ARTIGO – Buraco Brasil. Por Marli Gonçalves

buracoEu bem poderia escrever, sei lá, sobre rock n`roll. Ou sobre a possibilidade de enfrentarmos um grande e grave racionamento de água e energia. Ou sobre os constantes atentados na Europa ou mesmo sobre a bomba maldita voando sobre o Japão. Mas não dá. Sinto muito. Tem mesmo de escrever sobre o buraco cheio de lama em que estamos atolados por causa dessa gente, que agora, ainda por cima, deu de querer censurar as coisas. Tem de reclamar, alertar a todos que estamos vivendo momento perigoso, sombrio.

Que pobreza! Não merecíamos isso. Um país bonito por natureza, cheio de possibilidades, ficando para trás, cada vez mais trás, lá na lanterninha.

Sabe aqueles noticiários sobre inspeções surpresa que a polícia costuma fazer nas celas das prisões em busca de celulares, armas e drogas? Reviram os colchões pelo avesso, procuram túneis de fuga. Pois foi essa a exata imagem que veio à minha cabeça quando soube que mais um – mais um, dois, três, quatro, cinco, mil… – Ministro, desta vez o multimilionário Blairo Maggi, estava com todas as casas por onde passa sendo minuciosamente revistadas.

Repara que não está sobrando um, e isso não pode ser normal. Não é normal. Não podemos considerar normal, e acabar nos acostumando, o que aparenta claramente já estar acontecendo. Tudo quanto é presidente, ex-presidente, ministro, ex-ministro, mais os lacaios todos, os asseclas… Pior: os do passado, do presente, e os de um futuro que talvez até fosse possível, se é que deu tempo de pensarmos em alguém novo e capaz.

Ou, me diga, você ainda se choca com as cabeludas verdades, mentiras, mentidos e desmentidos todo santo dia? Confessa: com cada vez mais enrolados arrolados, já centenas de nomes, de empresas, pululam delatores, se perde boa parte da história. Resta esperar o capítulo do dia, que trará? Já nem sabemos mais exatamente sobre o que eles estão falando.

O país virou uma enorme Casa de Detenção. E passo a temer (não tenho nada que o verbo também seja nome do homem) que nessa toada poderá ocorrer rebelião.

E o linguajar? São detalhes que talvez você nem preste atenção, mas por conta até da profissão a gente aqui leva em conta, pega o detalhe.
Primeiro, não parece que ninguém queira comunicar nada. Ou estão querendo falar só mesmo com a meia dúzia que poderia vir a comandar essa rebelião ainda possível? Querem falar apenas a essa classe média que anda por aí batendo cabeça em grupelhos, e que estão parindo uns monstrinhos muito dos esquisitos? Que até de censura gostam. Que se alimentam de ódio? Que não entendem nada além do mundinho besta no qual se isolam, e vêm palpitar e nos tirar o direito de decidir.

Como disse, talvez você não tenha reparado, mas, por exemplo, a última nota da presidência falava em realismo fantástico, entre outras expressões pomposas num momento tão importante para quem diz que tem como se defender. Fala logo, não enrola! E o outro, o preso dos 51 milhões, que pede liberdade porque está com medo de ser estuprado? Isso o povo entende direitinho. Fico imaginando os comentários a respeito.

Momento esquizofrênico.

Groundhog-shadow-animation

______________________
Marli Gonçalves, jornalista – Comunicar é arte que se faz, mas só com sinceridade; senão precisa falar, falar, falar, para ninguém entender nada mas ficar achando que entendeu

SP, 2017
____________________________
marligo@uol.com.br
marli@brickmann.com.br
www.brickmann.com.br
www.chumbogordo.com.br
____________________________

COMPARTILHE :CORRENDO PELA INTERNET PARA AMPLA DIVULGAÇÃO – Regras/ Conselhos que estão sendo anunciadas para a nossa grande manifestação 15 de março de 2015. Faça parte da História

Regras/ Conselhos que estão sendo difundidas por todas as lideranças da manifestação do 15/03:
>                                                                       bandeira brasileiraPAUTA GERAL
 
