Leia. Espalhe. Escreva uma também. Contra o IPTU, jornalista amiga escreve duro aos vereadores de SP (email deles segue junto)

VEJA O RECADO DE MARIA ALICE MALUF AOS VEREADORES DE SP

mail_box_post_812ccAmigos, Mandei para os vereadores de SP, cujos e-mails encontram-se abaixo, minha opinião a respeito do IPTU-2014.

Pagamos impostos em nível escandinavo para recebermos serviços públicos e infra-estrutura de qualidade africana.

Vamos nos manifestar, só assim poderemos ser ouvidos !!!

Abraços e ótima semana a todos.

Maria Alice

———————————————————————————————————————-

city-on-fire_black-bg_aniAos Srs. Vereadores da Cidade de São Paulo,

 

Como paulistana, moradora desta cidade, trabalhadora incansável e fiel pagadora de altos impostos, que não retornam em benfeitorias aos cidadãos e contribuintes, peço-lhes que NÃO aprovem a proposta do Prefeito Haddad , para aumentar em cerca de 30% o IPTU , a partir de 2014.

 Copio esse e-mail para todo o meu mailing e posto esse pedido na minha página do FACEBOOK, conclamando a todos os meus amigos, virtuais, ou não, para que fiquemos atentos à votação que os senhores vereadores farão em relação ao aumento do IPTU . Independentemente do voto ser secreto, ou não, quem apoiar essa proposta da situação terá seu nome exposto para que em 2017 não seja reeleito.

 Com o tempo, senhores vereadores, o povo aprenderá a votar e esses descalabros de reeleger quem não respeita os anseios de seus eleitores, cessarão. Aguardem!

Um dia a casa cai, só sobreviverão os íntegros e comprometidos, que honrarem os votos que lhes foram confiados.

 Atenciosamente,

 Maria Alice Jorge Maluf,
cidadã sem ” síndrome de Policarpo Quaresma”

———————————————-

EMAILS DOS VEREADORES DE SP:

abouanni@uol.com.br ; adolfoquintas@camara.sp.gov.br ; agnaldotimoteovereador@camara.sp.gov.br ; vereadoralfredinho@camara.sp.gov.br ; anibaldefreitas@camara.sp.gov.br ; vereadoracr@terra.com.br ; arselino@tatto.com.br ; contato@attilarussomanno.com.br ; atiliofrancisco@camara.sp.gov.br ; aurelio.miguel@camara.sp.gov.br ; nomura@camara.sp.gov.br ; carlosapolinario@camara.sp.gov.br ; carlosneder@camara.sp.gov.br ; vereador@celsojatene.com.br ; chicomacena@camara.sp.gov.br ; claudinho@camara.sp.gov.br ; claudiofonseca@camara.sp.gov.br ; claudioprado@camara.sp.gov.br ; daltonsilvano@camara.sp.gov.br ; davidsoares@camara.sp.gov.br ; domingosdissei@camara.sp.gov.br ; donatopt@terra.com.br ; edirsales@edirsales.com.br ; vereador@eliseugabriel.com.br ; secretariafchagas@uol.com.br ; gilsonbarreto@camara.sp.gov.br ; contato@vereadorgoulart.com.br ; jamilmurad@camara.sp.gov.br ; joseamerico@camara.sp.gov.br ; vereadorzelao@camara.sp.gov.br ; policeneto@camara.sp.gov.br ; joserolim@camara.sp.gov.br ; julianacardosopt@camara.sp.gov.br ; juscelinogadelha@yahoo.com.br ; marcoaureliocunha@camara.sp.gov.br ; martacosta@camara.sp.gov.br ; drmiltonferreira@camara.sp.gov.br ; miltonleite@camara.sp.gov.br ; natalini@camara.sp.gov.br ; netinhodepaula@camara.sp.gov.br ; noeminonato@camara.sp.gov.br ; paulofrange@camara.sp.gov.br ; quitoformiga@camara.sp.gov.br ; ricardoteixeira@camara.sp.gov.br ; tripoli@camara.sp.gov.br ; sandratadeu@camara.sp.gov.br ; senival.pt@ig.com.br ; souzasantos@camara.sp.gov.br ; tiaofarias@camara.sp.gov.br ; vereador@toninhopaiva.com.br ; kamia@camara.sp.gov.br ; wadihm@camara.sp.gov.br ; italocardoso@camara.sp.gov.br

