tadinho…Cônsul quis ter um dia bom, de mulher, de sainha e acabou é sem emprego.Homofobia grassa no mundo inteiro.

Do opera mundi

Após polêmica, cônsul do Panamá que se vestiu de mulher no Carnaval renuncia ao cargo

 O registro fotográfico de uma brincadeira de Carnaval acabou colocando o cônsul do Panamá nas Ilhas Canárias, Ítalo Giovanni Afú, em maus lençóis. Fotos do diplomata durante um festa em Las Palmas de Gran Canária vazaram no site Facebook e provocaram imediato desconforto no país centro-americano, culminando no pedido de afastamento de Afú.

Reprodução

De acordo com o chanceler panamenho, o fato de Afú (d) ter se vestido de mulher piorou o ocorrido

O cônsul, que apresentou a demissão ontem (29/03), disse em declarações a um jornal panamenho que seus amigos divulgaram as fotos na internet sem pensar que isso poderia causar problemas no Panamá e se desculpou pela gafe. Ele permanece no cargo até 30 de abril. “Tiraram uma foto minha e me etiquetaram no Facebook sem cogitar o estrago.”

Em declarações à imprensa, o presidente do Panamá, Ricardo Martinelli, declarou que o diplomata não deveria ter se colocado na situação e pediu discrição até o seu desligamento da chancelaria.

Homofobia

O ministro das Relações Exteriores panamenho, Juan Carlos Varela, lamentou o incidente e repreendeu verbalmente o diplomata. Varela foi além e disse que preferia que Afú tivesse se fantasiado de “policial, bombeiro ou de outra coisa”, em vez de mulher.

Já o secretário-geral do PRD (Partido Revolucionário Democrático, Mitchell Doens, afirmou que “não só estamos frente a um governo de loucos, mas de ‘loucas'”, em referência à fantasia de Afú.

Ricardo Beteta, presidente da associação GLBT Homens e Mulheres Novos do Panamá disse que a polêmica pôs em evidência a “intolerância e homofobia” imperantes no país. “A maneira como o assunto foi tratado demonstra isso”, afirmou à agência France Press. “Nesse país, ser um ladrão, um mentiroso  não tem consequências, mas ser travesti, gay ou lésbica, é intolerável”, completou.