus direitos. Desta forma, há um único caminho: a licença médica sem prazo definido para tratamento, seja por razões físicas, seja por razões psíquicas. Lula estaria não só de acordo com este caminho, mas entusiasmado com esta hipótese: a companheira estaria financeiramente protegida.

4. O entusiasmo é maior pelas novas perspectivas que seriam criadas para Lula e para o PT. Com Dilma em licença e com assistência médica, Michel Temer, seu vice, assume a presidência. Na construção de cenários por Lula e seu entorno, Temer iria construir um governo de união nacional com a base aliada e a oposição. Mas o PT –alegando incomodidade política- não participaria.

5. Em seguida, colocaria em campo sua banda de música de defesa das conquistas sociais e, portanto, de oposição às medidas que estariam sendo adotadas. E em cima do trio elétrico reapareceria Lula –em defesa dos fracos e oprimidos que estariam perdendo direitos conquistados em seu governo- e assumindo, na “tragédia”, um papel que cumpriram tão bem –ele, o PT e a CUT- por anos: oposição a tudo que se está fazendo.

6. Esse novo cenário, em pouco tempo, colocaria Lula liderando a comissão de frente da sucessão em 2018. Contariam com o que chamam de memória tênue da população. Em menos de dois anos, o governo seria o PMDB, o PSDB, e aliados. Seria como se o PT tivesse sido derrotado e assumido um novo governo defendendo o interesse das elites econômicas.

7. E em junho de 2018, uma grande mobilização no lugar mais favorável para a concentração popular exigiria que Lula assumisse a candidatura a presidente. Lula, emocionado, tomaria uma criança nos braços, derreter-se-ia em lágrimas e diria, vestindo a fantasia de salvador da Pátria: Como é para o bem de todos e felicidade geral da nação, diga ao Povo que…, aceito a honrosa missão.

8. E encerrando a reunião: Quanto mais cedo melhor!

ARTIGO – Lufa-lufa, corre-corre, olé! E que venha 2013! Por Marli Gonçalves

animated-gif-happy-new-year_9Desde 1987 não acontecia de um ano ter quatro números diferentes, não repetidos. A Serpente de Água regerá 2013, pelo horóscopo chinês. O planeta é Saturno, o senhor dos anéis. Orixá regente? Há controvérsias, mas tendem a ser reconhecidos entre alguns dos mais velhos e sábios, Xangô, Obaluayê, Nanã. E o que tudo isso tem a ver com você? Sei lá!

Não vai ser bissexto. Então, prepare-se para comemorar 364 desaniversários. O seu aniversário será o de menos no agitado ano que se prenuncia ali na linha do horizonte. Mas resolvi parar, colocar um turbante, me concentrar, fortemente, para dizer algumas coisas que prevejo como certas. Claro, além de todas as boas coisas que já estou vendo que acontecerão em sua vida.

Para começar, você vai ouvir muito falar de água, de quinua e de Matemática. Um monte de artigos, reportagens, festejos, medidas (se forem no Brasil, serão provisórias, como tudo o que parece que instalam nesse país) serão publicadas e anunciadas aos quatro cantos do planeta. A ONU pode não mandar muito para acabar com as guerras mas, para estabelecer datas, estou para ver instituição melhor do que ela. 2013 será o Ano Internacional para a Cooperação pela Água, com tudo o que isso quiser dizer, e resumindo: tamos secos e mal pagos!

Pela FAO, Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, decidiram finalmente prestigiar a quinua – alguém precisava fazer isso. Sabia que a quinua é um alimento completo, com tudo que é essencial, aminoácidos, microminerais e vitaminas, além de não conter glúten? E que a bichinha floresce e se multiplica, mesmo em situações adversas, como em solos pobres, na seca e em diferentes alturas? Pois, então, viva a Quinua! Palminhas para a quinua!Três hurras! Alimentação é coisa séria¸ e toda redenção é positiva.NYbaby

Aí, a Unesco, que não gosta de ficar atrás, instituiu 2013 como Ano Internacional da Matemática no Planeta Terra. Tomara que aprendam logo a calcular com quantos paus se faz uma canoa, com quantos políticos se faz um Congresso sério, qual a probabilidade de esse país dar certo, com tanta gente metendo a mão.

Peraí, que agora estou vendo que vamos receber aqui no Brasil muita gente de fora. Prevejo que muitos novos casamentos advirão disso porque quem há de resistir ao povo brasileiro, à brasileira? Será que esses estrangeiros entenderão que não temos culpa por eles sempre terem uns perrengues por aqui, porque a gente ainda não se acostumou à globalização?

Vamos ter muita bola rolando (além das jogadas na corrupção desenfreada) na Copa das Confederações, pelo que entendi um “esquenta” da Copa do outro ano lá, daqui a pouco já na ponta do nosso nariz, que o tempo está cada vez mais rápido, o tal lufa-lufa. Coração na mão, para o time não fazer vergonha, no mínimo.