Polícia Civil para amanhã, das 10hs às 16 hs. Veja alguns motivos.

animated-traffic-cop-bobby-directing-trafficOperação Blecaute fará nova paralisação na próxima quinta-feira (29) 

Trinta dias após a primeira paralisação da Policia Civil de São Paulo, novamente, Delegados e Policiais Civis suspenderão as atividades das Delegacias de todo o Estado, na próxima quinta-feira (29), entre 10h e 16h. No mesmo dia, a partir das 14h, a cidade de Campinas será sede de mais uma manifestação pública que reunirá Delegados e Policiais Civis em nova Marcha de Protesto. 

Esta é a quinta manifestação da Operação Blecaute, iniciativa que mobilizou 98% das Delegacias do Estado em atos realizados em 29 de julho, 8, 13 e 22 de agosto. O movimento legitimado pelas duas maiores entidades representativas, a Adpesp (Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo) e o Sindpesp (Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo) decretou em 20 de agosto Estado de Greve para os Delegados de Polícia. A categoria aguarda deliberação dos demais sindicatos de Policiais Civis para a deflagração de greve geral.

As paralisações da Operação Blecaute visam alertar a população sobre o cenário de sucateamento da Polícia Civil que segue impedida de prestar um atendimento de qualidade ao cidadão. A falta de investimento resulta diretamente nos baixos índices de esclarecimentos, investigações improdutivas e nas altas taxas de impunidade, alimentando a progressão criminosa.

O caos da Segurança Pública em São Paulo chegou ao limite. A Polícia Civil registra déficit de 8 mil policiais e o número  vem aumentado gradualmente: a cada dez dias um Delegado de Polícia migra para outro estado ou parte para outra carreira jurídica em busca de melhores condições de trabalho e de reconhecimento, uma vez que São Paulo, o Estado mais rico da Federação ocupa a 26ª posição no ranking salarial entre os 27 entes federados.

002 FONTE-  Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo

Assessoria de Imprensa

E, por falar em médicos, saiba tudo sobre a grande manif/ passeata que eles preparam, para 31 de julho

 

FONTE: ASSESSORIA DE IMPRENSA

31 de Julho

Médicos na rua em defesa da saúde

7 Megapasseata contra pacote de Dilma vai tomar avenidas Brigadeiro, Paulista e Consolação

IMG-20130703-WA0001Na próxima quarta-feira, 31 de julho, médicos, estudantes e residentes do estado de São Paulo protagonizarão novo protesto contra o Programa Mais Médicos, criado pelo Governo Federal no início do mês, por meio da Medida Provisória 621. A partir das 16h, farão concentração no estacionamento da sede da Associação Paulista de Medicina (Rua Francisca Miquelina, 67 – Sé), sairão em passeata pelas Avenidas Brigadeiro Luiz Antônio, Paulista e descerão a Rua da Consolação até a sede do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo, no número 753.

 Os médicos querem a derrubada da Medida Provisória 621, que prevê a abertura de mais vagas em escolas médicas, a contratação de médicos estrangeiros sem a revalidação de diplomas e serviço civil obrigatório para estudantes de Medicina, com o acréscimo de dois anos na duração dos cursos para trabalho no Sistema Único de Saúde, entre outros temas polêmicos. Também protestam contra os dez vetos da Presidência da República à Lei 12.842/2013, que regulamenta a profissão de médico.

Nos últimos dias, médicos de todo o país tem realizado uma série de protestos contra as recentes decisões do Governo Federal, como passeatas, atos públicos, coletivas de imprensa e paralisações em diversas cidades e estados. Em São Paulo, por exemplo, houve passeatas nos dias 3 de julho, na Avenida Paulista; e em 16 de julho, com milhares de médicos protestando nas ruas do centro da capital; e um apitaço contra o ministro da Saúde Alexandre Padilha no dia 23 de julho.

 As entidades também estão entrando com ações judiciais contra a MP 621 (como fizeram a Associação Médica Brasileira em 23 de julho e o Conselho Federal de Medicina no dia 19) e têm realizado encontros com parlamentares para debater a questão.