Bolsonaro tem saudades e boas lembranças. Veja como em uma pequena nota de jornal a gente descobre “tanto” sobre certos personagens

(nota da Coluna Monica Bergamo de hoje, na Folha de S. Paulo)

MEMÓRIA

Em entrevista à revista “Playboy”, o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) relata em detalhes o diálogo que teve com seu médico, José Carlos, quando fez exame de próstata pela primeira vez. “Não senti nada. Quer dizer, senti aquele dedo entrando e vi que ele tinha umas unhas grandes. “Pô, Zé! Que unhão, hein?”. E ele falou: “Ah, o rabo não é o meu! É que eu toco cavaquinho”, relembra o parlamentar. “Pelo fato de ser militar da reserva, nós somos, confesso, machistas.”