#ADEHOJE – AS NÓIAS COM O INFINITO. RADARES GARANTIDOS E ASSANGE PRESO

#ADEHOJE – AS NÓIAS COM O INFINITO. RADARES GARANTIDOS E ASSANGE PRESO

 

SÓ UM MINUTO – Juíza com juízo. A juíza federal Diana Wanderlei, de Brasília, proibiu o governo de retirar medidores de velocidade nas rodovias federais. A medida foi determinada numa ação popular contra decisão de Jair Bolsonaro, anunciada no mês passado, de suspender a instalação de novos radares e reduzir a quantidade de equipamentos instalados. Em caso de descumprimento, o governo será multado em R$ 50 mil por dia para cada unidade retirada. Cabe recurso.

Nóia: inacreditável, mas a Folha de S. Paulo implicou com o símbolo usado pelo Bolsonaro na cerimônia – juntou ao 100, de cem dias de governo, em verde e amarelo, o símbolo do infinito – o oito deitado. Para a repórter, há temor de perpetuação no poder, de ditadura. Socorro. O infinito, que aparece também na fita de Moebius é também o símbolo da Rede! Tanta coisa de verdade, lá precisa invocar com uma bobagem dessas?

Assange preso: incrível, parece que envelheceu décadas, como deu para ver pelas imagens.

#ADEHOJE – YUKA, A TORNEIRA MÁGICA DE DINHEIRO E OUTRAS TRAGÉDIAS

#ADEHOJE – YUKA, A TORNEIRA MÁGICA DE DINHEIRO E OUTRAS TRAGÉDIAS

 

Só um minuto – Nada tem graça hoje, neste belo dia de Sol. Morreu Marciano, morreu Marcelo Yuka, símbolo da luta contra a violência urbana que dizima sem dó. Enquanto isso continua a saga da fritura de Flávio Bolsonaro, o Filho do Capitão eleito senador. Na conta dele, tinha dias que pingaram 2 mil reais por minuto, em dinheiro, no caixa da Assembleia do Rio de Janeiro. A morte, aos 17 anos, da ginasta Jackelyne da Silva, será melhor investigada a pedido do pai dela. Caiu e morreu horas depois. Creio que erros médicos podem ter sido cometidos. No México um oleoduto explodiu e matou outra dezena de terráqueos. Na França os coletes amarelos estão nas ruas novamente. E o Datena acusado de assédio sexual contra uma repórter do Brasil Urgente. Dias quentes.

Viu isso? O tal logotipo maravilhoso é meio plagiado…Vários já usaram

DO BLOG DO FERNANDO GABEIRA, NO ESTADÃO:

http://blogs.estadao.com.br/fernando-gabeira/

Logotipo quase dança 

 Fernando Gabeira

(04.janeiro.2011 16:47:54)

  • Para um logotipo de Olimpíadas, o do Rio já tem sua história. Lançado na virada do ano, aceito pela população, ganhou as páginas internacionais, sob suspeita de plágio. De fato, tem alguma semelhança com a marca da Telluride Foundation, que atua no Colorado, com temas filantrópicos. Há também uma certa semelhança com a marca do carnaval de Salvador, de 2004. Todos, no entanto, parecem se inspirar numa das mais conhecidas pinturas do Século XX: A Dança, de Henri Matisse. Um dos donos da agência Tátil, que desenhou a marca, Fred Gelli, afirma que, na verdade, a inspiração foi o Pão de Açúcar, revelando algumas imagens do processo de criação. No meu escritório da rua Alice, posso compreender o impacto visual do Pão de Açúcar. No entanto, a força do quadro pode ter influenciado inconscientemente a todos os autores, do Colorado ao Carnaval de Salvador. Isto é uma característica pós-moderna , a mistura de épocas, abordagens. Os intérpretes do quadro de Matisse falam em integração cósmica, em solidariedade humana, em festa.  Alguns afirmam que o quadro é uma referência à Sagração da Primavera, de Stravinsky.  Observo, porém a forma circular da composição. Isso deve ter encantado os criadores, porque um círculo encanta desde o começo do mundo. Em sânscrito, chama-se mandala. Jung discorre longamente sobre mandalas, no livro O Homem e seus Símbolos. O mandala é tido como a forma que ,na meditação , facilita,  integrar-se com o universo.  O Comitê Olímpico vasculhou marcas mas só descobriu a da Telluride Foundation, tarde demais, no primeiro dia de janeiro. A marca já estava lançada.

O único conselho que posso dar agora, sob o risco de ser processado por plágio pela Johnnie Walker : keep dancing.