Contei para vocês que o PV saiu do muro? Apoia o pedido de impeachment. Veja a nota

Nota à Imprensa sobre o processo de Impeachment

O processo de impeachment não é golpe; é legal e democrático, sendo o instrumento legítimo para apurar e punir quem comete crime de responsabilidade no sistema presidencialista. A Executiva do Partido Verde é a favor da abertura do processo para proceder a investigação da conduta da Presidente da República. Continuará consultando seus dirigentes e parlamentares, durante o processo, e tomará a decisão política que for melhor para o povo brasileiro, objetivando tirar o país da crise econômica e política para voltar a crescer, distribuindo renda, mantendo os avanços sociais até aqui conquistados, e cumprindo as metas climáticas em favor das pessoas e do planeta.

Brasília (DF), 15/12/2015

José Luiz França Penna
Presidente do Partido Verde – 43

Partido Verde

Que delícia o jingle do Eduardo Jorge! Se continuar igual ontem, essa pasmaceira, dá até vontade!

QUEREMOS CANDIDATOS QUE FALEM DE GENTE, DA GENTE, DO QUE NOS INTERESSA DIARIAMENTE!
ESSE AQUI É O ÚNICO QUE ESTÁ TRAZENDO OS TEMAS DE CAMPANHA MAIS SENSÍVEIS – ABORTO, DROGAS, CASAMENTO GAY, MOBILIDADE URBANA…

marihuan

PV. Se for verdade, sem comentários. Auto-ajuda para presidência?

angry-treePV no páreo

Com a desistência de Fernando Gabeira e rompido com Marina
Silva, o PV pensa em lançar candidato à Presidência o psiquiatra Augusto
Cury, de 55 anos, autor de livros de autoajuda. Ele já vendeu,
só no Brasil, 16 milhões de exemplares.

fonte: Coluna Aziz Ahmed – O POVO/RJ

SE CONTINUAR NESSA TOADA, O PV JÁ ERA. PRECISAMOS LIMPAR AS PLANTAS. OLHA ESSE BABACA, DO ACRE, TIETE DO (IN) FELICIANO

DIABINHOS DANÇANDOAs tietes do pastor

Cheio de confiança

Depois de mais um golpe em Henrique Eduardo Alves (Leia mais em: Feliciano tripudia), Marco Feliciano era só sorrisos no cafezinho do plenário da Câmara. Alguns deputados – ainda mais inexpressivos do que ele, obviamente – fizeram papel de tiete, pajeando o deputado pastor.

Henrique Afonso, do PV do Acre, parecia estar ao lado de um ídolo, e não se conteve: pediu a uma assessora para tirar uma foto dele ao lado do pastor homofóbico.

FONTE: Por Lauro Jardim – RADAR – VEJA ONLINE

BOA NOTÍCIA: Hospital Veterinário público já funciona em SP. Veja as informações oficiais do amigo e vereador Roberto Tripoli, sempre defensor dos bichicos

1º Hospital Público Veterinário conseguido por Tripoli está em funcionamento

     
 

Cães e gatos já estão sendo atendidos gratuitamente no 1º Hospital Público Veterinário do Brasil, implantado em São Paulo graças à emenda no orçamento feita pelo Vereador Roberto Tripoli (PV-SP), que também fez inúmeras gestões para que a Prefeitura concretizasse essa antiga luta do movimento de proteção animal. O equipamento localiza-se na Rua Professor Carlos Zagotis, 3, no Tatuapé (fones 2667-7795 / 2667-7804).

O hospital proporciona, sem ônus para os proprietários dos animais e também para protetores que socorrem cães e gatos abandonados e maltratados, consultas, cirurgias, medicações, curativos, exames laboratoriais – incluindo hemogramas, bioquímicos e sorologias, eletrocardiograma, ecocardiograma, ultrassom, radiografias. O equipamento conta ainda com UTI – Unidade de Terapia Intensiva.

A Prefeitura implantou o hospital a partir de convênio com a Anclivepa-SP (Associação Nacional de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais – São Paulo), responsável por equipar e gerir o equipamento. A verba inicial conseguida no orçamento municipal de 2012 pelo vereador Tripoli foi de R$ 10 milhões, mas nesse primeiro ano serão aplicados R$ 7,2 milhões no hospital (somente atendimento e procedimentos, pois os equipamentos foram comprados pela Anclivepa).

Conforme despacho da Secretaria da Saúde no Diário Oficial da Cidade de São Paulo, publicado em 28 de junho de 2012, o convenio foi autorizado nesse valor. A Anclivepa-SP contará com um repasse mensal de até R$ 600 mil. Segundo a entidade de médicos veterinários explica, os pagamentos por parte da Secretaria da Saúde serão feitos mediante comprovação dos atendimentos, dentro desse limite.

