#ADEHOJE, #ADODIA – BRASIL, PAÍS DE TODAS AS RAÇAS. PAZ. POR ZUMBI DOS PALMARES

#ADEHOJE, #ADODIA – BRASIL, PAÍS DE TODAS AS RAÇAS. PAZ. POR ZUMBI DOS PALMARES

A CONVERSA HOJE SÓ PODERIA SER PELO DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA, EM HOMENAGEM A ZUMBI DOS PALMARES, MORTO EM 1695. PARA LEMBRAR DESSA CONSCIÊNCIA DE QUE SOMOS TODOS NEGROS, DE TODAS AS RAÇAS E QUE PRECISAMOS CONVIVER EM PAZ NESSE BRASIL TÃO DIVERSO. DIA DE REFLETIR SOBRE QUEM SOMOS E QUEM QUEREMOS SER. CONTRA O RACISMO. PELA PAZ.

RIP EMILIO SANTIAGO. E O AMIGO RONALD ASSUMPÇÃO ESCREVE UMA EMOCIONADA DESPEDIDA

emilio_santiago“Eu sei que dói, mas a gente nunca pensa que doi tanto.

Perdi meu avô, o único que conheci, pois os outros haviam falecido quando eu nasci, e tinha neste avô o meu espelho… doeu muito. Eu era pequeno, mas lembro da dor. Vazio até hoje.

Perdi outros amigos e a dor foi  grande. Perder doi.

Perdi meu pai e foi como um soco enorme na boca do estômago. Fiquei sem ar. Doeu que nem sei quanto.

Perdi meu pai americano. Outro soco forte. A respiração me falhou de novo. Que dor eu ainda lembro.

Perdi minha mãe americana, e eu estava lá juntinho quando deu o último suspiro. A dor foi enorme, mas o estar lá fez que a dor fosse em dozes homeopáticas, mas que numa mais parou de doer. Fica aqui encubada, parece!

Hoje perdi um grande amigo. Emilio tem muitas definições… muitas, todas… de melhor cantor do Brasil… a maior voz de todo os tempo… um amigo desligado, um amigo querido, egoísta muitas vezes, muito carinhoso outras, um confidente em muitas ocasiões, um bebê que tivemos que cuidar pelos medos, um companheiro de farras, de coisas proibidas como diriam os hipócritas. Um irmão.

Ele partiu assim de repente. Um AVC, um corpo estendido no chão, dias no hospital, uma cirurgia horrorosa, uma coma induzida, muitas indefinições, uma espera, uma esperança, o medo dos amigos, uma oração. Sei mais lá o que de tantas coisas que a gente se agarra e nem sabe porque!

Ligava todos os dias, queria saber como e o que. Na verdade achava que eu ligando conseguiria segurar ele aqui, fazer que tudo não passasse de um pesadelo… Sei lá. Tantas coisas.

Os amigos grudados, todos. Lindos estes amigos. Cuidando de tudo e de todos, todo o tempo.

Que dor meu deus!

Adeus Emilio. Até dia desses. A gente se encontra como fizemos tantas e tantas vezes. Ainda vamos continuar rindo muito, juntos.

O céu em festa… e eu numa tristeza profunda. Mas descansa em paz.

Um beijo no coração. Saudades eternas”.

Ronald

Ronald Assumpção -Além de ser humano espetacular, Ronald  é um dos maiores publicitários que o país já conheceu. Hoje vive ( aliás muito bem) no México