E AINDA TEM A FAMÍLIA RENAN PARA NOS PERTURBAR, VEJA SÓ, COM POEMAS DE ODE AOS CALHEIROS

fonte: COLUNA LAURO JARDIM – VEJA ONLINE – RADAR

SacocheioO poeta

Robinho, quarto da esquerda para a direita, com Renan

Renan Calheiros não pode se queixar de falta de amparo. Nem as 400 000 assinaturas no manifesto contra a sua volta à presidência do Senado (Leia mais em: 400 000 assinaturas) fazem frente à inspiração do seu irmão, Robson Calheiros.

Robinho, como é conhecido, postou no Facebook um “poema” – com todas as aspas existentes no teclado… – comemorando a eleição de Renan e, claro, vomitando barbaridades.

O texto do poeta das Alagoas Robinho Calheiros fala por si só:

Hoje saiu dos meus ombros essa cruz/Para tirar do meu peito esse catarro/Nessa imprensa fétida escarro/Jornalistas, hipócritas, urubus/Se espremer essa corja só sai pus/O senador deu o troco alvissareiro/Tá de volta mostrando que é guerreiro/Competente, leal, tem brilho e luz/Deu a volta por cima enfim conduz/Os destinos do congresso brasileiro

Como se vê, não faltam talento e criatividade ao clã Calheiros. Mas a manifestação de lealdade familiar não para nos versos. Mais uma vez seguindo a estratégia de José Dirceu, em outro post, Robinho descasca Roberto Gurgel.

Obviamente, os comentários de felicitações aos irmãos são um caso à parte. Em um deles, a leitora manda: “Ele (Renan) está de volta pra onde não deveria ter saído. Se voltou é porque todos reconhecem que ali é seu lugar”.

Nem todos, nem todos…

Por Lauro Jardim

8 comentários sobre “E AINDA TEM A FAMÍLIA RENAN PARA NOS PERTURBAR, VEJA SÓ, COM POEMAS DE ODE AOS CALHEIROS

  1. Aguinaldo Parreira 7 de fevereiro de 2013 / 12:57

    E como fica a Constituição, leis sobre ficha limpa, etc? Deu golpe que vai lhe custar caro. Pode apostar e fazer poemias na cadeia.

    Curtir

  2. DJALMA BENTES 7 de fevereiro de 2013 / 13:14

    Finalzinho de 1987, em Pequim, no restaurante Pato Laqueado, Fernando Collor (então governador da República das Alagoas-PMDB), PC Farias (seu assessor pessoal), Renan Calheiros (deputado federal-PMDB), William Cleto Falcão de Alencar (na época Deputado Federal) e Claudio Humberto (assessor de imprensa), fizeram do jantar uma reunião – que chamaram de “histórica”.

    Fernando Collor ‘custasse o que custasse’ seria candidato a Presidente, tendo que se fundar um partido político para tanto. O planejamento de propaganda tinha um eixo central: a luta contra a corrupção(sic).
    Enfatizou-se que Collor seria ‘o caçador de marajás’
    E também ‘destacaria-se’ na campanha denúncias de corrupção no governo Sarney.
    Seria feito um ‘dossiê’, de Lulla; que tremia nas bases, visivelmente nos debate na Globo.

    Como sabemos Collor foi eleito presidente da República em 1989 teve seu impeachment, em 02 outubro de 1992.

    Hoje Collor é Senador da República e presidente da Comissão de Infraestrutura do Senado.
    Renan Calheiros é presidente do Senado.
    PC Farias foi assassinado em junho de 1996.
    Cleto Falcão, faleceu precocemente “vítimas da sindrome ‘maldição de República Collor”, tornando-se o 13º que faleceu depois do Impeachment.
    Claudio Humberto segue sua carreira de jornalista como colunista político.

    E até hoje nós, contribuintes, continuamos “pagando do pato”.

    Curtir

  3. norma7 7 de fevereiro de 2013 / 13:16

    Sabes, uma nega metida a besta, que morre ‘dura’ mas não perde a pose? É como estou me sentido, pois em se tratando de ‘excreções’ fecho com o Augusto dos Anjos e ‘similares’. (rs.rs.rs.)

    (…)
    O beijo, amigo, é a véspera do escarro,
    A mão que afaga é a mesma que apedreja.

    Se a alguém causa inda pena a tua chaga,
    Apedreja essa mão vil que te afaga,
    Escarra nessa boca que te beija!

    Versos Íntimos (A.dos Anjos)

    E + de 400 mil dirigindo na contramão? Então tá!

    Bjo

    Curtir

  4. Silvio Massarini 8 de fevereiro de 2013 / 10:54

    Quanto a gente dessa espécie, eu pensava já ter dito tudo o que penso, mas sempre aparecem mais coisas para nos escandalizar. Hoje, ouvindo o Boechat pela Band News, fiquei estarrecido com o que ele disse sobre os ‘condenados’ pelo “mensalão”. Alegou que mais uma pizza gigante está saindo, se presos, o que duvidamos muito, e põe muito ai, pemanecerão com os cargos. E como houve uma votação de 5 a 4, os advogados já estão esfregando as mãos de csatisfação, pois parece que como bandido protege bandido, não irá dar mesmo em nada emjk matéria de punições. Elew, o Boechat, disse que misturou tanto, tanto, mexeu-se tanto, e ao sair do liquidificador, saiu: NADA!!! Essa é a justiça desse país, para quem não pode pagar, ela é bem menos justa do que para quem pode…Maas, ce la vie, o que podemos esperar? Naaaaaaaaaaaaaaaada!!!

    Curtir

  5. Gallo 8 de fevereiro de 2013 / 14:45

    Deixo aqui minha versão:

    Hoje jogaram nos meus ombros essa cruz
    Para inserir no meu peito esse catarro
    Nesse senado fétido escarro
    Senadores, hipócritas, urubus
    Se espremer essa corja só sai pus
    O senador deu o troco sorrateiro
    Tá de volta mostrando que é traiçoeiro
    Serpente, letal, sem brilho e luz
    Deu a volta por cima enfim conduz
    Os cretinos do congresso brasileiro.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.