Secura do ar: notícias e o que fazer para sobreviver

angry-treeSP está 22%. trago a matéria do UOL e umas dicas que recebi, par a gente lidar melhor com a secura :

 

Cuidados com a saúde no ar seco

 ( fonte: assessoria de imprensa -dra. Valeria Cristina Vigar)

O ar da cidade de São Paulo é bastante poluído pelos veículos, indústrias e queima de lixo. Durante o inverno, geralmente chove menos, o que torna o ar mais seco e mais poluído. Devido às diferenças de quantidade de áreas verdes, de áreas construídas e de impermeabilização do solo, tanto a temperatura como a umidade do ar variam muito de um bairro para outro. O ar mais seco e poluído pode afetar a saúde, especialmente dos idosos e crianças.

Muito comum nesta época do ano, a baixa umidade do ar pode desencadear uma série de complicações respiratórias e agravar doenças já existentes. Portanto, se o tempo estiver seco, colocar em prática algumas dicas pode evitar maiores problemas.

Para a dra. Valeria Cristina Vigar, da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia, devemos ficar em atenção quando a umidade relativa do ar estiver entre 20 e 30%, e em estado de alerta ao cair para 20% a 12%. Abaixo destes níveis é decretado estado de emergência.

“Quanto menor for a umidade do ar, mais cuidados devem ser tomados para evitar complicações alérgicas e respiratórias”. Em consequência do tempo seco, o ressecamento das vias aéreas leva a doenças como rinite e rinossinusite, uma inflamação da mucosa que reveste a cavidade nasal; assim como a descompensação de asma e da doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), que diminuem a capacidade respiratória.

Grupos de risco:

Embora haja registros de baixa umidade do ar em muitos Estados brasileiros, as regiões sudeste e centro-oeste enfrentam os maiores problemas, intensificados pela falta de chuva e aumento no nível de poluição no ar.

“Independentemente da região, os principais grupos de risco são os portadores de doenças respiratórias crônicas e os indivíduos mais expostos a ambientes de baixa umidade”.

A especialista pede atenção redobrada aos pacientes que já têm problemas respiratórios, aconselhando-os a seguir corretamente as orientações médicas e manter rigorosamente o tratamento indicado.

Dicas:

§  Para não correr riscos e se manter saudável durante o inverno, a médica aponta algumas dicas importantes:

§  Mantenha arejados ambientes fechados, umidificando-os com vaporizadores ou recipientes com água nos dias mais secos

§  Para evitar desidratação, é aconselhável consumir bastante líquido e evitar a prática de atividade física entre 10h e 16h

§  Em casa, carpetes e cortinas que acumulam poeira devem ser lavados e aspirados com frequência. Atenção para os cantos dos cômodos que podem juntar pó, assim como beiradas de móveis e estrados de cama

As vestimentas usadas neste período também merecem um cuidado especial. Por ficarem dentro do armário, as roupas mais quentes, que só são usadas no inverno, devem ser lavadas e colocadas ao sol antes de usar, evitando o mofo e o odor desagradável.

CACHOEIRA2

Baixa umidade do ar deixa São Paulo em estado de atenção

FONTE: UOL -DE SÃO PAULO

A cidade de São Paulo entrou em estado de atenção por conta da baixa umidade do ar na capital. Segundo o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergência), da prefeitura, o índice ficou em 30%, número considerado ruim.
Segundo o CGE, a umidade do ar deve chegar 22% ainda na tarde de hoje. Os próximos dias também terão índices baixos.
Segundo estudo da Unicamp, índices de umidade relativa do ar inferiores a 30% caracterizam estado de atenção; de 19% a 12%, estado de alerta; e abaixo de 12%, estado de emergência. O deserto do Saara registra em média umidades entre os 10% e 15%.
Como consequência do tempo seco, algumas pessoas podem sofrer ressecamento de mucosas do nariz e da garganta, sangramento no nariz, ter tosse, dificuldade para respirar, rinite e crises de asma e irritação dos olhos por ressecamento, com vermelhidão e sensação de areia nos olhos, entre outros sintomas.
Com umidade abaixo dos 30%, as recomendações são evitar exercícios físicos ao ar livre das 11h às 15h e umidificar o ambiente por meio de vaporizadores, toalhas molhadas ou recipientes com água. A Defesa Civil também orienta permanecer em locais protegidos do sol e consumir bastante água.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.