23 DE ABRIL: É MAIS QUE DIA DE SÃO JORGE. É DIA DE OGUM. Aqui, mais informações, rezas, música.

HOJE NÃO É SÓ DIA DE SÃO JORGE .

HOJE, 23 DE ABRIL É DIA DE OGUM

WIKIPEDIA- TRECHO

Ogum (em yoruba: Ògún) é, na mitologia yoruba, o orixá ferreiro,1 senhor dos metais. O próprio Ogum forjava suas ferramentas, tanto para a caça, como para a agricultura, e para a guerra. Na África seu culto é restrito aos homens, e existiam templos em Ondo, Ekiti e Oyo. Era o filho mais velho de Oduduwa, o fundador de Ifé, identificado no jogo do merindilogun pelos odu etaogunda, odi e obeogunda, representado materialmente e imaterial pelo candomblé, através do assentamento sagrado denominado igba ogun.

Ogum é considerado o principal orixá a descer do Orun (o céu), para o Aiye (a Terra), após a criação, um dos semideuses visando uma futura vida humana. Em comemoração a tal acontecimento, um de seus vários nomes é Oriki ou Osin Imole, que significa o “primeiro orixá a vir para a Terra”.

fonte da matéria abaixo: http://vidaeestilo.terra.com.br/horoscopo/esoterico/aprenda-a-oracao-de-ogum-e-sao-jorge-para-abrir-caminhos,33587e55a7b4d310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html

DarthVaderAprenda a oração de Ogum e São Jorge para abrir caminhos

São Jorge enfrentou e venceu seus inimigos e dragões, que hoje poderiam ser nossas bestas e problemas da vida
Foto: Getty Images

Hoje, 23 de abril, é feriado no Rio de Janeiro. Cariocas e devotos do mundo inteiro comemoram o dia de São Jorge. Padroeiro de Portugal, da Inglaterra e da Catalunha, São Jorge também é protetor dos soldados, militares, ferramenteiros e ferroviários. São Jorge enfrentou e venceu seus inimigos e dragões, que hoje poderiam ser nossas bestas e problemas da vida.

A devoção a São Jorge cresceu no Brasil pelos escravos que, proibidos de adorar seus Orixás, passaram então a fazer seus pedidos, cultos e rituais fora das igrejas, associando a imagem de São Jorge a Ogum. Ogum é o Orixá da guerra, do fogo e da tecnologia. Ele que criou as máquinas para a agricultura e ensinou as labores manuais. Ele ensinou aos homens a trabalhar o ferro com o fogo. De gênio impaciente e determinado, este Orixá usa a espada para abrir seus caminhos e derrotar seus inimigos. Ele sempre vem em primeiro lugar, antes de todos. Representa o líder nato. Ogum usa seu poder e sua espada para socorrer rapidamente aquele que o invoca. Mas se for invocado de um modo negativo, ele deixará sua espada se abater sobre quem foi injusto.

Protege os agricultores, os soldados, os artesãos e seus filhos e todas as pessoas que pedem a sua ajuda nas lutas, na justiça ou até mesmo por melhores condições de vida. Orixá do elemento terra, Ogum é pleno de energia e empreendedor e suas decisões são rápidas. Ama a liberdade, mas é a sua falta de paciência que faz com que, às vezes, se torne rude, embora não deixe de ter calor humano.

Ogum São Jorge é muito solicitado para quebrar demandas e abrir caminhos. Afastar as injustiças e inimigos.

As orações para Orixás têm muita força, mas são pouco conhecidas. Poucos sabem que orar para Ogum é orar para São Jorge e vice versa. Veja duas orações para Ogum e São Jorge para abrir caminhos e quebra de demandas.

Oração para São Jorgevelarosaon

Ó São Jorge, meu Santo Guerreiro e protetor, invencível na fé em Deus, que por ele sacrificou-se, traga em vosso rosto a esperança e abri os meus caminhos. Com sua couraça, sua espada e seu escudo, que representam a fé, a esperança e a caridade, eu andarei vestido, para que meus inimigos tendo pés não me alcancem, tendo mãos não me peguem, tendo olhos não me enxerguem e nem pensamentos possam ter, para me fazerem mal.

Armas de fogo ao meu corpo não alcançarão, facas e lanças se quebrarão sem ao meu corpo chegar, cordas e correntes se arrebentarão sem o meu corpo tocar. Ó Glorioso nobre cavaleiro da cruz vermelha, vós que com a sua lança em punho derrotaste o dragão do mal, derrote também todos os problemas que por ora estou passando.

Ó Glorioso São Jorge, em nome de Deus e de Nosso Senhor Jesus Cristo estendei-me seu escudo e as suas poderosas armas, defendendo-me com a vossa força e grandeza dos meus inimigos carnais e espirituais. Ó Glorioso São Jorge, ajudai-me a superar todo o desânimo e a alcançar a graça que agora vos peço (faça agora seu pedido justo).

