#ADEHOJE – O DISCURSO QUE DESVIOU O ASSUNTO

#ADEHOJE – O DISCURSO QUE DESVIOU O ASSUNTO

 

SÓ UM MINUTO – Enfim Jair Bolsonaro discursou ao mundo e, como mesmo se esperava, trocou as bolas e saiu atacando, inclusive a mídia, para ele, só sensacionalista. É como se aqui estivesse tudo bem, céu azul, sem queimadas, sem tanta ignorância que disparam em relação aos temas sociais e de direitos humanos. Puxa, um governo tão lindo que ninguém vê. Que vive de proteger a família, as crianças, a mata. Deus tá vendo! Ágatha, a menininha morta com um tiro pelas costas no Rio de Janeiro é exemplo – morto – dessa política em ação…

Ele voltou o canhão para Cuba, Venezuela, Maduro, lideranças indígenas que não a que ele cooptou, e que levou na manga uma cartinha sem sentido. Disse que o Cacique Raoni está sendo usado como massa de manobra. Para resumir, subiu, falou e desceu do palanque como o legítimo Jair Bolsonaro que é – e levando o país ao isolamento mundial.

#ADEHOJE – APREENSÃO DE UM PAÍS SOBRE O QUÊ E COMO O HOMEM VAI FALAR

#ADEHOJE – APREENSÃO DE UM PAÍS SOBRE O QUÊ E COMO O HOMEM VAI FALAR

 

SÓ UM MINUTO – Nesta terça, 24, subirá ao palco da ONU para o discurso de abertura o presidente da República do Brasil que vem a ser o senhor Jair Bolsonaro, aquele que tem arrumado treta com os líderes internacionais e afagado Trump. Segundo eles, Bolsonaro tentará mostrar que o país se preocupa com o desenvolvimento sustentável e consegue ser uma potência no agronegócio aliada à preservação do meio ambiente. Mais, mudará de assunto: atacará Maduro, mudando novamente o foco para a Venezuela…

Olha, o pessoa da Revista Piauí está fazendo um Bolsonário e levantou que desde que assumiu Bolsonaro já fez 156 discursos ou pronunciamentos, com mais de 9 mil palavras diferentes – nomeou amigos e inimigos. Falou em 147 ocasiões sobre o “Exército”, que apareceu 9 vezes para cada menção a “universidades” e nas metades das vezes falou de forma negativa quando falou em universidades.

#ADEHOJE – GRANDES PERDAS DE NÓS TODOS. EXIGIMOS RESPEITO

#ADEHOJE – GRANDES PERDAS DE NÓS TODOS. EXIGIMOS RESPEITO

SÓ UM MINUTO – Semana esquisita, como têm sido nossas semanas. Nesta, a perda de grandes nomes da música, Beth Carvalho, e do Teatro, Antunes Filho. E a bobageira das redes sociais continua solta, com críticas absurdas até aos sentimentos que temos com relação aos grandes mestres. É um tal de criticar o pensamento político, de desmerecer os grandes feitos, de tentar exterminar a cultura e a educação de nosso povo. O que está acontecendo? Temos de deter esse avanço da ignorância, de qualquer forma.

Na Venezuela, ampliam-se as dúvidas de como será o desfecho da queda de Maduro. Cinco mortos nas manifestações dessa semana.

 

#ADEHOJE – NO QUE VAI DAR? NO QUE TUDO VAI DAR?

#ADEHOJE – NO QUE VAI DAR? NO QUE TUDO VAI DAR?

SÓ UM MINUTO – Hoje acordei cheia de dúvidas, que divido com vocês. Não sei se pensam sobre essas coisas. Fico vendo a Venezuela em conflito e não sei até que ponto isso nos afetará se agravar mais ainda. Agora, Guaidó propõe greve geral. Por aqui: o que vai dar a tal reforma da previdência? Até que ponto poderemos suportar as idiossincrasias de alguns ministros, as bobeiras dos Filhos do Capitão, e as declarações estapafúrdias do presidente? Vejo mais amigos indo embora do país e isso me deixa angustiada. #prontofalei

O que perguntar?
Por debates mais abertos

#ADEHOJE – – VENEZUELA EM CHAMAS.  E A PROPOSTA DE FAROESTE AQUI

#ADEHOJE – – VENEZUELA EM CHAMAS. E A PROPOSTA DE FAROESTE AQUI

SÓ UM MINUTO – Desde cedo Caracas, a capital da Venezuela, está em polvorosa. Juan Guaidó tenta outra investida como “presidente autoproclamado”. A situação está confusa, os países que apoiam um e outro lado estão em alerta. EUA apóia abertamente; Brasil se diz solidário. Por enquanto China, Rússia e Cuba – apoiadores de Maduro- aguardam os acontecimentos.

Mas nada disso é tão grave quando a estúpida proposta de Bolsonaro de liberar armas e o ataque de proprietários rurais a quem quiser. Na verdade, os caras podem matar e depois dizerem que eram invasores. É para a gente ficar muito preocupado mesmo com o festival de tosquices, apelos à violência sexual e pessoal, ignorâncias que assistimos. Ainda inertes?

#ADEHOJE – TEMER AO MOLHO PARDO. E O BRASIL, SALADA MISTA

#ADEHOJE – TEMER AO MOLHO PARDO. E O BRASIL, SALADA MISTA

SÓ UM MINUTO – O ex-presidente Michel Temer está sendo frito em fogo lento. Réu em 11 processos, denunciado em mais três. Há mais cinco investigações em andamento. Variam de corrupção, lavagem de dinheiro, com mala de 500 mil, JBS, tudo junto. Vai ser difícil escapar, e pode ser preso novamente.

Jair Bolsonaro voltando ao Brasil com suas polêmicas, ministros equivocados e filhos. A reforma da Previdência está que nem peteca. Cada hora aparece um projeto para enfrentar o governo. Hoje o Senado aprovou o orçamento impositivo que já havia sido aprovado na Câmara, lembram? Pauta-bomba. Nomeações discutíveis continuam.

Além de tudo isso, ainda temos que ficar apavorados com a questão da vizinha Venezuela. Se prenderem Juan Guaidó a situação pode esquentar muito. Aqui do lado. Russos versus americanos.

 

#ADEHOJE – COMO COMBINAR COM OS RUSSOS?

#ADEHOJE – COMO COMBINAR COM OS RUSSOS?

SÓ UM MINUTO – Dois aviões da Força Aérea russa desembarcaram no fim de semana no aeroporto de Maiquetía, nos arredores de Caracas. Trouxeram uma alta autoridade de defesa russa e quase cem soldados ao país, segundo informações das agências de notícias, além de uma carga de cerca de 35 toneladas de equipamentos militares. Autoridades venezuelanas e russas não se manifestaram.

Enquanto isso, aqui, continua o bate-boca, briga entre Poderes, e Bolsonaro só falando sobre o que não é competência de presidente, como por exemplo, praticamente”comemorar” que Cesare Battisti, preso agora na Itália, admitiu a participação em quatro assassinatos como sempre foi denunciado. E? Ministros militares começam a se movimentar também contra as insidias do guru Olavo de Carvalho, que não para de dar palpites onde não foi chamado. O ministro general Carlos Alberto dos Santos Cruz, da Secretaria de Governo disse que ele é “chulo e desequilibrado”