Marte e suas surpresas: água, sal, córregos, Cadê os marcianos? Seriam os marcianos bactérias?

Nasa: Marte tem água líquida em sua superfície

A agência espacial americana afirmou nesta segunda-feira que tem as “provas mais sólidas” da existência de veios de água na forma líquida e, possivelmente, salgada no planeta. Essas seriam as condições mais propícias ao surgimento e desenvolvimento de vida

Planeta Marte

Planeta Marte(iStockphoto/Getty Images)

A Nasa anunciou nesta segunda-feira que encontrou as “provas mais sólidas” até o momento da existência de água líquida em Marte. De acordo com a agência espacial americana, imagens da sonda Mars Reconaissance Orbiter (MRO), em órbita no planeta vermelho localizaram veios de cerca de cem metros de comprimento e cinco metros de largura que, segundo a hipótese dos cientistas, abriga água corrente. Além de estar na forma líquida, a água tem grandes possibilidades de ser salgada, pois já foram encontradas marcas de sais hidratados em algumas das crateras do planeta. Água na forma líquida e salgada seriam algumas das condições mais propícias ao surgimento e desenvolvimento de vida.

De acordo com a Nasa, há “evidência espectral” de que as linhas em quatro lugares diferentes da superfície de Marte “confirmam a hipótese” que existem por conta da “atividade atual de água salobra”, segundo os pesquisadores de um estudo que será apresentado nesta semana no Congresso de Ciência Planetária Europeu, realizado em Nantes (França).

(Da redação) – FONTE – VEJA.COM

Bolsa Viagra. Olha a ideia que deram pra Dilma! Bem, o Labogen já dizia estar trazendo toneladas do tal sal. Campanha difícil ( ou divertida) será essa

FONTE: NOTA DA COLUNA RADAR – POR LAURO JARDIM, VEJA ONLINE

penisDeputado almoça com Dilma e sugere a criação do “Bolsa Viagra”

 

Vida de candidato não é fácil. Dilma Rousseff teve que se munir de paciência extra para aguentar uma conversa que se estendeu por longos quinze minutos, no almoço em sua homenagem oferecido pela bancada do PP.

Sabe-se lá por quê, o cerimonial botou Dilma Rousseff na mesma mesa do folclórico Sandes Junior. Lá pelas tantas, o deputado goiano deu para Dilma uma receita infalível para ajudá-la na reeleição – a criação de uma espécie de Bolsa Viagra. Propôs Sandes:

– A senhora deveria criar um programa de distribuição gratuita de medicamentos para disfunção erétil. Não precisa ser Viagra, que é muito caro, mas escolha um genérico.

Dilma, sem graça, devolveu:

– Mas deputado, a oposição não iria estranhar?

– Que é isso, presidenta, será um sucesso