>

people_jobs_e0

 * Cenário político atual (Não queremos ser a nova Venezuela!)
>
> * Impunidade (Corruptos na cadeia já!)
>
> * Petrolão e BNDES (Tirem as mãos do que é nosso!)
>
> * Regulação da mídia (Abaixo o controle da mídia e das redes sociais!)
>
> * Contra o plebiscito constituinte convocado pelo PT! ( Das mãos de vocês não queremos nada!)
>
                                                                          PARA A MARCHA:
>
>brasil53 1 – Bandeiras de partidos políticos e outras organizações ligadas aos mesmos não serão permitidas. Caso apareçam, serão tomadas.
>
> 2 – Esta marcha é do povo e ninguém a utilizará para autopromoção.
>
> 3 – Viu qualquer movimento ou atitude suspeita? Utilize da melhor arma que tem para isso: seu celular. Filme tudo e entregue o arquivo para a organização do ato, a fim de que providências legais sejam tomadas.anatel no controle?
>
> 4 – Se surgir qualquer foco de violência ou vandalismo contra o patrimônio público todos deverão sentar-se até que os policiais que farão a escolta, fardados ou a paisana, capturem o meliante.
>
> brasil5 – Se houver provocações oriundas de qualquer grupo estranho ao ato apenas ignore. Eles estão desesperados pois tudo o que construíram está ruindo. Nós somos a ameaça aos seus interesses escusos. Somos o golpe de misericórdia contra o PT.
>
>Brasil42 6 – Atenção às mensagens que serão enviadas do carro de som!
>
> 7 – Não use roupas vermelhas ou pretas. Elas lembram o PT e os Black Blocs. Não compareça no evento com camisetas em alusão a partidos políticos.
>
> 8 – Verde e amarelo são as cores ideais para este dia de indignação. Pinte o rosto!
>
> 9 – Confeccione faixas, cartazes. Leve bandeiras do Brasil, use nariz de palhaço. Leve cornetas, apitos, faça barulho! Leve também balões azuis, amarelos e verdes. Vamos chamar atenção para nossa causa.flag2
>
> 10 – Durante a marcha, fique atento aos cânticos que serão puxados pela organização! Nada de coros que não são pertinentes ao ato. Lembre-se, você está nas ruas para reivindicar direitos.
>
CUSTO BRASIL> 11 – A Polícia é nossa amiga. Gente ordeira e trabalhadora não teme aqueles que nos protegem. Eles estarão presentes para garantir que tudo ocorra bem. Não trate estes bravos servidores públicos de forma hostil.
>
> 12 – Convide amigos e vizinhos. Vá com sua família ao ato! Ensine seus filhos desde pequenos que política é algo bom e deve ter à frente pessoas de bem.
>
communication-break-group-o> Ensine-os a fazer parte da história e não apenas a vê-la passar. Um povo que luta por seus direitos e participa é respeitado por seu governo.
>
> 13 – Respeite os veículos que se aproximarem da marcha. Não bata nos vidros e tampouco na lataria dos carros. Não jogue lixo no chão. Recolha papéis e outros objetos e deposite em lixeiras. Somos civilizados.
>
>Se liga, Brasil! 14 – Permaneça no roteiro da marcha. A intenção é mostrar nossa força e não travar o trânsito.
>
> 15 – Se chover, vá mesmo assim! Leve seu guarda-chuva, mas não deixe de comparecer. Não somos feitos de açúcar. Temos força e raça! Nada impedirá nossa luta pelo Brasil que queremos!
>
> 16 – Caso alguém passe mal no evento, forneça ajuda e contate a organização.
>
> 17 – Qualquer crítica/sugestão será bem recebida.
>
> 18 – Leve água para se hidratar durante o percurso. Respeite crianças e idosos.
>
> 19- Desejamos uma ótima marcha a todos!!VAMOS DAR UM SHOW!

manif
>

A conta que os bancos estão fazendo sobre os quebrados ( os bancos ) em protestos

sport (20) A conta do vandalismo

 

banco

Prejuízo milionário

Desde junho até sexta-feira passada, foram cerca de 430 agências bancárias destruídas pela ação dos vândalos. O total do prejuízo é estimado em 130 milhões de reais.

fonte: COLUNA RADAR – VEJA ONLINE – Por Lauro Jardim

mz_08_10035659100

G1: manifestantes pelados no Congresso, com Suplicy. Esse país é mesmo legal

correndo peladoManifestantes fazem protesto seminus no gramado do Congresso

Jovens pedem que parlamentares aprovem fim do voto secreto.
CCJ do Senado analisa nesta quarta projeto do voto aberto.

Do G1, em Brasília

Manifestantes protestaram seminus no gramado em frente ao Congresso Nacional nesta quarta-feira (18). Eles pedem que os parlamentares aprovem o projeto que acaba com o voto secreto no Congresso.