Milhares de animais serão salvos

Tripoli explica que essa luta foi árdua e a participação das ONGs foi fundamental. “A medicina veterinária avançou muito, mas infelizmente cães e gatos de famílias de baixa renda ainda morrem devido a doenças e ferimentos relativamente banais. Sem tratamento, esses males agravam-se provocando muito sofrimento e levando a óbito”, observa o vereador ambientalista.

O parlamentar lembra ainda: “com o hospital público, vamos mudar essa triste realidade e salvar milhares de cães e gatos. A maior cidade do país devia essa conquista aos animais”. Tripoli frisa que “o hospital também é uma conquista para a saúde pública, pois esses animais vivem em estreito contato com as famílias”.

Núcleo de Bem-Estar, outra vitória

O restante da verba conseguida pelo vereador no orçamento (R$ 2,8 milhões) será repassada para a conclusão de outra importante obra: o Núcleo de Bem-Estar que vem sendo construído em terreno do Centro de Controle de Zoonoses. Essa obra chegou a ficar paralisada, por problemas com a empresa ganhadora da licitação. Resolvida essa pendência, nova licitação será feita ainda este ano, e a obra finalmente poderá ser concluída, conforme já anunciou a Secretaria da Saúde.

O núcleo é parte de um novo conceito relativo ao atendimento de cães e gatos abandonados na cidade de São Paulo. O CCZ continuará cuidando de zoonoses, enquanto no núcleo os animais poderão ser tratados, recuperados e colocados para doação. A construção prevê inclusive espaço de jardins onde as pessoas interessadas em adotar poderão estreitar o contato com o animal escolhido.

(Texto e fotos: Regina Macedo / jornalista ambiental)

FONTE: +http://www.robertotripoli.com.br/site/index.php?option=com_content&view=article&id=243:1o-hospital-publico-veterinario-conseguido-por-tripoli-esta-em-funcionamento&catid=1:animais-noticias&Itemid=37

Não falta mais nada. Padre deputado, do PV, assaltado. E ele está dizendo que quiseram levar a sua ‘honra’, fazendo fotos dele com vídeos gays. Veja só.

Mas, antes, conforme conta o deputado, mandaram cestas de café da manhã…Escola Julio Lancellotti de bondades…(lembram?)

Grifei umas coisinhas…

Deputado diz que ladrão o obrigou a fazer fotos com DVD pornô gay

Padre Lobato (PV) foi assaltado na manhã desta sexta em Taubaté, SP.
Criminosos levaram R$ 9 mil, além de roupas, relógios e notebook.

O deputado estadual Padre Afonso Lobato (PV), que foi assaltado em sua casa em Taubaté, no Vale do Paraíba, interior de São Paulo, na manhã desta sexta-feira (9), diz ter sido obrigado a fazer fotos segurando vídeos pornográficos gays levados pelos criminosos.

Ao menos cinco assaltantes invadiram a casa do político armados com fuzis e revólveres. Dois ficaram do lado de fora da casa. De acordo com Lobato, eles levaram DVDs pornôs e pediram para que ele segurasse o material enquanto era fotografado. Até as 16h45 desta sexta, ninguém havia sido preso.

“Eles trouxeram alguns vídeos pornográficos homossexuais, me obrigaram a segurá-los e me fotografaram com os vídeos na mão. Eles também me agrediram com palavras de baixo calão”, afirma o deputado.

Ainda segundo o deputado, os assaltantes disseram que, se a polícia fosse chamada, o material ia ser publicado na internet e eles voltariam para matá-lo. “Mas não estou com medo, estou muito tranquilo”, diz.

O crime

O assalto aconteceu por volta das 8h na residência do deputado. Os criminosos tocaram a campainha dizendo que havia uma entrega de cesta de café da manhã. Ao abrir o portão, o padre, a empregada e a cozinheira, que estavam na casa, foram rendidos. Os criminosos invadiram o local e anunciaram o assalto. Em seguida, desativaram o sistema de monitoramento por câmeras.

“Eram assaltantes profissionais. Há mais de um mês tenho recebido cestas de café da manhã com cartões de amizade, de elogio às atividades que temos feito. Eles estavam preparando o terreno para conhecer a rotina da casa”, conta Lobato.

Segundo o deputado, os assaltantes entraram na casa pedindo R$ 1,5 milhão – quantia que ele afirma não ter. Foram levados R$ 9 mil que estava no cofre, além de roupas, relógios e o notebook da Assembleia.

“O que me intriga é que os assaltantes me monitoraram durante dias. Alguém queria me expor.” Afonso Lobato diz que não pensa em se mudar dar cidade por causa do crime. “Não podemos sucumbir. Estou confiante no trabalho da polícia.”

FONTE:http://saopaulo.gay1.com.br/2011/09/deputado-diz-que-ladrao-o-obrigou-fazer.html