#ADEHOJE – A ONDA DO TSUNAMI CHEGANDO

 

#ADEHOJE – A ONDA DO TSUNAMI CHEGANDO

SÓ UM MINUTO – Não tinha ficado claro ao que o presidente Jair Bolsonaro se referia quando na semana passada disse que enfrentaria um tsunami essa semana. Agora, com a decretação da devassa dos sigilos de seu filho Flávio Bolsonaro, o assessor Fabricio Queiroz, e de todas as pessoas de alguma forma ligadas a eles, nos últimos dez anos, começamos a entender. Inclusive porque o caso vai pegar até aquele chefe da milícia – foragido! – suspeito de envolvimento grave na morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. Esse povo trabalhou e esteve sempre muito ligado ao filho do Capitão que agora é senador.

Os números da nossa economia mostram o que sentimos, andam de mal a pior.

Fora isso, agora à noite o homem vai viajar para Dallas, onde receberá finalmente amanhã o tal engastalhado prêmio de “Homem do Ano”, da Câmara de Comércio Brasil/ EUA, execrada e recusada com gosto pelo povo de Nova Iorque. Bolsonaro deverá se encontrar com o ex-presidente George Bush.

Ah, coisa boa, poderemos ter uma Santa baiana na Igreja Católica, Irmã Dulce.

Resultado de imagem para TSUNAMI

 

 

Mais uma interessante série de notas do CH. Descobertas do Anonymous…

Crlinhos quando poe ternoQuebra de sigilo
revela fortuna
dos políticos

Sigilo fiscal quebrado pelo grupo de hackers “Anonymous” revela detalhes como CPF, endereço e dados fiscais de mais de 600 políticos como a presidenta Dilma, o ex-presidente Lula, ministros, senadores e governadores. Os documentos confirmam que o senador Blairo Maggi (PR-MT), um os maiores plantadores de soja do mundo, é mesmo o mais rico dos políticos, com fortuna declarada de R$ 143,2 milhões.

Lula Ltda.

mao apontando direita

A declaração de bens mostra que Lula não é proprietário de apenas um, mas de três apartamentos em São Bernardo do Campo (SP).

Ficha completa

91-city2

Entre os dados divulgados pelos hackers “Anonymous” estão sete telefones do ex-presidente Lula e dois celulares: final 4845 e 1758.

FONTE: COLUNA CLAUDIO HUMBERTO