Jovens protestam seminus no gramado em frente Congresso Nacional pelo voto aberto  (Foto: Luciana Amaral/G1)Jovens protestam seminus no gramado em frente Congresso Nacional pelo voto aberto (Foto: Luciana Amaral/G1)

Nesta quarta a Comissão de Constituição e Justiça do Senado analisa projeto, já aprovado pela Câmara, que acaba com o voto secreto em todas as votações do Congresso. O G1 entrevistou os senadores sobre o término do voto secreto. A maioria deles disse que é favorável ao voto aberto em todas as votações, mas alguns ainda defendem o sigilo para votações de certos temas, como vetos presidenciais.

Um dos organizadores do protesto, Michael  Mohallem, disse que a intenção do grupo é chamar a atenção dos senadores para aprovarem o projeto. “A democracia não se faz com segredo, com voto secreto. Nós estamos cansados de Renans, de Jacquelines Roriz, de Donadons. É por isso que nós precisamos do voto aberto”, afirmou. Ele disse que o grupo não pretende levar o ato para dentro do Senado.

Durante o protesto, o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) se juntou aos manifestantes e chegou a caminhar de mãos dadas com eles. “Acho que o povo tem o direito de saber como é que nós, senadores e representantes do povo, votamos, então minha posição é pelo voto aberto”, comentou.

Senador Supliccy participou do protesto ao lado dos manifestantes (Foto: Luciana Amaral/G1)Senador Suplicy participou do protesto ao lado dos manifestantes (Foto: Luciana Amaral/G1)

Polícia Civil para de novo nesta terça, 17

 

judge6Polícia Civil realiza amanhã (17) nova Operação Blecaute

Delegados de Polícia e Policiais Civis do Estado realizarão nesta terça-feira (17) mais uma Operação Blecaute. O movimento suspenderá o atendimento, entre 10h e 16h, das Delegacias, Ciretrans e Seções de Trânsito de São Paulo.

Embora, o Governo do Estado tenha anunciado o envio de um Projeto de Lei à Assembleia Legislativa que prevê a concessão de aumento salarial linear de 7%, a proposta ainda está distante de atender às reivindicações dos Policiais Civis, que protestam pelo reconhecimento da carreira jurídica para os Delegados de Polícia, nível universitário para Investigadores e Escrivães e reestruturação para as demais carreiras.

 Está será a sétima Operação Blecaute, iniciativa organizada pela Adpesp (Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo) que interrompe temporariamente os atendimentos das Delegacias, Ciretrans e Seções de Trânsito de São Paulo. A ação não visa prejudicar a população já penalizada pela falta de segurança, mas debater publicamente sobre o descaso com que a Instituição vem sendo tratada pelo Governo tucano que há duas décadas segue sucateando a Polícia Civil.

 Marcha de Protesto acontece quinta-feira (19) na cidade de Santos

 A insatisfação geral dos Policiais Civis também será registrada durante a Marcha de Protesto que ocorrerá na quinta-feira (19) na cidade de Santos. O ato reunirá os representantes de todas as seccionais do Estado em passeata que partirá da Praça Mauá rumo à Câmara Municipal.

Fonte: assessoria de imprensa

AMANHÃ, 10 DE SETEMBRO: Polícia faz Operação Blecaute

002

FONTE: ASSESSORIA DE IMPRENSA ADPESP

Amanhã (10/09), nova Operação Blecaute irá interromper, entre 10h e 16h, os atendimentos das Delegacias, Ciretran’s e Seções de Trânsito do Estado 

 A Polícia Civil de São Paulo novamente irá paralisar suas atividades, entre 10h e 16h, com a sexta Operação Blecaute. O ato, organizado pela Adpesp (Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo) com o apoio do Sindpesp (Sindicato dos Delegados do Estado de São Paulo), visa protestar contra as péssimas condições de trabalho que há duas décadas vem sendo impostas pelo Governo estadual.

 Durante o período, todas as Delegacias, Ciretran’s e Seções de Trânsito do Estado permanecerão de portas abertas, mas com suas atividades suspensas. A intenção da paralisação, de acordo com a presidente da Adpesp, Dra. Marilda Pansonato Pinheiro, não é prejudicar a população, e sim esclarecer a sociedade sobre o real cenário de sucateamento que vem impedindo a Polícia Civil de prestar um atendimento de qualidade ao cidadão.

 Na semana passada, a categoria se manteve em alerta, pois havia comprometimento do Governo em anunciar uma proposta de recomposição salarial aos Policiais Civis, fato que não se cumpriu.

 A categoria cogita decretar greve caso o Governo não se pronuncie ou se a proposta anunciada for insatisfatória. Desde 20 de agosto, Delegados de Polícia de São Paulo permanecem em estado de greve, iniciativa que deverá se prolongar até que as demais entidades representativas da Polícia Civil deliberem, em assembleias próprias, pelo movimento paredista para que unidas decretem greve geral da Polícia Civil.