Por falar em coração na mão, mão no coração, vamos ver e ouvir exemplos de fé e hordas de orações – que clamem por nós – vindas da juventude, que se reunirá aqui na Jornada Mundial da Juventude, com Papa e tudo. Isso quer dizer que haverá forçadas e forçosas pressões de todos os lados debatendo feio por temas que nos são tão caros que deveriam ficar a salvo das religiões: o amor entre pessoas do mesmo sexo, o sexo para o prazer, o direito ou não de procriar e decidir sobre seu próprio corpo, e a liberação, apoio, incentivo e empurrão para o avanço das pesquisas livres sobre células-tronco.

Quem sabe a gente não consiga? E se você pensou que esse sonho é tão alto que, se fosse realizado, o mundo acabaria, saiba que há novas datas, problemas, previsões que podem contribuir para tal evento. Pensou que tinha se livrado, depois do chabu dos maias?

Em maio de 2013 pode haver uma tempestade solar devastadora, que pode deixar você mal, sem internet, sem luz, sem – imagine! – Facebook, Twitter, Google, fofocas sobre celebridades e games. O fim do mundo, hein?

Mas também tem uma: você só chegará lá se não houver um tal arrebatamento e chegada do Senhor Jesus, como vi que prognostica uma seita religiosa.

baby01Ou, ainda, pior, se tiver sobrevivido ao “tranco” que a Terra pode dar, meio que brecando, já que também tem maluco dizendo que as rotações da Terra estão diminuindo, mais lentas, e que ela pode parar de girar.

Esses zinhos também dizem que os dias já estariam maiores, com mais de 38 horas de duração, na verdade. Isso porque eles não estão na nossa pele! De qualquer forma, cumpre-me informá-lo de que esses caras também previram (em 2011) que a tal rotação vai parar totalmente em 16 de janeiro de 2013, o que segundo eles resultará em um dia permanente de um lado do globo e noite permanente sobre o outro.

Como eu ia dizendo, se o mundo brecar mesmo, acho que quem vai achar umas brecadas somos nós. Nem preciso prever. Use marrom.

São Paulo, momento Nostradamus, 2012-2013Marli Gonçalves é jornalista– Seja o que for, temos de viver para ver. ( …)”Para ganhar um Ano Novo / que mereça este nome, /você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo novo, /eu sei que não é fácil, /mas tente, experimente, consciente. /É dentro de você que o Ano Novo /cochila e espera desde sempre” (Carlos Drummond da Andrade)

 

magi-kings02-source_c1l

Achei essa, do Chico Buarque. Clique aqui

************************************************************
E-mails:
marli@brickmann.com.br
marligo@uol.com.br
ATENÇÃO: Por favor, ao reproduzir esse texto, não deixe de citar os e-mails de contato, e os sites onde são publicados originalmente http://www.brickmann.com.br e no https://marligo.wordpress.com

Achei mais umas coisinhas sobre o Dragão de Água e o que ele faz com os outros bichos. Você é o quê, no chinês?

2012 Ano do Dragão de Água

 :: Teresa Kam Teng ::

O ano de 2012 será regido pelo Dragão do elemento água. Seu início será no dia 23 de janeiro de 2012 e seu término se dará no dia 09 de fevereiro de 2013. Na astrologia chinesa, o Dragão é um signo poderoso que representa a vitalidade, o entusiasmo, o orgulho, a extravagância e os ideais elevados.

O ano do Dragão de Água traz a todos uma dose de energia extra que possibilita as grandes realizações. Será um bom ano para colocar em prática os projetos há muito acalentados, mas para alcançar o sucesso será necessário focar as metas e seguir um bom planejamento. As normas e as leis estarão mais rigorosas e deverão ser respeitadas. Este ano favorece as mudanças, o movimento, as viagens e a liderança.

A busca pelo autoconhecimento, a família, os estudos e o romantismo serão valorizados. Este será um ano para agirmos com coragem, bom senso, criatividade e determinação. No aspecto negativo, a diplomacia e a conciliação poderão ser colocadas em segundo plano e os desentendimentos virão por conta da arrogância, intolerância e o excesso de autoritarismo.

PREVISÕES PARA OS SIGNOS

Rato: O ano do Dragão costuma ser muito bom para os nativos de Rato. Os negócios, os empreendimentos e as viagens estarão favorecidos. Este ano possibilita o alcance de objetivos e o desenvolvimento na vida profissional e pessoal. O Rato deverá prestar atenção nos detalhes, evitar os excessos e não correr riscos desnecessários.
No plano afetivo, este ano promete trazer conquistas e novas paixões. Na saúde, cuide da alimentação, faça exercícios físicos.