Ó Glorioso São Jorge, neste momento tão difícil da minha vida eu te suplico para que o meu pedido seja atendido e que com a sua espada, a sua força e o seu poder de defesa eu possa cortar todo o mal que se encontra em meu caminho. Ó Glorioso São Jorge, dai-me coragem e esperança, fortalecei minha fé, meu ânimo de vida e auxiliai-me em meu pedido. Ó Glorioso São Jorge, traga a paz, amor e a harmonia ao meu coração, ao meu lar e a todos que estão em minha volta. Ó Glorioso São Jorge, pela fé que em vós deposito: guiai-me, defendei-me e protegei-me de todo o mal. Amém.

velabrancaonOração para Ogum

Ogum, meu Pai – Vencedor de demanda,
Poderoso guardião das Leis,
Chamá-lo de Pai é honra, esperança, é vida.
Vós sois meu aliado no combate às minhas inferioridades.
Mensageiro de Oxalá – Filho de OLORUN.
Senhor, Vós sois o domador dos sentimentos espúrios,
depurai com Vossa espada e lança,
Minha consciente e inconsciente baixeza de caráter.
Ogum, irmão, amigo e companheiro,
Continuai em Vossa ronda e na perseguição aos
defeitos que nos assaltam a cada instante.
Ogum, glorioso Orixá, reinai com Vossa falange
de milhões de guerreiros vermelhos e
mostrai por piedade o bom caminho
para o nosso coração, consciência e espírito.
Despedaçai, Ogum, os monstros que habitam nosso ser,
Expulsai-os da cidadela inferior.
Ogum, Senhor da noite e do dia
e de mãe de todas as horas boas e más,
livrai-nos da tentação e apontai o caminho
do nosso Eu.
Vencedor contigo, descasaremos
na paz e na Glória de OLORUN.
Ogumhiê Ogum
Glória a OLORUN!

“Mãe Dilma” é genial. Sobre a blindagem, a proteção, o “corpo fechado” dos ministros. Do Gabeira

http://platform.twitter.com/widgets/hub.1324331373.html

e agora o Gabeira está só lá no blog dele, o original, no endereço ( fora os artigos pro Estadão):

http://www.gabeira.com.br/

Em torno do verbo blindar

Fernando Gabeira

Ultimamente, deram para blindar. Blindaram o ministro Fernando Pimentel e agora blindam o ministro Fernando Bezerra. Se continuam nesse ritmo, haverá uma ala de ministros blindados no desfile do 7 de Setembro.

O verbo blindar é dos neologismos mais desconcertantes na política brasileira. Acontece assim: surgem evidências contra os ministros e o governo e sua base dizem para nós: não acreditem nas evidências, mas naquilo que estamos falando.

Pedem uma reação religiosa como se Brasília fosse a Cidade de Deus de Santo Agostinho, onde a visão das coisas não apreende a realidade, que deve ser alcançada pela fé.

Às vezes, esse verbo blindar parece um encontro da politica com a história em quadrinhos. É como se, de repente, os aliados do governo gritassem shazam e o corpo do protegido se fechasse.

Ainda no mundo juvenil, lembram, com sua blindagem, o dono da bola que resolve interromper a partida quando seu time está ameaçado.

A ideia de fechar o corpo é antiga. No passado, benziam-se as crianças contra mau olhado. A antropologia é rica em estudos sobre feitiço. O que há de comum com o governo é atribuir aos olhos dos outros problemas produzidos por si mesmo.

A ideia de se blindar tem um outro viés religioso que se expressa nos versos de Jorge Benjor: Jorge, sentou praça na cavalaria/eu estou feliz porque também sou da sua companhia/eu estou vestido com as roupas e as armas de Jorge/ para que meus inimigos tenham pés e não me alcancem/… para que meus inimigos tenham olhos e não me vejam.

Assim chegamos ao momento em que a política não só vira história em quadrinho mas encarna também um desejo religioso de proteção, de fechar o corpo: armas, lanças se quebrem, sem o meu corpo tocar.

Do velho sonho de aproximar divergências na solução de problemas comuns, a política nos distancia. De havaianas na rua, ao vermos um ministro blindado, dentro de um carro blindado, não há como não reconhecer um fracasso da política que nos tornaria mais transparentes. Toneladas de metal nos separam e não há como entrar nessa pesada estrutura para beliscá-los e acordá-los para a realidade. Podem continuar dormindo e blindados por mais uma década.

O único problema é que o peso da blindagem dificulta seus movimentos e ameaça romper o assoalho. Sua saída é combinar superpoderes, ampliar o conceito de blindagem: tanto pode ser uma vestimenta de ferro, como pode ser a  palavra mágica que os faz desaparecer diante de repórteres.

Com a blindagem entramos no campo da magia e da religisão. A Dilma deixará de ser a mãe do PAC para ser simplesmente Mãe Dilma, que mantém ministros, combate mau olhado e traz a pessoa amada no prazo de dois dias.

 

APROVEITO PARA POSTAR UM VÍDEO COM MÚSICA PAR A OUVIR ENQUANTO LÊ: