#ADEHOJE – NEYMAR, BOLSONARO, JUCÁ…AGRESSÃO OU ESTUPRO?

#ADEHOJE – NEYMAR, BOLSONARO, JUCÁ…AGRESSÃO OU ESTUPRO?

 

Só um minuto – Quando um presidente como Jair Bolsonaro, como se não tivesse mais nada de importante a fazer, sai do seu quadrado para ir à Câmara só para entregar um projeto de mudança de regras para a Carteira de Habilitação ( validade para dez anos e perda de carteira só com 40 pontos em multas)a gente tem de lamentar.

No caso Neymar, continuam tratando a mulher como se fosse a culpada sem que os fatos todos tenham vindo à tona. Foi agressão? É sério! Foi estupro? É sério. Não foi nada disso? Vamos ver. Por favor, parem de tratar a mulher dessa forma, uma coisa é o flerte; outra a consumação. É a cara do preconceito, será que não conseguem enxergar? Neymar nunca foi flor que se cheire.

Romero Jucá, aquele que esteve em todos os governos, e Sergio Machado, denunciados pelo MPF no Caso Transpetro. São os milhões de corrupção que saíram pelo ralo.

Petrobras tá meio, digamos, “cagada”(?). Agora é problema ambiental em São Sebastião. MPF acaba de divulgar

RECEBIDA AÇÃO CONTRA PETROBRÁS E TRÊS FUNCIONÁRIOS POR DANO AMBIENTAL NO LITORAL DE SP
São Paulo, 9 de maio de 2014

arg-fish-storyO juiz federal Gustavo Catunda Mendes, substituto da 1ª Vara Federal em Caraguatatuba/SP, recebeu a denúncia contra a Petrobrás Transportes S.A – TRANSPETRO e outros três técnicos da empresa pela prática de crime ambiental, causado pelo derramamento de óleo diesel no município de São Sebastião, litoral paulista. A decisão é de fevereiro deste ano.

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), autor da ação, o vazamento ocorreu no dia 5/4/2013 durante uma vistoria realizada pelos três funcionários no Terminal Marítimo Almirante Barroso (TEBAR), da Petrobrás. Eles teriam autorizado o bombeamento do óleo sem adotar os procedimentos de segurança necessários e sem verificar corretamente a ligação das válvulas e drenos, ocasionando o lançamento de cerca de 3.500 litros de óleo diesel no oceano.

Além da morte de espécies marinhas, a poluição também atingiu as praias de Porto Grande, Deserta, Pontal da Cruz, Arrastão e Cigarras (incluindo o Costão do Arpoador), em São Sebastião, bem como as praias de Capricórnio, Massaguaçu e Cocanha, em Caraguatatuba, as quais tiveram a balneabilidade comprometida e ficaram impróprias para o uso.

Animated-deep-sea-diver-with-shark-swimming-in-circles-around-himGustavo Mendes destaca que a análise do inquérito policial, juntamente com a acusação e as provas apresentadas pelo MPF, são suficientes para o recebimento da denúncia. Contudo, o juiz explica que “se os fatos descritos efetivamente ocorreram como relatados, e se os acusados têm ou não responsabilidade criminal, é questão de ser melhor avaliada durante a instrução criminal”.

Por fim, foi determinada a citação dos acusados para apresentarem resposta escrita à acusação. (JSM)
Processo n.º 0000019-21.2014.403.6135

FONTE: COMUNICAÇÃO MPF