Boi: Um ano auspicioso para os nativos de Boi que estarão mais entusiasmados e determinados. Este ano favorece as viagens, o início de novas atividades e projetos. Alguns contratempos e mudança de planos desafiarão a sua criatividade e versatilidade. Lembre-se de equilibrar a vida afetiva com a vida profissional, dedique um tempo maior ao amor e fortaleça o seu relacionamento afetivo. Na saúde, cuide do sistema circulatório.

Tigre: Para alcançar o sucesso neste ano, o Tigre deverá cultivar o bom senso, o humanitarismo e a comunicação positiva. Este ano favorece o reconhecimento de suas qualidades positivas, principalmente se estiver em cargos de liderança ou de poder. Os desentendimentos e conflitos serão conseqüências dos excessos e da impulsividade. No amor, haverá bons momentos, mas as conquistas serão passageiras. Na saúde, atenção aos olhos e cuide da sua pele.

Coelho: Um ano estimulante para os nativos de Coelhos. As sementes plantadas nos anos anteriores irão frutificar trazendo progressos no âmbito profissional. Os estudos e as viagens estarão favorecidos. No amor, cultive a afetividade: demonstre os seus sentimentos, desenvolva a autoconfiança e supere a timidez. Deixe a ansiedade e o imediatismo de lado. Na saúde, faça exercícios de relaxamento e meditação.

Dragão: Um ano muito auspicioso para os nativos de Dragão que deverão manter-se centrados para aproveitar as boas oportunidades e não dispersar as suas energias. Este será um ano de destaque, reconhecimento e de muitos progressos. Nos relacionamentos afetivos, o carismático Dragão estará atraindo novos amores, mas ele estará em busca de estabilidade e tranqüilidade. Na saúde, recarregue as suas energias fazendo exercícios junto à natureza.

Serpente: Um ano moderado com alguns imprevistos para a Serpente que deverá cultivar a reflexão e a flexibilidade. Este será um bom ano para se organizar, reestruturar e corrigir os erros do passado. Os estudos e o planejamento estarão favorecidos. Atenção às finanças e evite os gastos excessivos. No amor, o período será de novas conquistas e muita paixão. Na saúde, cuide do sistema digestório, evite os excessos na alimentação.

Cavalo: Um ano moderado para o Cavalo que deverá desenvolver os seus recursos interiores e cultivar uma fé positiva. Este será um ano de alguns contratempos e de preocupações, mas o Cavalo poderá contar com o apoio dos amigos e, no fim, tudo será resolvido no seu devido tempo. No amor, o período favorece o romantismo, a atração e os encontros afetivos. Na saúde, controle a ansiedade com exercícios respiratórios.

Cabra: Um bom ano para o nativo de Cabra buscar a sua verdade e semear as sementes daquilo que deseja colher no futuro. O ano favorece a ação e a iniciativa com planejamento e bom senso. Evite a ansiedade e a impulsividade. Seja prudente ao lidar com as finanças. No amor, o período será de reencontros, novas amizades e harmonia nos relacionamentos. Na saúde, mantenha a boa energia com exercícios físicos e bons pensamentos.

Macaco: Um ano positivo para o Macaco que verá os esforços dos últimos anos recompensados. O Macaco poderá iniciar uma nova atividade, mas deverá ficar atento aos detalhes e cuidar pessoalmente daquilo que é importante para ele. Com diplomacia e moderação, os seus objetivos serão alcançados. A vida afetiva será feliz e os novos relacionamentos virão através de viagens ou encontros sociais. Na saúde cuide da alimentação e evite o sedentarismo.

Galo: Um ano movimentado e muito positivo para os nativos de Galo. O desenvolvimento será crescente e gradual e o Galo poderá obter reconhecimento e destaque em sua profissão, principalmente se estiver em posição de liderança.
No amor, mantenha a receptividade o período será de harmonia e felicidade. Deverá prestar mais atenção em si, nas emoções, nos pensamentos e cuidar da sua saúde física, mental e espiritual. Faça exercícios de alongamento e meditação.

Cão: Um ano moderado e desafiante para aos nativos de Cão onde nem tudo sairá como ele deseja. O período favorece o investimento nos estudos e no aprimoramento profissional. Deverá cultivar a paciência e o comedimento e ser claro ao comunicar-se para evitar as confusões. Cuide das finanças e de seus pertences pessoais. No amor, as aventuras e as conquistas serão passageiras. Na saúde, faça exercícios respiratórios e de meditação, recarregue as energias junto à natureza.

Porco: Um ano movimentado para o nativo de Porco que deverá priorizar as suas atividades e estabelecer os limites para não dispersar as suas energias. A família e os amigos solicitarão a sua atenção. Seja prudente ao lidar com as finanças e controle os seus gastos. No amor, deixe a teimosia de lado, busque a harmonia através do diálogo, da leveza e o bom humor. Na saúde, faça uma alimentação mais natural e equilibrada e atenção ao sistema circulatório.

FONTE: Ig