Pânico em SP. Merece até música essa notícia. Uma que eu adoro.

socorro

Instituto Lula entrou em pânico

por Guilherme Amado

( fonte – coluna Lauro Jardim, O GLOBO)

Ricardo StuckertRicardo Stuckert | Instituto Lula

Assessores do Instituto Lula entraram em pânico no domingo à noite, acreditando que hoje seriam alvo de uma operação da Polícia Federal.

Assessores acionaram petistas de diferentes estados por meio do WhatsApp afirmando que hoje a PF faria uma busca e apreensão na sede do instituto.

Nas mensagens, pediam que a militância estivesse preparada desde cedo para reagir à “tentativa de criminalização do presidente Lula“.

Não foi dessa vez.

Por conta do vídeo dos ciganos descobri um som bem doido, da banda Gogol Bordello. Trouxe para você ouvir. Umas figuras…Tem até com a Madonna


bom irem se preparando porque semana que vem vai ter festa: 30 anos do FESTIVAL DO FIM DO MUNDO, quando o movimento punk de verdade começou por aqui, no SEC/POMPEIA. Encontrei Clemente, dos INOCENTES, quem me deu notícias também do meu velho amigo Antonio Bivar, o responsável por muito de tudo isso…

WIKIPEDIA TOTAL:

Gogol Bordello é uma banda multiétnica de gypsy punk formada em Nova Iorque em 1999. Tornou-se conhecida por seu som, batizado como Gipsy Punk, que mescla música cigana do leste europeu, influências folclóricas eslavas e punk rock; e por suas performances teatrais envolvendo dança e arte de rua.

Morreu uma das ex-primeiras damas mais pimposas que conheci: Dulce Figueiredo

Tenho dela só lembranças de imagens fortes e de quem era famosa por se divertir com as lambanças do marido ditador João Figueiredo.

Na minha memória, a mais forte lembrança é a do começo dos Anos 80. Organizamos uma festa grande na Boite Gallery, a mais glamurosa que havia, e para a qual editávamos uma revista ( Gallery Around), eu, Antonio Bivar e a dona da editora, Joyce Pascowitch.

Era o começo do movimento punk e fizemos a VAGUE. Além de Kid Vinil, a festa – que teve todos (quase) os seus registros destruídos por conta exatamente da Dona Dulce, contou com ratos do Porão, Inocentes, e muitos punks – e todos de verdade. O Vinil era odiado. lembro até que ele foi armado, com medo dos punks…

Dona Dulce, na mesma noite, infelizmente, resolveu curtir a noite, da qual ela era famosa frequentadora, e cercada de seguranças.

Punk que é punk até hoje não respeita autoridade. Imagine em 1980 e pouco…
Ela passou. Eles cuspiram. O tempo fechou, com pancadaria ds seguranças em cima dos meninos, todos meio raquíticos, pobrezitos, com alfinetes espetados na cara e no corpo.

Foi um forrobodó para conferir. Nós viramos “personas non grata”  no local. Os caras exigiram que todos os filmes feitos fossem literalmente queimados ( eu devo ter uma/duas fotos disso, mas sem o registro do quiproquó).

Assim foi. Aproveito para registrar o acontecimento. Não é, Joyce?

RJ: Dulce Figueiredo é enterrada

Folhapress
Foto folha sp
DONA DULCE FIGUEIREDO FALECEU NA ÚLTIMA SEGUNDA, NO RIO

 Foi enterrado nesta terça (7), no Rio de Janeiro, o corpo da viúva do ex-presidente João Figueiredo, Dulce Figueiredo. A ex-primeira dama morreu ontem (6), após sentir-se mal e ser levada de ambulância para um hospital na zona sul da cidade. Dona Dulce tinha câncer e estava bastante debilitada. Segundo seu neto, João Baptista Figueiredo, ela faleceu aos 83 anos de idade.
 
FONTE: COLUNA CH